375: 21.Jan.2020

Hoje foi a Vera sozinha fazer-te a visita e levar um raminho de flores. Outro buraco na estrada, fez com desde há uma semana não tenhamos Carris a circular porque o trânsito (excepto para os moradores que são quase todos que têm pópó podem circular até ao local) e eu não posso andar a pé tanto até à paragem do 727 para ir ao cemitério.

Mas os gajos que gerem a cidade querem lá saber se existem pessoas com mobilidade reduzida e que os passes já tenham sido pagos ANTECIPADAMENTE e não são utilizados… O money já lá está para encher a pança aos pançudos de sempre…

 

370: 31.Dez.2019

Véspera de Fim de Ano, dia em que em muitas dessas datas passavas comigo onde estava a actuar e a dar alegria aos outros, a juntar à nossa alegria de vivermos felizes. Ontem, estava a rebuscar uns arquivos e fui dar com um vídeo de uma Passagem de Ano (Arteviva-1989/1990) no Clube Oriental de Lisboa e em que tu também apareces quando fizeram uma panorâmica da sala. Nem imaginas como fiquei…

Mas hoje fui com a Vera visitar a tua campa, levámos umas flores todas catitas, mudou-se a água da jarra e estivemos a fazer-te companhia como nos nossos bons tempos de vida em conjunto. Muito pesado, podes crer, porque ainda não consigo admitir como alguém que dizem ser misericordioso, te levou sem que para isso tivesses feito algo de mal, pelo contrário, no hospital onde trabalhavas, ajudaste centenas de doentes em tarefas que nem eram da tua rotina profissional.

É por isto e por outras coisas que virei ateu. Deixei de acreditar nesse deus misericordioso, que também deixa nascer crianças defeituosas ou com doenças incuráveis e algumas já mortas à nascença.

Creio sim, num ser Criador do Universo e é a ele que peço ajuda para ir enfrentando a negatividade da vida. Hoje, estava um dia nublado mas depois veio o Sol e ajudou à minha deslocação à tua campa. Um beijão do tamanho do Universo para ti, meu amor. Ficam as imagens das flores que te levámos e um pequeno vídeo da Vera a arranjar a campa.

 

 

355: 22.Set.2019

Deste-me a suprema felicidade de ter duas filhas lindas, a Vera e a Sandra. Faz hoje 46 anos que a nossa filha mais nova Sandra nasceu e também foi num dia de Aniversário que ela se casou. Antes, éramos uma Família feliz e com a tua doença e depois o teu falecimento, tudo se desmoronou.

Hoje, resta a extrema Saudade desses dias felizes em que os quatro éramos unidos e felizes. Creio que no lugar onde estás, não te esqueces deste dia, como de todos estes dias enquanto foste viva.

Descansa em Paz meu amor.

Depois, vieram as duas netas que tão esmeradamente cuidaste desde os 4 meses até irem para a escolinha.

e é sempre bom – e agora muito triste -, lembrar os tempos que todos passámos juntos

 

311: 14.Jan.2019

 

Dia de visita à campa da nossa querida, levámos um pequeno raminho mas muito bonito e as flores da semana passada ainda estavam mais ou menos boas. Retirou-se as murchas e o arranjo desta semana ficou assim:

[vasaioqrcode]

 

310: 09.Jan.2019

Primeira visita deste novo ano que apenas é a continuação do ano velho que findou e que nada de novo nos trás, pelo contrário, devido ao facto de estar a ser roubado pelo Estado, na cobrança de impostos, a situação degrada-se e só depois de Março próximo poderá existir um alívio neste roubo que não sei se se vai repetir novamente este ano, com repercussão para o ano que vem.

Infelizmente hoje, não pudemos comprar flores novas porque estamos em período de contenção, mas as que estavam da semana passada ainda se aproveitaram algumas, a Vera mudou a água, deitou fora as murchas e ficaste com um arranjo bonito.

Estar a pagar a um Estado ladrão o DOBRO de IRS de quando a Tina era viva e tinha a sua reforma por inteiro, com menos rendimento, só de um Estado que não pode ser considerado pessoa de bem e muito menos honesto e um Estado de Direito para com quem menos meios de subsistência possui.

Vale-me a prática de treino e realidade de sobrevivência pessoal, de quando estive em África na guerra colonial. O que não se pode admitir presentemente onde o fosso social e económico é cada vez maior entre a classe privilegiada e a classe mais que pobre.

Afinal, para que serviu a “União” Europeia? Para dar tacho a mais uns quantos? Para cavar ainda mais desigualdades gritantes entre países ricos e países pobres? Para colocarem o €uro num patamar abismal em ordem ao antigo Escudo? Em 1960, com 400$00 (actuais DOIS EUROS), governava a minha casa (renda, água, luz, gás, alimentação, vestir e calçar, transportes públicos, etc.)!

Desabafei porque toda esta situação é completamente INTOLERÁVEL para quem tem de andar a racionar os cêntimos (não são os euros), dia a dia, semana a semana, mês a mês, enquanto lordes sem classe, sem categoria, autênticos vagabundos sem vergonha, verdadeiros vendedores de banha da cobra que andam há mais de 40 anos a enganar e a roubar o povo, pavoneiam-se em festanças, viagens e boa vida .

Mas continuarão a fazê-lo porque este povo é uma espécie de mistela de zombie por um lado e Sado-masoquista por outro.

Mas vamos às imagens de hoje, inseridas num vídeo que produzi, com a Vera na tarefa de arranjar a campa da nossa querida.

[vasaioqrcode]

 

309: 31.Dez.2018

Última visita deste ano, minha querida, calhou mesmo em dia de visita semanal. Comprámos um raminho muito bonito para juntar ao que lá se encontrava da semana passada e apenas foram tiradas algumas flores que estavam murchas.

Passámos juntos muitos Réveillons, sempre que podia levar-vos onde estava a trabalhar, este é o terceiro ano que não passamos juntos, assim como o natal, apesar de não ligar nenhuma importância a esta quadra festiva, faz-me falta a tua presença. Foram 52 anos de alegrias, tristezas, mas superámos sempre juntos todas essas ondas negativas.

O nosso Réveillon, meu e da Vera, vai ser: de tarde fazer umas rabanadas, aletria doce, já comprámos um Bolo-Rei pequenino e à meia-noite vamos para a janela ver o fogo de artifício no Tejo, vou tentar fazer um vídeo disso e depois vamos lamber os doces e beber um Porto. Já não te posso desejar um Bom Ano Novo e dar-te um beijo mas espero que onde quer que estejas, tenhas toda a Paz do Universo. Até um dia, querida.

[vasaioqrcode]

 

244: 16.Jan.2018

Hoje, a mensagem é mais longa do que habitualmente, mas a data também é muito especial e merece referência.

Há 52 anos atrás, deste-me uma filha linda, rechonchuda, lourinha como o pai quando nasceu, um amor de bebé. Demos-lhe o nome de Vera.

Sete anos e meio depois, deste-me outra filha linda, mais pequenota, cabelo preto como o teu, outro amor de bebé a quem demos o nome de Sandra.

Duas filhas que trago no meu coração desde que nasceram e que tu também amavas em vida. Criaste as nossas netas, a minha ajuda foi pouca comparada com a tua, sacrificaste os teus horários de trabalho fazendo turnos nocturnos para cuidar delas de dia, primeiro da Raquel e depois da Rita. Foste uma Mãe extremosa e uma Avó fenomenal, tudo o que uma mulher de carácter pode dar a quem verdadeiramente ama os seus.

Já na fase final da tua doença (Jan.2016), ainda bateste palminhas quando cantámos os parabéns a você à nossa filha e ela apagou as velas dos 50 anos.

Depois disso, temos mantido a tradição de um bolinho com as velas mas já não temos vontade para cantar os parabéns a você. Apenas apagamos as velas por ti também, porque estás e estarás sempre connosco nos nossos corações e nos nossos pensamentos.

Obrigado Tina por me teres dado duas filhas lindas.

Não te fomos visitar no passado sábado, como tem sido hábito há quase 18 meses, porque eu estava psicologicamente em baixo de forma e porque na véspera tinha ido buscar a Vera ao hospital de S. José onde deu entrada pelas 16:00 horas, levada pelos Bombeiros, devido a um episódio de coma hipoglicémico com perda de conhecimento e lembrei-me de há uns anos atrás termos os dois ido ao mesmo hospital buscá-la, toda esmurrada, caída no chão do Bairro da Madre de Deus, não sei se atirada porta fora do autocarro onde ela fazia todos os dias a ida e volta do emprego, também devido a coma hipoglicémico com perda de conhecimento.

                   

Mas hoje, levámos-te um lindo raminho de flores com uma rosinha branca com um bordo a vermelho. Também mereces os nossos Parabéns pelo Dia de hoje e onde quer que estejas, sabes que estamos sempre contigo minha querida.

E este foi o bolinho de anos da nossa Vera e dos seus 52 anos. Fica o registo.

[vasaioqrcode]

[powr-hit-counter id=deca6352_1516119875981]

18.Abr.2017 – 9 meses de eterna saudade

Faz hoje nove meses que partiste, deixando-nos com uma Saudade sem fim e uma dor incurável.

Onde quer que estejas, sintas que nunca te esqueceremos.

Descansa em Paz querida.

[vasaioqrcode]

18.Set.2020

18.Set.2020

1 semana ago cuidador cuidador
Faz hoje cinquenta meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos corações. Lem…
Read More
1 semana ago18.Set.2020
18.Ago.2020

18.Ago.2020

1 mês ago cuidador cuidador
Faz hoje quarenta e nove meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos coraçõe…
Read More
1 mês ago18.Ago.2020
18.JUL.2016-18.Jul.2020 - 4 ANOS

18.JUL.2016-18.Jul.2020 – 4 ANOS

2 meses ago cuidador cuidador
Faz hoje quarenta e oito meses, 4 anos, que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nosso…
Read More
2 meses ago18.JUL.2016-18.Jul.2020 – 4 ANOS
18.Jun.2020

18.Jun.2020

3 meses ago cuidador cuidador
Faz hoje quarenta e sete meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos coraçõe…
Read More
3 meses ago18.Jun.2020
15.Jun.2020

15.Jun.2020

3 meses ago cuidador cuidador
  Desde que a pandemia do COVID-19 ou coronavírus chegou a Portugal e devido ao confinamento i…
Read More
3 meses ago15.Jun.2020

[powr-hit-counter id=7be5bb03_1492271956474]

179: 15.Abr.2017

Mais uma visita à campa da Tina, véspera de Domingo de Páscoa, o primeiro que não celebramos em família.

Extremamente doloroso, muita saudade, lágrimas q.b. por não ter a minha querida entre nós, difícil de explicar. São sentimentos muito profundos de uma vivência em comum de 52 anos.

Novo raminho de flores, limpeza das que estavam secas (o copo já não tinha uma gota de água dado o calor que tem feito sentir-se nestes últimos dias).

Ficam as imagens, a dor, a saudade, a tristeza de não a termos connosco.

[vasaioqrcode]

18.Set.2020

18.Set.2020

1 semana ago cuidador cuidador
Faz hoje cinquenta meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos corações. Lem…
Read More
1 semana ago18.Set.2020
18.Ago.2020

18.Ago.2020

1 mês ago cuidador cuidador
Faz hoje quarenta e nove meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos coraçõe…
Read More
1 mês ago18.Ago.2020
18.JUL.2016-18.Jul.2020 - 4 ANOS

18.JUL.2016-18.Jul.2020 – 4 ANOS

2 meses ago cuidador cuidador
Faz hoje quarenta e oito meses, 4 anos, que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nosso…
Read More
2 meses ago18.JUL.2016-18.Jul.2020 – 4 ANOS
18.Jun.2020

18.Jun.2020

3 meses ago cuidador cuidador
Faz hoje quarenta e sete meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos coraçõe…
Read More
3 meses ago18.Jun.2020
15.Jun.2020

15.Jun.2020

3 meses ago cuidador cuidador
  Desde que a pandemia do COVID-19 ou coronavírus chegou a Portugal e devido ao confinamento i…
Read More
3 meses ago15.Jun.2020

[powr-hit-counter id=7c1ab883_1492271296425]

166: 21.Fev.2017

Na qualidade de cuidador de minha filha Vera, diabética insulina-dependente há 16 anos e com graves crises de coma hipoglicémico, venho alertar para um equipamento que se encontra à venda apenas online, não distribuído pelas farmácias, nem comparticipado pelo Estado português.

Refiro-me ao FreeStyle Libre dos laboratórios Abbott.

Este equipamento supostamente substituiria as tradicionais palhetas e o sempre indesejável pica no dedo para extrair uma gota de sangue que será recolhido pela palheta inserida no medidor e que dará o valor de glicémia na altura.

Não existe dúvida quanto à praticabilidade deste sistema, bastando passar com o equipamento pelo sensor (que se encontra inserido no braço) e obterá uma leitura dos valores glicémicos, tendo depois acesso, via aplicação própria e através de uma ligação ao PC, do histórico das medições diárias em gráfico.

Mas o problema – e existe sempre um senão -, são de ordem económica e fiabilidade das leituras. Concluí hoje um teste que me deu a resposta que desde o início me intrigava, ou seja, fui informado pela Abbott, em contacto telefónico efectuado, que o equipamento apenas fazia leituras de valores acima dos 40.

Logo aqui, existe uma limitação que, no caso da minha filha e possivelmente no de muitos outros diabéticos, existem leituras abaixo desses valores, sendo que podem ir dos 20 aos 40, valor a partir da qual o FreeStyle Libre começa a informar valores e, abaixo disso (40) apenas menciona LO (baixo).

Ora, a mim não me interessa absolutamente nada a informação de LO porque necessito concretamente de saber quais os valores reais que minha filha apresenta dado que, em algumas vezes, tenho de chamar o INEM ao domicílio para lhe ser injectada glucose na veia e a primeira coisa que eles pedem são os valores e não lhes vou dizer LO, quando ela está inconsciente e sem poder recuperá-la pelas formas tradicionais da papa de açúcar na bochecha ou até inserir-lhe na boca uma ampola de 20 ml de Glucose a 30%, solução esta injectável via intravenosa mas que também pode ser administrada oralmente.

Para exemplo desta situação, apresento de seguida um quadro dos últimos dias de medições:

Dia 01.02.2017: leitura FreeStyle Libre=LO; leitura palhetas=40 (devia acusar)
Dia 04.02.2017: leitura FreeStyle Libre=LO; leitura palhetas=32
Dia 08.02.2017: leitura FreeStyle Libre=LO; leitura palhetas=38
Dia 13.02.2017: leitura FreeStyle Libre=LO; leitura palhetas=43 (acima de 40)
Dia 21.02.2017 (04:30 horas): leitura FreeStyle Libre=LO; leitura palhetas=50 (acima de 40)
Dia 21.02.2017 (06:40 horas): leitura FreeStyle Libre=423; leitura palhetas=368

Neste caso, por três vezes neste mês, o equipamento FreeStyle Libre não acusou valores acima dos 40 e sendo este um instrumento electrónico, não posso admitir que exista inexactidão neste tipo de leituras. De notar que hoje, na segunda medição e quando minha filha se levantou, o FreeStyle Libre marcava 423 e logo de imediato com o pica no dedo, o equipamento das palhetas indicava 368.

A segunda questão reside na aquisição dos sensores que apenas duram para 14 dias cada um e custam, portes incluídos, € 65,85, ou seja, a cada 28 dias o desembolso é de € 131,70 que não estará ao alcance de muitos orçamentos familiares mais reduzidos.

Seria excelente se:

01.- Este equipamento tivesse uma precisão electrónica mais fiável e com leituras abaixo dos 40 (que nem sempre são);
02.- Fosse mais económico ou comparticipado pelo Estado como é a insulina e outros produtos para diabéticos;
03.- Estivesse distribuído pelas farmácias porque quem não tem Net e/ou cartão de crédito (únicas formas de encomendar), não poderá efectuar a encomenda (utilizo o MbNet que é um cartão de crédito independente ligado à conta bancária e que é requisitado na hora e válido apenas para essa compra).

Aqui fica o aviso para quem for diabético e desconheça estes pormenores que são valiosos na hora de pretender adquirir o equipamento (custo inicial – leitor e sensor = € 169,90 (+ portes de envio).

[vasaioqrcode]

18.Set.2020

18.Set.2020

1 semana ago cuidador cuidador
Faz hoje cinquenta meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos corações. Lem…
Read More
1 semana ago18.Set.2020
18.Ago.2020

18.Ago.2020

1 mês ago cuidador cuidador
Faz hoje quarenta e nove meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos coraçõe…
Read More
1 mês ago18.Ago.2020
18.JUL.2016-18.Jul.2020 - 4 ANOS

18.JUL.2016-18.Jul.2020 – 4 ANOS

2 meses ago cuidador cuidador
Faz hoje quarenta e oito meses, 4 anos, que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nosso…
Read More
2 meses ago18.JUL.2016-18.Jul.2020 – 4 ANOS
18.Jun.2020

18.Jun.2020

3 meses ago cuidador cuidador
Faz hoje quarenta e sete meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos coraçõe…
Read More
3 meses ago18.Jun.2020
15.Jun.2020

15.Jun.2020

3 meses ago cuidador cuidador
  Desde que a pandemia do COVID-19 ou coronavírus chegou a Portugal e devido ao confinamento i…
Read More
3 meses ago15.Jun.2020

[powr-hit-counter id=58ad08e0_1487693038529]