351: 28.Ago.2019

Dia de visita à campa da nossa querida. As flores da semana passada aguentaram-se apesar do calor, mas o novo raminho deu nova vida ao conjunto. Contudo, o tipo que arranjou a campa, ainda não se dignou colar a pedra, ao fim de dois meses…

 

350: 22.Ago.2019

Visita semanal à campa da nossa querida. Hoje, o chafariz que existe perto do talhão da campa, não tinha água, a Vera teve de ir buscá-la a outro lado e a informação que recebeu foi a de que tinha existido uma rotura e só depois de almoço iam buscar a peça para arranjar.

Mas o copo ficou com água, as flores, por enquanto, estão fresquinhas mas com este calor vão secar. Por incrível que pareça, o homem que arranjou a campa ainda não foi colar a base da pedra… Deve ter sido um enorme “desastre” que ele sofreu…

 

18.Ago.2019 – 37 meses

Faz hoje trinta e sete meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos corações. Lembrar-te-emos sempre enquanto formos vivos. Descansa em Paz meu amor.

 

348: 12.Ago.2019

Dia de visita semanal à campa da nossa querida mas hoje foi apenas a Vera dado que não me encontrava em condições para me deslocar. A Vera hoje foi florista e fotógrafa.

Entretanto, a campa ainda não foi arranjada, isto há mais de um mês… O homem deve ter levado uma grande “panada” para ficar assim imobilizado tanto tempo…

Ficam as imagens:

 

347: 02.Ago.2019

Dia de visita à campa da nossa querida, muito calor, flores secas, tudo reposto e um lindo ramo de flores.

Infelizmente o gajo que tratou da campa, ainda não foi colar a pedra e depois de uma troca de SMS muito desagradáveis, disse que tinha tido um “acidente” e não podia trabalhar…

Como se eu fosse bruxo e tivesse adivinhado que ele sofreu um “acidente” – se é que sofreu, as suas melhoras -, mas deduzo que é mais desculpa esfarrapada. É o país e a sociedade que actualmente existe.

[vasaioqrcode]