3227: A NASA está à procura de seis estudantes portugueses para estágio

CIÊNCIA/SOCIEDADE

NASA / Wikipedia
O astronauta Bruce McCandless, da missão STS-41-B da ISS, numa EVA, “Extravehicular Activity”

Esta quinta-feira terminam as candidaturas para o programa internacional de estágios na NASA. Há seis vagas para alunos portugueses.

Em 2016, a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) assinou um contrato com a NASA para Portugal participar no programa internacional de estágios da agência espacial norte-americana.

Dezoito estudantes portugueses passaram, desde então, pelos centros de investigação da agência. As vagas, seis por edição, são limitadas, e é por esse motivo que os requisitos são apertados, explica a TSF.

Os estudantes devem ter nacionalidade portuguesa, residência em Portugal, fluência em língua inglesa e devem apresentar uma média mínima de conclusão de licenciatura ou mestrado de 16 valores, um grau concluído e o comprovativo que estão a frequentar outro grau – licenciatura, mestrado ou doutoramento.

“Nós temos 14 oportunidades actividades de formação em áreas como a robótica, a mecânica, a bioengenharia, a radiação. Várias áreas de engenharia se aplicam a estas áreas que são pedidas nos estágios, desde engenharia aeroespacial, engenharia mecânica, electrotécnica, física”, explica Filipa Coelho, da FCT, à rádio. As vagas são direccionadas para estudantes das áreas das Ciências, Tecnologias, Engenharias e Matemática.

Segundo Filipa Coelho, a NASA “considera os estudantes portugueses, que já passaram nestas três edições, muito bons”. Os estagiários da agência espacial estão totalmente envolvidos nos projectos, admite a responsável, adiantando que “fazem toda a parte de investigação, experimentação relacionado com esses projectos”.

Os seis portugueses escolhidos vão estagiar entre Junho e Dezembro do próximo ano no NASA AMES, um dos dez centros da NASA, localizado em Silicon Valey na Califórnia.

Além disso, os estagiários vão ter direito com um subsídio mensal de 1464,36 euros para licenciados e de 1726,93 euros para mestres. Também dispõem de um subsídio de viagem de 600 euros, um subsídio único de instalação de mil euros e de um seguro de saúde e acidentes pessoais.

ZAP //

Por ZAP
19 Dezembro, 2019

 

spacenews