2445: Água encontrada no interior do vulcão Kilauea pode causar erupções explosivas

Cientistas do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) confirmaram na semana a existência de água dentro da cratera do vulcão havaiano de Kilauea.

De acordo com a instituição, esta é a primeira vez desde que o vulcão é observado que é detectada água que, por sua vez, pode vir a desencadear erupções explosivas.

“A questão que se impõe é o que isto significa na evolução do vulcão”, afirmou Don Swanson, do USGS, citado pelo jornal britânico The Independent.

Segundo os cientistas, não há, para já, motivos para pensar que os perigos associados ao vulcão “aumentaram ou diminuíram” com a descoberta. Contudo, frisam, a presença de água pode representar uma mudança significativa na sua actividade a longo prazo.

Quando a lava reage com a água pode resultar em erupções explosivas. A lava pode também aquecer lentamente a água subterrânea e eventualmente criar um novo lago de lava. Pode ainda interagir com o lençol freático e criar pequenas explosões.

“Outra possibilidade é que o magma aumenta rapidamente. O que poderia produzir uma grande explosão”, disse Swanson, em declarações ao mesmo jornal.

O Kilauea tem um historial de alternância entre longos períodos de erupções explosivas e fases mais lentas, as chamadas erupções efusivas. O período explosivo durou mais de 30 anos e teve um final destruidor no fim ano passado, quando o vulcão entrou em erupção, destruindo mais de 700 casas e obrigando à evacuação de 2.000 pessoas.

Só em março deste ano é que o USGS, por sua sigla em inglês anunciou que o vulcão havia tinha parado a sua actividade. Os cientistas acreditam que o próximo período explosivo será precedido por um colapso maciço do piso da caldeira do Kilauea.

ZAP //

Por ZAP
14 Agosto, 2019