709: Distanciamento de 2 metros e lugares cruzados. Há novas regras para restaurantes e cafés

 

SAÚDE/COVID-19/DISTANCIAMENTO SOCIAL

Patrícia de Melo Moreira / AFP

As orientações para restaurante e cafés mudaram. Apenas pessoas que vivem juntas não são obrigadas a manter um distanciamento de dois metros entre si.

A Direcção-Geral da Saúde (DGS) actualizou as orientações para restaurantes e cafés durante a pandemia de covid-19. As novas regras devem estar visíveis para os clientes e o distanciamento de dois metros deve ser garantido em todas as ocasiões — até no pagamento.

Apenas as pessoas que viviam juntas podem estar a menos de dois metros de distância e frente a frente ou lado a lado, escreve o Jornal de Notícias. A actualização foi publicada no site da DGS esta sexta-feira.

Para os que não vivem juntos, “a disposição das cadeiras e mesas no interior do estabelecimento tem de garantir uma distância de, pelo menos, 2 metros”, lê-se na norma.

A orientação da DGS pressupõe que os cidadãos saibam exactamente a norma em vigor ou que quem os serve pergunte se são coabitantes, esclarece o Expresso.

Os clientes também estão impedidos de mudar a disposição das mesas e das cadeiras. Apenas os trabalhadores do estabelecimento o podem fazer, cumprindo sempre com as orientações da DGS.

Os clientes devem sentar-se na diagonal e os estabelecimentos devem colocar as mesas desfasadas, aumentando a distância entre as pessoas.

Por sua vez, os lugares de pé são desaconselhados, uma vez que é difícil controlar o distanciamento físico desta forma. O mesmo aplica-se às “operações do tipo self-service”.

A DGS pede ainda aos cafés e restaurantes que criem “circuitos” para manter o distanciamento “entre as pessoas que circulam e as que estão sentadas”.

Por Daniel Costa
22 Maio, 2021

 

© ® inforgom.pt e apokalypsus.com são domínios registados por F. Gomes

[ratingwidget_toprated type=”posts” created_in=”all_time” direction=”ltr” max_items=”5″ min_votes=”1″ order=”DESC” order_by=”avgrate”]