‘Yamanasaurus lojaensis’. Nova espécie de dinossauro descoberta no Equador

CIÊNCIA

A criatura terá medido seis metros e vivido na era logo após o período jurássico. Os especialistas encontraram restos de duas vértebras, pedaços de úmero, rádio e tíbia.

Este género de dinossauro é considerado um dos últimos a desaparecer. Os especialistas localizam-no no período Cretáceo
© Twitter

Yamanasaurus lojaensis. É o nome escolhido para a nova espécie de dinossauro, cujos restos fossilizados foram encontrados no Equador. O anúncio foi feito na sexta-feira pela Universidade Técnica Particular da Loja (UTPL), que patrocinou a investigação. Segundo a AFP, trata-se de um titanossauro da era cretáceo (que sucede o período Jurássico).

“Um primeiro dinossauro para o Equador”, onde nunca tinham sido encontrados fósseis de dinossauros anteriormente, disse Juan Pablo Suárez, um dos responsáveis pela investigação na UTPL. E “resultado de um trabalho de pesquisa em parceria com especialistas da Argentina”, contou, em conferência de imprensa na província de Loja.

🎓UTPL @utpl

🇪🇨#OrgulloUTPL ¡Un invaluable aporte científico para Ecuador y el mundo!

Dpto. Geología y Minas #UTPL, apoyados por equipo argentino, presentan resultados de la investigación científica realizada sobre fósiles en reserva del @INPCEcuador, en #Loja.

http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0195667119303027 

Foi na bacia de Alamor-Lancones, perto da cidade de Yamana, que foram encontrados restos de um esqueleto desarticulado e incompleto, duas vértebras – uma da cauda – e pedaços de úmero, rádio e tíbia. Mas foi em 2018, quando o paleontólogo argentino Sebastián Apesteguía, do Conselho Nacional de Pesquisa Científica e Técnica (CONICET), chegou ao Equador convidado para uma série de palestras, que tudo começou a ser desvendado.

Quando ali aterrou, mostraram-lhe as peças fossilizadas, para que identificasse se eram de dinossauro. “Foi um choque”, disse. “O material que eles me mostraram é incrível, porque são claramente as duas últimas vértebras sacrais de um titanossauro”, conta.

Federico Kukso @fedkukso

El primer dinosaurios hallado en #Ecuador era de huesos cortos y gruesos.
Todos los huesos de sus vértebras estaban perforados por cámaras de aire que los hacían más livianos.

Federico Kukso @fedkukso

El estudio de los restos del primer #dinosaurio hallado en #Ecuador estuvo a cargo de la Fundación Azara (CONICET – Universidad Maimónides) de Argentina y el Departamento de Geología y Minas e Ingeniería Civil de la Universidad Técnica Particular de Loja, Ecuador.

“Naquele momento não havia dúvida de que era um dinossauro de tamanho médio a pequeno”, com aproximadamente seis metros de comprimento. Só mais tarde é que ele e o seu colega Pablo Gallina, com quem coordenador do estudo, foram “capazes de descobrir exactamente que tipo de titanossauro era”.

Federico Kukso @fedkukso

En Ecuador, un equipo liderado por el paleontólogo Sebastián Apesteguía encontró los restos de un titanosaurio que vivió hace 85 millones de años. Es de un grupo llamado saltasaurinos de pequeño tamaño (hasta 6 metros de largo), robustos y con coraza protectora.

A equipa de investigadores diz que os fósseis correspondem ao período Cretáceo. Por isso, a criatura terá vivido há 85 e 65 milhões de anos e é mesmo considerada uma das últimas a aparecer.

Diário de Notícias
08 Dezembro 2019 — 18:35

spacenews