3448: Surena IV: um humanoide em Teerão

CIÊNCIA/TECNOLOGIA

Imagem da Universidade de Teerão

Além de dispor de sensores de força nos pés que permitem caminhar e manter o equilíbrio perante as irregularidades do solo, o Surena IV está apto a reconhecer comandos de voz, escrever algumas palavras e até a transportar objectos, ou a perfurar paredes com um berbequim.

Com 1,7 metros de altura e 68 quilos de peso, Surena IV garantiu à Universidade de Teerão, Irão, destaque na imprensa internacional pela sofisticação. O robô humanoide tem 43 graus de liberdade e distingue-se pelo uso de plásticos mais leves, que permitem reduzir o tamanho e o peso do autómato face a versões anteriores.

Além de dispor de sensores de força nos pés que permitem caminhar e manter o equilíbrio perante as irregularidades do solo, o Surena IV está apto a reconhecer comandos de voz, escrever algumas palavras e até a transportar objectos, ou a perfurar paredes com um berbequim.

O controlo das acções é garantido pela plataforma conhecida por Robot Operating System (ou ROS), e ainda uma placa de circuitos programáveis (FPGA) de 200 MHz.

No arsenal de sensores figuram câmaras estereoscópicas, sensores de torque nos tornozelos e uma unidade de medição de inércia.

O desenvolvimento do novo robô foi precedido de várias simulações, com recurso a ferramentas como a Gazebo, a Choreonoid, ou a MATLAB. Através da simulação os investigadores iranianos conseguiram não só preparar o humanoide para andar para a frente, para trás e para o lado, como ainda o preparam para assumir diferentes comportamentos que evitam males maiores perante situações imprevistas.

Exame Informática
18.02.2020 às 14h28
Hugo Séneca

 

spacenews