2779: Índia a 1078 km/h. Hyperloop arranca em 2020

TECNOLOGIA

O Hyperloop é uma nova forma de viajar, rápida e pouco poluente. O projecto para a Índia deverá arrancar já no final de 2020 e pode deslocar pessoas a 1078 km/h.

Actualmente, viajar a cerca de 1000 quilómetros por hora só é possível de avião. No entanto, as emissões poluentes dos motores deste transporte são, cada vez mais, uma preocupação dos Governos de diversos países. Essa preocupação leva à procura de soluções alternativas mais amigas do ambiente.

Uma das soluções encontradas é o Hyperloop, um transporte que tem como objectivo deslocar passageiros e mercadorias em cápsulas pressurizadas que levitam magneticamente num tubo em vácuo. O Hyperloop vai permitir viajar a velocidades superiores às de um avião comercial, mas com um menor gasto de energia e sem poluir.

A ideia do Hyperloop One partiu do multimilionário e CEO da Tesla Elon Musk, mas nunca surgiu um cliente… pelo menos, até agora. De acordo com Jay Walder, o CEO da Virgin Hyperloop One (a alteração da denominação da empresa seguiu-se à entrada de Richard Branson e da Virgin, em 2017), adquiriu um Hyperloop para ligar Bombaim a Pune (separadas por estrada em cerca de 150 quilómetros), estando as escavações agendadas para o final de 2020.

Segundo o Observador, para já, serão apenas construídos 12 quilómetros de tubo, em que a levitação magnética se destina a reduzir o atrito e a aumentar o conforto, para depois o vácuo no seu interior anular a resistência ao avanço.

Caso tudo funcione como previsto, o resto do percurso será finalizado, para que as deslocações entre as duas cidades seja possível a uma velocidade de 1078 km/h. O topo do tubo deverá ser revestido por painéis solares para que se reduzam as emissões nocivas ao ambiente.

Depois de Musk ter publicado todos os dados recolhidos pela sua equipa de desenvolvimento em 2013, encorajando outros a abraçar esta tecnologia, foram várias as empresas que se interessaram nesta forma de viajar, com destaque para a Virgin Hyperloop One e a sua principal concorrente, a Hyperloop Technologies.

ZAP //

Por ZAP
5 Outubro, 2019

 

839: SpaceX começará a transportar Humanos para o Espaço já no próximo ano

A SpaceX, empresa privada do ramo espacial criada por Elon Musk, tem tido imenso sucesso. Em Fevereiro deste ano, lançou o foguetão Falcon Heavy, um acontecimento que teve grande significado e que todo o mundo viu.

O transporte de seres humanos para o Espaço sempre foi um dos grandes objectivos da SpaceX e essa meta deverá ser cumprida em 2019.

NASA quer deixar de contar com os russos…

Desde 2011, ano em que a Space Shuttle voou pela última vez, que os astronautas norte-americanos utilizam veículos espaciais russos para chegar à Internacional Space Station (ISS). Mas a NASA quer mudar isso e a SpaceX é uma das empresas que irá ajudar.

Em 2014, o governo dos Estados Unidos pagou à SpaceX 2,6 mil milhões de dólares por num veículo que fosse capaz de transportar astronautas para órbita. O mesmo acordo foi feito com a Boeing mas num valor de 4,2 mil milhões de dólares.

Desde então, as datas de lançamento de ambos os projectos têm sido adiadas. No entanto, agora já temos datas que, aparentemente, são definitivas.

SpaceX estará pronta em 2019…

Esta quinta-feira, a NASA anunciou que a cápsula Dragon da SpaceX, criada para o transporte de seres humanos, estará pronta em 2019. Em primeiro lugar, em Novembro de 2018, será realizado um teste sem seres humanos abordo e passado cerca de 5 meses será realizada uma missão de teste semelhante mas que contará com a presença de astronautas.

A cápsula CST-100 da Boeing irá realizar também testes semelhantes. De acordo com a NASA deverão ser realizados no final de 2018/início de 2019 e em meados de 2019.

Se os testes tripulados forem realizados com sucesso, cada uma das cápsulas irá ser submetida a uma certificação da NASA.

Mas existe um pequeno problema…

Em Julho deste ano, foi lançado um relatório, realizado por uma agência norte-americana responsável por supervisionar as despesas do Estado, que prevê que a SpaceX termine o processo de certificação apenas em Fevereiro de 2020.

No entanto, os astronautas norte-americanos utilizam a cápsula russa Soyuz para chegar à ISS e o contrato termina em Novembro de 2019. A não ser que todo o processo ande mais rápido, a NASA terá que arranjar uma solução para transportar os seus astronautas até as cápsulas da SpaceX e Boeing estarem prontas.

pplware
03 Ago 2018

Tomás Santiago
Tenho 19 anos, sou do Porto e adoro tecnologia! Estudo Ciência de Computadores na faculdade de Ciências da Universidade do Porto e escrevo para o Pplware.

– Bom artigo, pena é escreveres em brasuquês. Corrigi para português de Portugal.

[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1476]

[powr-hit-counter id=9a06390c_1533319163720]