3604: SpaceX’s future deep-space rocket passes key test, paving the way for short flight

CIÊNCIA/ESPAÇO

Finally, a Starship prototype survives a cryo test

SpaceX’s fourth Starship prototype prior to cryogenic proof testing. Photo by Elon Musk

This weekend, SpaceX successfully passed a big milestone in the development of its next-generation deep-space rocket called Starship, which is designed to one day send cargo and people to the Moon and Mars. Overnight on Sunday, a prototype of the rocket underwent a super cold pressure test in Texas and remained intact on the test stand, paving the way for this particular vehicle to fly to a low altitude in the upcoming weeks.

Passing this test is a major step for SpaceX since this same test has destroyed other Starship prototypes in the past. Known as a cryogenic proof test, it entails filling the vehicle with incredibly cold liquid nitrogen to see if the vehicle can handle the same types of temperatures and pressure it’ll have to deal with when it’s filled with super cold propellants for launches. SpaceX lost three previous vehicles during these cold pressure tests; the prototypes either burst apart or imploded while on the test stand at SpaceX’s facility in Boca Chica, Texas. SpaceX CEO Elon Musk said that this test was a bit of a “softball” pressure test, but it was enough to proceed with flight tests.

Elon Musk @elonmusk

SN4 passed cryo proof!

 

Engineers will install SpaceX’s newly developed Raptor engine onto the base of the prototype this week. The company will then ignite the Raptor while restraining the vehicle to see if the engine is working properly. SpaceX developed the Raptor engine specifically for Starship, and the final design of the rocket calls for six of these engines to power the vehicle. But SpaceX will only use one Raptor on this prototype, with plans to increase that number on future vehicles. The next prototype will get three Raptor engines, according to Musk.

Once the Raptor is tested properly on this prototype, it’ll be time for this vehicle to catch some air. SpaceX intends to fly the prototype up to an altitude of 492 feet, or 150 meters, and then land it back down on the ground in one piece. It’d be a short “hop” test, meant to test the vehicle’s ability to take off and then use its engine to touch down gently afterward. This type of propulsive landing is how SpaceX lands its Falcon 9 rockets after launch, and it’s the same technique that the Starship is supposed to use when it lands back on Earth after launch or when it lands on other worlds — such as the Moon or Mars.

SpaceX conducted a similar hop test back in August with a very early prototype of Starship called Starhopper. That vehicle did not resemble the final design of Starship, looking more like a water tower with landing legs. But this new prototype should be more similar in size and shape to Starship when it flies, though it’ll still be missing some hardware that the final design will have. Musk claims everything should be “physically ready” for the hop test in a few weeks, but regulatory approvals from the Federal Aviation Administration “may take longer.”

Meanwhile, SpaceX is still updating the design of Starship and implementing changes on future vehicles. Production of the next Starship prototype is already underway as the company continues to develop this rocket at a rapid pace in Boca Chica.

The Verge

 

spacenews

 

3381: Elon Musk diz querer enviar 10 mil pessoas a Marte até 2050

CIÊNCIA/FUTURO

“O objectivo é fazer vários voos por dia”, esclareceu o empresário. A cada 26 meses – altura em que a Terra e Marte se encontram mais próximos – deverão partir naves espaciais todos os dias, em horários diferentes.

Elon Musk
© EPA/CLEMENS BILAN

Os protótipos das naves espaciais Starship ainda estão a ser sujeitos a testes, mas o multimilionário e CEO da Space X, Elon Musk, já está a pensar na quantidade de pessoas que quer levar para Marte. Até 2050, quer colocar, pelo menos, dez mil pessoas no planeta vermelho. E dar-lhes trabalho lá.

O plano já está em marcha. Numa resposta a um seguidor no Twitter, Elon Musk, 48 anos, desvendou que tenciona construir cem naves por ano e enviar milhares de pessoas da Terra para Marte, quando as órbitas dos dois planetas se alinharem, reduzindo a distância e minimizando desta forma os custos das viagens. “O objectivo é fazer vários voos por dia”, escreveu.

Elon Musk @elonmusk

Starship design goal is 3 flights/day avg rate, so ~1000 flights/year at >100 tons/flight, so every 10 ships yield 1 megaton per year to orbit

A cada 26 meses – quando a distância entre a Terra e Marte é mais curta – Musk tenciona enviar mil naves a cada 30 dias, em horários diferentes. Chegarão ao destino alguns meses depois. E qualquer pessoa se pode candidatar a seguir na nave espacial, desde que pague a viagem. “Caso não tenham [dinheiro] podem sempre pedir um empréstimo”, diz o milionário, que não divulgou o preço do voo.

Elon Musk @elonmusk

Loading the Mars fleet into Earth orbit, then 1000 ships depart over ~30 days every 26 months. Battlestar Galactica …

O segundo modelo da Starship encontra-se em fase de testes, sendo que este já deverá ser muito fiel ao final. O foguetão, com capacidade para cerca de uma centena de passageiros, terá uma vida útil de 20 a 30 anos. “O Starship vai ser o foguetão mais poderoso da história, com a capacidade de levar humanos à lua, a Marte e mais além”, explicou o empresário, em Setembro, aquando da divulgação das primeiras imagens da montagem da nave espacial.

O foguetão que leva a Starship consegue atingir os 65 mil pés (cerca de 20 quilómetros), antes de regressar à Terra, para ser reutilizado. A primeira vez que a Space X lançou um foguetão para a órbita terrestre foi há 11 anos. Desde então, a empresa concluiu mais de 80 lançamentos espaciais.

A Starship deverá ter uma vida útil entre 20 a 30 anos.
© Twitter Space X

Elon Musk tem expressado vontade de construir bases na Lua ou em Marte. Segundo o multimilionário, esta pode ser a forma de garantir a sobrevivência da raça humana e, assim, promover a sua regeneração na Terra no caso de uma terceira guerra mundial. “Queremos garantir que o Homem permaneça noutro lugar (para além da Terra) como uma semente da civilização humana, para que possa trazer de volta a civilização e talvez diminuir a duração da idade das trevas”, afirmou em Março.

Diário de NotíciasDN

spacenews

 

3299: Musk espera que a Starship faça o seu primeiro voo dentro de dois a três meses

CIÊNCIA/ESPAÇO

Space X / Flickr

O primeiro voo da nave espacial da Space X Starship, projectada para transportar cargas e pessoas para a Lua e Marte, deverá acontecer, “com sorte”, dentro de “dois ou três meses”, de acordo com Elon Musk.

O multimilionário e visionário norte-americano, que é também CEO da Tesla, voltou no fim do ano a recorrer à sua conta de Twitter para revelar mais alguns detalhes da Starship.

Na mesma rede social, Musk partilhou um vídeo no qual mostra a construção da cúpula da nave, dando conta que trabalhou durante toda a noite na sua produção, dizendo ainda que esta é a “parte mais complicada da estrutura primária”.

Elon Musk @elonmusk

Was up all night with SpaceX team working on Starship tank dome production (most difficult part of primary structure). Dawn arrives …

A Starship “será o veículo de lançamento mais poderoso do mundo já desenvolvido, tendo capacidade de transportar mais de 100 toneladas para a órbita da Terra”, pode ler-se no site oficial da empresa norte-americana de sistemas espaciais.

No passado mês de Novembro, recorde-se, a Space X sofreu um contratempo: o primeiro protótipo da nave espacial de tamanho real ((o Starship Mk1) explodiu durante um teste nas instalações da empresa no estado norte-americano do Texas.

Na altura, Musk revelou que a Space X vai agora concentrar-se no desenvolvimento de protótipos mais avançados e não vai reparar o Mk1.

Recentemente, Elon Musk revelou quanto custará operacionalmente cada missão da Starship. Segundo o empresário, o custo será menor do que o de um pequeno foguete.

De acordo com as estimativas do empresário, a nave gastará 900.000 dólares só em combustível para deixar a Terra e entrar em órbita. “Se considerarmos os custos operacionais, talvez sejam 2 milhões de dólares”, apontou Musk.

Musk revela o preço de uma viagem a Marte a bordo da Space X. O regresso é grátis

Elon Musk, que sonha fazer viagens interplanetárias através da sua empresa Space X, revelou agora o preço de um destes…

ZAP //

Por ZAP
2 Janeiro, 2020

 

spacenews

 

3068: O primeiro protótipo em tamanho real da Starship explodiu durante um teste

TECH

O primeiro protótipo completo em aço inoxidável da nave Starship da empresa norte-americana Space X explodiu durante um teste levado a cabo na passada quarta-feira, 20 de Novembro, nos Estados Unidos.

O incidente ocorreu nas instalações da Space X no estado norte-americano do Texas.

A empresa, liderada pelo multimilionário e também CEO da Tesla Elon Musk, não adiantou as causas das explosão, mas o portal Space.com adianta que o incidente com o protótipo (o Starship Mk1) sofreu uma anomalia durante um teste de pressão criogénica.

Por sua vez, o NASA Space Flight dá conta que a falha ocorreu quando os tanques de propulsão da nave espacial foram testados. O teste em causa, a primeira carga criogénica do navio da Space X, consistia em encher os tanques destinados ao metano e ao oxigénio com um líquido criogénico, detalha o mesmo portal.

Nas imagens captadas é possível ver a parte superior do Mk1 a emergir após uma explosão que foi seguida por uma grande nuvem de vapor.

Numa publicação no Twitter, Musk revelou que a Space X vai agora concentrar-se no desenvolvimento de protótipos mais avançados e não vai reparar o Mk1.

Everyday Astronaut @Erdayastronaut

Starship MK-1 appears to have blown its top off during a pressure test today. My guess… this will be a good time for @spacex to move onto their next, more refined and higher quality versions (MK-2/3) instead of reparing MK-1. @elonmusk, any chance you’ll just move onto MK-3?

Elon Musk  @elonmusk

Absolutely, but to move to Mk3 design. This had some value as a manufacturing pathfinder, but flight design is quite different.

A empresa aeroespacial corroborou as palavras do seu fundador. “O objectivo do teste de hoje [desta quarta-feira] era pressionar os sistemas ao máximo, para que o resultado não fosse completamente inesperado. Não houve feridos ou um sério revés”, apontou a Space X, citada em comunicado.

O protótipo “serviu como um guia de produção valioso, mas o design de voo é bastante diferente (…) A decisão de não voar neste dispositivo de teste já tinha sida tomada e a equipa vai agora concentrar-se na construção do Mk3, projectado para a órbita”.

Foi em Setembro do ano passado que o Mk1 foi apresentado por Musk, tendo o visionário estimado que o primeiro voo desta nave espacial seria levado a cabo dentro de 1 a 2 meses, no qual o veículo subiria cerca de 20 quilómetros e depois retornaria à Terra.

A Space X está também a produzir um protótipo Mk2, um veículo interplanetário reutilizável que tem como objectivo o transporte de cargas e pessoas para Lua e, posteriormente, para Marte. O seu primeiro voo está programado para 2022.

Recentemente, Elon Musk revelou quanto custará operacionalmente cada missão da Starship. Segundo o empresário, o custo será menor do que o de um pequeno foguete.

Musk revela o preço de uma viagem a Marte a bordo da Space X. O regresso é grátis

Elon Musk, que sonha fazer viagens interplanetárias através da sua empresa Space X, revelou agora o preço de um destes…

ZAP //

Por ZAP
22 Novembro, 2019

 

3022: Elon Musk explica como construir uma cidade sustentável em Marte

TECH

Space X / Flickr

O CEO da Space X, o multimilionário Elon Musk, revelou na rede social Twitter detalhes sobre os planos da empresa para estabelecer um assentamento em Marte que seja sustentável para os seres humanos.

No entender de Musk, que é também o CEO da Tesla, para tornar este projecto realidade, seria necessário construir 1.000 naves espaciais que transportem um milhão de toneladas de carga durante 20 anos.

A estimativa de tempo apontada por Musk tem em conta vários factores, incluindo o facto de as viagens entre a Terra e Marte apenas podem ser realizadas a cada dois anos, uma vez que é neste período que os planetas se alinham – por isso, seria viável fazer uma viagem ao Planeta Vermelho a cada 24 meses.

Na semana passada, Musk anunciou que um voo da Starship – nave espacial especialmente projectada para transportar pessoas e cargas para o Planeta Vermelho e para a Lua – custaria apenas 2 milhões de dólares, com custos operacionais menores do que os de “um pequeno foguete”, disse o visionário.

Agora, o CEO da Space X avançou mais detalhes: a Starship poderá voar até três vezes por dia, cerca de 1.000 vezes por ano. Segundo a revista Exame, cada veículo espacial teria capacidade de transportar 100 toneladas para órbita por ano. No total, 10 milhões de toneladas de material seriam transportados por ano.

A reluzente Nave Estelar de Musk é de aço porque vai “sangrar água”

Ao longo do mês de Janeiro, Elon Musk, fundador e CEO da Space X, tem levantado o véu sobre aquela…

ZAP //

Por ZAP
13 Novembro, 2019

 

2979: “Menos do que um pequeno foguete”. Musk revela quanto custará cada missão da Starship

CIÊNCIA

A nave espacial da Space X Starship poderia realizar um missão por apenas 2 milhões de dólares, revelou Elon Musk, dando conta que os seus custos operacionais são muito mais baixos do que os de “um pequeno foguete”.

Os valores são avançado pelo portal Space.com, que cita uma intervenção do CEO da Tesla e da Space X durante o Space Pitch Day, um evento da força aérea dos Estados Unidos.

O empresário anunciou que o sistema da Starship – que consiste numa nave espacial desenhada para 100 passageiros empilhada num enorme foguete reutilizável (o Super Heavy) – gastará 900.000 dólares só em combustível para deixar a Terra e entrar em órbita. “Se considerarmos os custos operacionais, talvez sejam 2 milhões de dólares”.

A Starship e o Super Heavy foram projectados principalmente para ajudar o Homem a assentar em Marte, na Lua e noutros destinos espaciais. Em simultâneo, e se tudo correr como previsto, a nave lançará ainda satélites em 2021 visando limpar os restos espaciais.

Até lá, esta nave pode transportar pessoas em viagens à Lua e em torno da Terra. Musk apelidou a Starship como o “Santo Graal” das naves espaciais reutilizáveis.

Não se sabe ainda é quanto é que a Space X pretende cobrar a cada passageiro.

Sabe-se, contudo, que Yusaku Maezawa, um empresário milionário japonês, vai ser o primeiro turista espacial da SpaceX. O empresário e coleccionador de arte nipónico, de 42 anos, recebeu a notícia com entusiasmo, num evento realizado em Setembro do ano passado na sede da empresa espacial, perto de Los Angeles, nos Estados Unidos.

Milionário japonês vai ser o primeiro turista a viajar até à Lua

Yusaku Maezawa, um empresário milionário japonês, vai ser o primeiro turista espacial da SpaceX, do magnata Elon Musk, anunciou na…

ZAP //

Por ZAP
7 Novembro, 2019

 

2947: Space X quer chegar à Lua a bordo da Starship antes de 2022

CIÊNCIA

Space X / Flickr

A Space X quer pousar na Lua ainda antes de 2022 a bordo da sua nave espacial Starship, projectada para realizar viagens interplanetárias. Dois anos depois, em 2024, a empresa espacial conta estar a enviar humanos para o satélite natural.

Actualmente, a Starship está a ser desenvolvida nas instalações da empresa do visionário e multimilionário Elon Musk na Florida e no Texas, nos Estados Unidos.

O veículo, explica a agência noticiosa Europa Press, tem como objectivo ser o sucessor “tudo em um” e um substituto do Falcon 9 e Falcon Heavy, apresentando maior capacidade de carga útil e a podendo chegar à Lua e, eventualmente, até Marte.

“Aspiracionalmente, queremos que a nave espacial orbite dentro de um ano”, afirmou Gwynne Shotwell, presidente e directora de operações da SpaceX, numa série de entrevistas rápidas com empresas espaciais que decorreram em Washington, nos Estados Unidos.

“Definitivamente, queremos pousar na Lua antes de 2022. Queremos […] transportar cargas para lá para garantir que existam recursos para as pessoas que finalmente pousarem na Lua até 2024 (…) Se tudo correr bem, esse é o período de tempo aspiracional”, acrescentou a responsável da Space X, citado pelo portal Tech Crunch.

Shotwell admitiu que o período de tempo é ambicioso, frisando ainda que se tratam de datas “aspiracionais”. Ainda assim, a especialista da Space X vê estas datas “apertadas” como uma excelente fonte de motivação para os seus trabalhadores.

“Elon [Musk] apresenta estes objectivos incrivelmente audaciosos e as pessoas dizem: ‘Nunca farás isso, nunca irá orbitar, nunca terás um foguete real para orbitar (…) Então, francamente, adoro quando dizem que não podemos fazê-lo, porque isso motiva os meus fantásticos 6.500 funcionários a fazê-lo”.

Até o momento, a empresa construiu e testou um veículo de demonstração chamado Starhopper, que consiste apenas na base do veículo e num dos motores Raptor que serão utilizados no novo sistema de lançamento da nave espacial e no reforço Super Heavy.

Depois dos voos bem-sucedidos em baixa altitude com este veículo, a SpaceX montou os seus veículos de teste Mk1 e Mk2 Starship, que representam a escala completa da nave espacial orbital. Antes de avançar para as viagens interplanetárias, serão ainda realizados novos testes de altitude. Só depois é que a Space X vai construir protótipos adicionais para voos orbitais e, finalmente, para voos tripulados com humanos.

A reluzente Nave Estelar de Musk é de aço porque vai “sangrar água”

Ao longo do mês de Janeiro, Elon Musk, fundador e CEO da Space X, tem levantado o véu sobre aquela…

// ZAP

Por ZAP
2 Novembro, 2019

 

2743: Elon Musk divulga as primeiras imagens da nave que quer enviar para Marte

TECNOLOGIA

O foguetão, com capacidade para cerca de uma centena de passageiros, deverá descolar pela primeira vez dentro de um a dois meses. Pode atingir os 65 mil pés – 20 quilómetros – e tem como objectivo fazer viagens a Marte, à Lua e a outros locais do sistema solar.

Starship
© Twitter Space X

A Space X, a empresa do multimilionário Elon Musk, divulgou as primeiras imagens da nave espacial (Starship) que quer enviar para Marte, para a lua ou outros pontos do sistema solar com seres humanos.

A primeira montagem da Starship está terminada e a nave deverá partir dentro de um a dois meses, segundo o Elon Musk (46 anos), que apresentou as imagens do projecto na madrugada de domingo em directo das instalações da Space X, no Texas, Estados Unidos.

Starship serves as a large, long-duration spacecraft capable of carrying passengers or cargo to Earth orbit, planetary destinations, and between destinations on Earth

“O Starship vai ser o foguetão mais poderoso da história, com a capacidade de levar humanos à lua, a Marte e mais além”, disse o empresário.

A nave, que tem capacidade para transportar cerca de 100 pessoas, deverá atingir os 65 mil pés, cerca de 20 quilómetros, e depois regressar a Terra. Sobre a forma como o foguetão aterrará, Musk indicou que será “como um para-quedas em queda livre” e que ao contrário de um avião deverá ter o máximo de resistência possível e menos sustentação.

“A massa da nave – sem combustível – é de aproximadamente 120 toneladas”, referiu Musk, acrescentando que a nave é “completamente reutilizável”.

@SpaceX

Ultimately, Starship will carry as many as 100 people on long-duration, interplanetary flights

Elon Musk tem expresado vontade de construir bases na Lua ou em Marte. Segundo o multimilionário, esta pode ser a forma de garantir a sobrevivência da raça humana e, assim, promover a sua regeneração na Terra no caso de uma terceira guerra mundial. “Queremos garantir que o Homem permaneça noutro lugar (para além da Terra) como uma semente da civilização humana, para que possa trazer de volta a civilização e talvez diminuir a duração da idade das trevas”, afirmou em Março.

A primeira vez que a Space X lançou um foguetão para a órbita terrestre foi há 11 anos. Desde então, a empresa concluiu 78 lançamentos espaciais.

11 years ago today, we launched our first successful mission. To date, we’ve completed 78 launches and have developed the world’s only operational reusable orbital class rockets and spacecraft—capable of launching to space, returning to Earth, and flying again

Diário de Notícias
30 Setembro 2019 — 08:52

 

 

2737: O que vai a SpaceX e Elon Musk apresentar ao Mundo? Venha assistir à apresentação

TECNOLOGIA

A SpaceX está numa fase de elevada produção. Depois de ter colocado na órbita da terra os primeiros satélites da Starlink, avançou em força para o Starship Mk1 e tudo o que esta nova nave envolve.

Com a sua construção terminada, prepara-se iniciar os testes que a vão comprovar como uma alternativa. É neste momento positivo para a empresa que Elon Musk vem a público falar. Vem decerto apresentar os próximos planos para esta missão, que poderá levar o Homem a Marte.

Elon Musk vai apresentar ao mundo a sua visão

É ainda muito cedo para saber como e quando a SpaceX vai iniciar os seus voos na Starship. Este é apenas o primeiro protótipo funcional desta nave, que está a ser preparada. Servirá de ponto de partida para tudo o que vier a ser construído no futuro.

Por agora a Starship Mk1 está pronta e os seus actuais 3 motores Raptor, que vão depois ser 6, estão prontos a ser colocados em funcionamento. Os primeiros testes vão levantar esta nave até aos 20 km de altitude, simulando todos os procedimentos necessários.

@SpaceX

Starship at our launch facility in Cameron County, Texas. Watch as @elonmusk gives an update on the vehicle today at ~7:00 p.m. CDT → http://spacex.com/webcast 

Quais as novidades da SpaceX para a Starship?

Será mais tarde, em 2022, que a SpaceX deverá iniciar o serviço comercial desta nave. Espera-se uma primeira viagem à volta da lua em 2023, com passageiros. Dai em diante o espaço será o limite e pode bem ser o início das viagens periódicas a Marte.

Não se sabe muito sobre a apresentação que Elon Musk irá fazer hoje. Deverá ser focada neste novo passo e mostrar o que são os planos da empresa para o futuro. Pode bem ser revelado o calendário para os próximos testes e como se vão realizar.

Estamos longe de Marte, mas a corrida já começou

Acompanhe ao vivo este evento e descubra tudo o que está pensado por Elon Musk e a SpaceX para o futuro. O plano final já se conhece, a chegada a Marte, mas como o caminho vai ser feito, ainda é uma incógnita.

É por isso com muita expectativa que se espera o que está para ser anunciado neste evento. Há muitas possibilidades e, como se sabe, Elon Musk gosta de prometer o impossível. A apresentação esteve marcada para as 01:00 de Lisboa, mas foi re-agendada para as 02:00. Esperamos que a mesma aconteça.

SpaceX acabou de montar a nave Starship Mk1 que nos levará um dia até Marte

A viagem que vai levar o homem a Marte já arrancou há vários anos. Muitas empresas estão a competir na corrida ao espaço e sem dúvida que a SpaceX é de todas a que … Continue a ler SpaceX acabou de montar a nave Starship Mk1 que nos levará um dia até Marte

 

1476: Space X de Musk acaba de concluir o protótipo da “nave estelar” interplanetária

Elon Musk / Twitter

O sonho das viagens interplanetárias está a tornar-se mais palpável. A Space X de Elon Musk acaba de concluir a montagem do primeiro foguete para testes de voo da Starship – a “nave estelar” que voará até Marte – nas instalações de lançamento da empresa, no estado norte-americano do Texas. 

O protótipo da nave, que será utilizada em futuras viagens ao Planeta Vermelho, mede cerca de nove metros de diâmetro e foi divulgado pelo fundador e CEO da Tesla através da sua conta oficial no Twitter. De acordo com Musk, a versão orbital será mais alta, terá uma fuselagem mais grossa e uma secção superior levemente mais curvada.

“Está é uma foto real”, frisou Elon Musk na publicação.

Na mesma rede social, Musk esclarece que este é apenas um protótipo que será utilizado numa fase de testes em voos de baixa altitude. Numa outra publicação, o fundador da Space X tinha já revelado que a versão final terá janelas, para benefício dos ocupantes.

A Starship não terá a aparência comum dos foguetes, normalmente pintados a branco na Space X: “A Starship parecerá prata líquida”, escreveu ainda Musk.

Espera-se que os motores Raptor do foguete sejam testados no próximo mês. Quanto aos primeiros testes de voo, Musk aponta para Março ou Abril.

O objectivo final do multimilionário passa por fazer da versão orbital do Hopper um reforço, uma espécie de booster da Super Heavy – nome atribuído ao primeiro estágio da produção da nave da Space X -, projectada para fazer viagens de ida e volta até Marte com ocupação para 100 passageiros.

A versão inicial do veículo espacial, até agora conhecido como Big Falcon Rocket, foi renomeado no passado mês de Novembro, passando a chamar-se Starship. Super Heavy foi o nome atribuído à primeira fase de construção.

Segundo Musk, a versão orbital estará pronta em Junho, enquanto a Super Heavy deverá fazer o seu primeiro voo de teste ainda no decorrer deste ano. A Space X pretende que a primeira missão a Marte sejam lançada antes de 2022.

SA, ZAP //

Por SA
15 Janeiro, 2019

[vasaioqrcode]