783: Auto-agendamento da vacina disponível para maiores de 35 anos a partir de segunda-feira

 

SAÚDE/COVID-19/AUTO-AGENDAMENTO

O auto-agendamento da vacina contra a covid-19 vai ficar disponível para pessoas com mais de 35 anos na segunda-feira, disse fonte da ‘task-force’ de vacinação nacional.

© EPA/Bagus Indahono

A marcação da vacina por pessoas dessa faixa etária poderá ser feita, a partir dessa data, na plataforma de auto-agendamento da Direcção-Geral da Saúde.

A abertura do auto-agendamento da vacina contra a covid-19 para maiores de 35 vai abrir menos de uma semana depois de, em 15 de Junho, o serviço ter sido disponibilizado à população com mais de 40 anos.

O portal destinado ao auto-agendamento entrou em funcionamento em 23 de abril, contemplando agora as pessoas acima dos 35 anos, depois de ter sido aberto para maiores de 40, 43, 45, 50, 55, 60 e 65 anos.

Mais de 4,3 milhões de pessoas em Portugal já receberam a primeira dose da vacina contra a covid-19, o equivalente a 42% da população, e quase 2,6 milhões (25%) têm a vacinação completa, segundo dados avançados na terça-feira pela Direcção-Geral da Saúde (DGS).

Diário de Notícias
DN/Lusa
19 Junho 2021 — 22:02

 

© ® inforgom.pt e apokalypsus.com são domínios registados por F. Gomes

 

733: Auto-agendamento de vacina para maiores de 45 anos disponível

 

SAÚDE/COVID-19-AUTO-AGENDAMENTO/VACINAS

As pessoas com mais de 45 anos podem agendar a vacinação a partir desta sexta-feira. Vagas a partir de 14 de Junho.

Campanha de vacinação contra a covid-19 na Alemanha
© EPA/SASCHA STEINBACH

A partir da tarde desta sexta-feira as pessoas com 45 anos ou mais já podem fazer o auto-agendamento para a vacina contra a covid-19, confirmou ao DN fonte da task force. As primeiras vagas para a vacinação desta faixa etária abrem a partir de 14 de Junho.

Durante a manhã o site da covid-19 do Ministério da Saúde anunciou esta hipótese, no entanto, cerca de uma hora depois, deixou de estar disponível. Tratava-se de testes que estavam a ser feitos de modo a garantir que o processo de abertura estaria funcional esta tarde, segundo o “Público”.

Algumas pessoas nesta faixa etária conseguiram fazer o agendamento ainda durante a manhã, apesar de a página dizer que só era possível agendar a vacina com 50 anos ou mais. Na primeira página tinha de se colocar uma data de nascimento aleatória que indicasse uma idade igual ou superior a 50 anos. Na página seguinte já se falava nos 45 anos ou mais, e aí era possível inserir a data de nascimento correta, o cartão de utente e o número de telemóvel. Depois era só escolher a data e o local.

Em comunicado, a task force da vacinação anuncia que “Tendo em conta o bom ritmo a que tem decorrido a vacinação contra a Covid19, informa-se que já se encontra disponível, a possibilidade de auto agendamento para idades iguais ou superiores a 45 anos. Quem se propuser ao auto agendamento terá vaga a partir de 14 de Junho.”

O Governo anunciou que a vacinação dos maiores de 40 anos arrancava a partir de 6 de Junho e dos maiores de 30 anos a partir de 20 de Junho.

Segundo os últimos censos realizados em Portugal, a vacinação da faixa etária dos 45 aos 49 anos vai abranger um universo de 770.294 pessoas.

Diário de Notícias

DN

 

© ® inforgom.pt e apokalypsus.com são domínios registados por F. Gomes

[ratingwidget_toprated type=”posts” created_in=”all_time” direction=”ltr” max_items=”5″ min_votes=”1″ order=”DESC” order_by=”avgrate”]

 

Gouveia e Melo. “Todo o país vai ser acelerado” na vacinação e auto agendamento a partir dos 50 anos pode começar amanhã

 

SAÚDE/COVID-19/VACINAS/AGENDAMENTO

O coordenador da task force afirmou que há regiões mais atrasadas do que outras no processo de vacinação, como Lisboa e Vale do Tejo, Norte e Algarve, que vão ser “ligeiramente aceleradas”. Auto agendamento online para maiores de 50 anos pode abrir esta quinta-feira.

O coordenador do plano de vacinação contra a covid-19, o vice-almirante Gouveia e Melo
© MÁRIO CRUZ/LUSA

“Todo o país vai ser acelerado” na vacinação, uma vez que estão a chegar a Portugal “vacinas em maior quantidade”, afirmou, esta quarta-feira, o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, coordenador do plano de vacinação contra a covid-19.

Em entrevista à TVI24, Gouveia e Melo afirmou que há, no entanto, regiões mais atrasadas do que outras neste processo, como Lisboa e Vale do Tejo – onde se tem verificado um aumento de casos de infecção nos últimos dias -, o Norte e Algarve, que vão ser “ligeiramente aceleradas” em termos de vacinação. De referir que o Alentejo é a região com maior percentagem de vacinas administradas.

As diferenças no ritmo de vacinação são explicadas pela “estrutura etária diferente” entre regiões, esclareceu o vice-almirante. Uma situação que ocorre porque as regiões que têm “mais idosos” avançaram mais rapidamente no plano de vacinação.

“As regiões têm estruturas etárias diferentes, há regiões com população mais jovem, outras com população mais idosa. Regiões com população mais idosa naturalmente fizeram progressos, tendo em causa a situação global”, esclareceu. Gouveia e Melo voltou a reforçar que todo o país iniciará a campanha de vacinação para as faixas etárias a partir dos 30 e 40 anos em Junho.

Auto agendamento online a partir dos 50 anos pode começar esta quinta-feira

O responsável referiu também que o auto agendamento para a faixa etária a partir dos 50 anos pode arrancar já esta quinta-feira.

“O agendamento, em princípio será amanhã à tarde. Eu dependo sempre dos Sistemas de Informação, a solução nem sempre é imediata mas em princípio será amanhã à tarde”, disse na TVI24.

Gouveia e Melo fez saber que esta faixa etária já está a ser vacinada através do agendamento local.

“Há dias em que ultrapassámos as 100 mil” doses de vacinas administradas

Foi também referido na entrevista que esta semana vai terminar a vacinação dos maiores de 60 anos.

“Há dias em que ultrapassámos as 100 mil, estamos numa média de cerca de 80 mil vacinas por dia. Não podia acontecer chegarem vacinas e não termos capacidade para as administrar”, explicou o vice-almirante.

Gouveia e Melo fez ainda críticas à gestão do fornecimento das vacinas por parte das empresas farmacêuticas, referindo que os envios não chegam de uma forma constante.

O que se está a verificar é que, para cumprirem o contrato, as empresas enviam as vacinas já no fim do trimestre e isso atrasa o processo de vacinação, porque eu só tenho as vacinas disponíveis no final do tempo”, explicou.

Afirmou que após o ritmo “muito elevado” de vacinação que tem vindo a ser aplicado, Gouveia e Melo indica que o processo vai ser “menos complexo” no futuro.

O coordenador da estrutura que gere todo o processo logístico da vacinação contra a covid-19 considera que quando for atingida a imunidade de grupo, irá ser dado “um passo muito importante”, mas “não é o fim” do processo.

“Não sei se depois disso não teremos de manter um ritmo elevado para conseguir atingir outros objectivos”, referiu Henrique Gouveia e Melo, confiante de que a imunidade de grupo vai ser atingida em Agosto, se tudo correr como está previsto, nomeadamente no que diz respeito à entrega de vacinas.

Diário de Notícias
DN
26 Maio 2021 — 23:34

 

© ® inforgom.pt e apokalypsus.com são domínios registados por F. Gomes

[ratingwidget_toprated type=”posts” created_in=”all_time” direction=”ltr” max_items=”5″ min_votes=”1″ order=”DESC” order_by=”avgrate”]

 

690: Agendamento a partir dos 60 anos já arrancou

 

SAÚDE/VACINAÇÃO/AGENDAMENTO

O auto-agendamento para a vacinação contra a covid-19 passou a contemplar as pessoas a partir dos 60 anos, em vez dos actuais 65.

As pessoas com mais de 60 anos vão começar a auto-agendar a vacinação
© Rita Chantre / Global Imagens

As pessoas a partir dos 60 anos já podem fazer o agendamento para a vacinação contra a covid-19, que até agora estava reservado a maiores de 65 anos, disse à Lusa a “task force” da vacinação.

A decisão de antecipar a medida de alargar o auto-agendamento para a vacinação às pessoas a partir dos 60 anos prendeu-se com o elevado ritmo de vacinação registado nos últimos dias, explicou à Lusa fonte da “task force”.

À Lusa, o responsável revelou que houve pessoas acima dos 60 anos que já conseguiram uma marcação para quinta-feira, uma vez que serão vacinados em centros onde há menos procura.

Na sexta-feira, a equipa responsável pela operacionalização da vacinação tinha adiantado à agência Lusa que era expectável abrir o auto-agendamento para os maiores de 60 anos.

Esta nova fase começou este fim-de-semana e espera-se que até ao final do mês as pessoas acima dos 60 anos tenham sido vacinadas com, pelo menos, uma dose.

O portal destinado ao auto agendamento para a vacinação começou a funcionar a 23 de Abril, tendo registado, até ao início da semana passada, cerca de 206 mil inscrições para a toma da vacina contra a covid-19.

Portugal atingiu já um milhão de pessoas com a vacinação completa com a segunda dose ou com a inoculação com a vacina de toma única da Janssen, o que corresponde a mais de 10% da população portuguesa.

Na quinta e sexta-feira foram administradas mais de 100 mil doses por dia e a expectativa na task force é ter as pessoas acima dos 60 anos vacinadas com pelo menos uma dose até ao fim deste mês.

Sistema complexo de massivo

“Tratando-se de um sistema complexo e massivo e que se encontra em transição, optou-se nesta fase inicial abrir o auto-agendamento somente a pessoas com mais de 65 anos, sendo expectável abrir o auto-agendamento para as pessoas com mais de 60 anos no final da próxima semana ou início da seguinte”, respondeu a ‘task force’ a uma questão enviada pela Lusa. Mas já este domingo, as datas foram alteradas sendo já possível marcar dia e hora para ser vacinado.

O auto-agendamento visa dar continuidade ao aumento do ritmo de vacinação, com vista a ter toda a faixa etária acima dos 60 anos de idade vacinada com pelo menos a primeira dose “até ao final de maio ou na terceira semana de maio”, como antecipou em 21 de Abril a ministra da Saúde, Marta Temido.

A ‘task force’ responsável pela coordenação do plano de vacinação salientou também o papel do sistema de auto-agendamento pela Internet na intensificação da administração de vacinas para o objectivo de 100 mil inoculações diárias, cuja marcação era anteriormente centralizada nos serviços de saúde, nomeadamente Administrações Regionais de Saúde (ARS) e Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES).

“Esta mudança permitiu um incremento muito significativo de agendamentos e a libertação de profissionais de saúde, que se encontravam empenhados no agendamento local, contribuindo de forma muito significativa para o necessário aumento do ritmo de inoculações. Sem esta mudança não seria possível atingir o ritmo de vacinação necessário”, esclareceu a mesma fonte da ‘task force’.

Em 23 de Abril entrou em funcionamento o portal destinado ao auto agendamento para a vacinação, que tinha registado, até ao início desta semana, cerca de 206 mil inscrições para a toma da vacina contra a covid-19. Portugal atingiu já um milhão de pessoas com a vacinação completa com a segunda dose ou com a inoculação com a vacina de toma única da Janssen, o que corresponde a mais de 10% da população portuguesa.

Em Portugal, morreram 16.989 pessoas dos 838.852 casos de infecção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direcção-Geral da Saúde.

O país registou este domingo uma morte atribuída à covid-19, 324 novos casos de infecção pelo novo coronavírus e uma ligeira subida no número de internamentos em enfermaria, segundo a Direcção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da pandemia, Portugal já contabilizou 839.582 casos de infecção confirmados e 16.992 óbitos.

Notícia actualizada às 14:30

Diário de Notícias
DN/ Lusa
09 Maio 2021 — 11:08

 

© ® inforgom.pt e apokalypsus.com são domínios registados por F. Gomes

[ratingwidget_toprated type=”posts” created_in=”all_time” direction=”ltr” max_items=”5″ min_votes=”1″ order=”DESC” order_by=”avgrate”]