2998: Triângulo das Bermudas. Lula gigante pode ser a culpada de todos os misteriosos desaparecimentos

MAR

Allexxandar / Canva

O misterioso desaparecimento de barcos no Triângulo das Bermudas poderia estar ligado à agressividade de lulas gigantes, cuja existência foi comprovada em 2004.

Até 2004, a existência de lulas gigantes era considerada um mito por grande parte da comunidade científica mundial. No entanto, naquele ano, os investigadores japoneses Tsunemi Kubodera e Kyoichi Mori conseguiram filmar pela primeira vez o animal, de cerca de oito metros de comprimento, no litoral do Japão, não muito longe das Ilhas Ogasawara.

Este ano, de acordo com a Sputnik News, uma equipa de cientistas da organização Pesquisa e Exploração Oceânica (OER, na sigla em inglês), nos Estados Unidos, publicaram um vídeo em que uma lula gigante foi vista no golfo do México, local próximo ao Triângulo das Bermudas.

A descoberta dá força à ideia de que o desaparecimento de barcos nas Bermudas poderia ser resultado de ataques de lulas gigantes, hipótese que até então só era ouvida de mitos antigos.

“A lenda das lulas gigantes não é uma lenda. Elas existem. Algumas delas têm mais de 45 metros de comprimento”, disse Rob Simone, investigador das Bermudas, num documentário referido pelo Express.

A ideia de Simone também foi sustentada pelo cientista do Aquário de Vancouver Jeffrey Marliave. “A maior parte dos casos [de ataques a barcos] não foi [causado por] polvos. A única espécie que poderia realizar um ataque a um barco pequeno seria um parente do polvo, a lula gigante“, declarou Marliave.

Estima-se que, nos últimos 100 anos, o misterioso “Triângulo das Bermudas” tenha provocado a destruição de 75 aviões e afundado centenas de barcos e navios – provocando mais de mil mortes. Em média, 5 aviões continuam a desaparecer na região todos os anos.

Ao longo dos anos, foram avançadas várias teorias para explicar o mistério. A mais recente teoria foi avançada em 2016 por um grupo de meteorologistas segundo os quais a culpa dos desaparecimentos será da presença de “nuvens hexagonais” que podem originar ventos muito fortes ou “bombas de ar” capazes de destruírem ou afundar navios e aviões.

No passado, entre outras teorias, atribuiu-se o mistério a bolhas de gás metano do fundo do oceano, campos magnéticos, ondas gigantes, ou a explicações mais metafísicas, como dimensões alternativas, universos paralelos ou raptos por extraterrestres.

ZAP //

Por ZAP
8 Novembro, 2019

 

845: Cientistas garantem ter explicação para o Triângulo das Bermudas (e é simples)

(cv) Fox News
Ondas “selvagens” com 30 metros de altura, que duram apenas 10 minutos, poderão causar os desaparecimentos no Triângulo das Bermudas

Uma equipa de cientistas britânicos avançou com uma teoria – que garantem ser a derradeira – para os misteriosos desaparecimentos de navios e aviões na zona do Oceano Atlântico conhecida por Triângulo das Bermudas. A culpa pode ser de ondas traiçoeiras de mais de 30 metros.

Desde erros humanos a “bombas de ar” provocadas por nuvens hexagonais, são inúmeras as explicações para o mistério em torno do Triângulo das Bermudas, extensão de mar no Oceano Atlântico Norte, situada entre a Florida, as Bermudas e Porto Rico, e onde já desapareceram vários aviões e navios. Mas agora há mais uma teoria.

Cientistas da Universidade de Southampton, em Inglaterra, culpam as ondas traiçoeiras pelos misteriosos desaparecimentos.

Estão em causa ondas súbitas e enormes que podem medir até 30 metros de altura e que podem demorar durante apenas alguns minutos. Observadas pela primeira vez em 1997, estas ondas podem aparecer do nada, com extrema potência e força suficiente para afundar o maior dos navios.

Na investigação, os cientistas criaram um modelo do USS Cyclops, um navio de grande dimensão que desapareceu no Triângulo das Bermudas em 1918, com 300 pessoas a bordo. Depois, simularam em laboratório uma destas ondas traiçoeiras que rapidamente afundou o modelo do navio.

A demonstração parece confirmar que o cenário fictício se pode repetir na realidade no Triângulo das Bermudas, até porque a área tem condições propícias para a formação destas ondas traiçoeiras.

“Há tempestades para sul e norte que se juntam. E se houver outras adicionais da Florida, pode ser uma formação potencialmente fatal de ondas traiçoeiras“, explica  o oceanógrafo Simon Boxall, que esteve envolvido na investigação, à Fox News.  O cientista salienta que são ondas “íngremes” que podem atingir “mais de 30 metros”.

O mistério do Triângulo das Bermudas poderá ter sido (outra vez) finalmente explicado.

Estima-se que, nos últimos 100 anos, o misterioso “Triângulo das Bermudas” tenha provocado a destruição de 75 aviões e afundado centenas de barcos e navios – provocando mais de mil mortes. Em média, 5 aviões continuam a desaparecer na região todos os anos.

ZAP //

Por ZAP
5 Agosto, 2018

[vasaioqrcode]