387: 18.Jun.2020

Faz hoje quarenta e sete meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos corações. Lembrar-te-emos sempre enquanto formos vivos. Descansa em Paz meu amor.

 

386: 15.Jun.2020

 

Desde que a pandemia do COVID-19 ou coronavírus chegou a Portugal e devido ao confinamento imposto pelo governo, nunca mais pudemos ir visitar-te ao cemitério. Fomos hoje levar-te um raminho de flores e cuidar da tua campa. Nunca te esquecemos nestes longos dias de isolamento social.

Nesta visita de hoje, como em todas as outras anteriores, senti sempre uma paz interior enorme, uma tranquilidade entre os mortos, que não sinto entre os vivos.

Onde quer que te encontres, espero que finalmente estejas em Paz, depois de tantos anos de sofrimento.

 

381: 18.Mar.2020

Faz hoje quarenta e quatro meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos corações. Lembrar-te-emos sempre enquanto formos vivos. Descansa em Paz meu amor.

380: 13.Mar.2020

 

Dia de visita à campa da nossa querida. Como já não íamos há duas semanas, as flores já estavam murchas, mas levámos um raminho mais fresco e ficou assim:

 

379: 28.Fev.2020

Dia de visita à campa da nossa querida. Como já não íamos há duas semanas, as flores já estavam murchas, mas levámos um raminho mais fresco e ficou assim:

 

378: 18.Fev.2020

Faz hoje quarenta e três meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos corações. Lembrar-te-emos sempre enquanto formos vivos. Descansa em Paz meu amor.

376: 03.Fev.2020

Hoje, com enorme dificuldade da minha parte porque tive de ir e vir a pé desde a nossa casa até Alcântara e posso agradecer ao grunho do presidente da C.M.L. que cortou a rua para tapar um buraco há TRÊS SEMANAS e não tenho transportes com a agravante de passe pago e sem poder utilizá-lo. Homens a trabalhar para tapar o buraco ? ZERO!!!

Mas lá fui eu e a Vera colocar-te mais um raminho de flores as da visita anterior ainda estavam boas devido à chuva que tem caído, por isso desta vez a jarra ficou cheia.

 

375: 21.Jan.2020

Hoje foi a Vera sozinha fazer-te a visita e levar um raminho de flores. Outro buraco na estrada, fez com desde há uma semana não tenhamos Carris a circular porque o trânsito (excepto para os moradores que são quase todos que têm pópó podem circular até ao local) e eu não posso andar a pé tanto até à paragem do 727 para ir ao cemitério.

Mas os gajos que gerem a cidade querem lá saber se existem pessoas com mobilidade reduzida e que os passes já tenham sido pagos ANTECIPADAMENTE e não são utilizados… O money já lá está para encher a pança aos pançudos de sempre…

 

374: 18.Jan.2020

Faz hoje quarenta e dois meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos corações. Lembrar-te-emos sempre enquanto formos vivos. Descansa em Paz meu amor.

 

371: 06.Jan.2020

Dia de visita, o tempo melhorou, hoje estava um dia de Sol e fomos levar-te mais um raminho de flores para juntar às que tinhas e que até nem estavam más… São iguais às da visita anterior mas não havia outras. A Vera mudou a água como sempre, arranjou o ramo e ficou assim: