2153: ESA apresenta a nova nave orbital reutilizável Space Rider

CIÊNCIA

A Agência Espacial Europeia, ESA, acaba de apresentar o projecto de uma nave orbital reutilizável, que irá levar até ao Espaço experiências científicas que não precisam de uma tripulação para as operar.  

O projecto terminou recentemente os testes e as revisão preliminares, estando agora a Space Rider a mover-se rapidamente para a revisão crítica do projecto até o fim de 2019. Se tudo correr bem, a nave estará pronta em 2022.

Lançada num foguete Vega-C, a Space Rider servirá como um laboratório espacial não tripulado e de alta tecnologia, podendo ser operado por mais de dois meses em órbita baixa. Depois deste período, a nave voltará a entrar na atmosfera e pousará recorrendo a um pára-quedas, devolvendo a sua carga útil aos cientistas que estarão no local de pouso.

Após uma remodelação mínima do aparelho, explicou a ESA, o aparelho ficará pronto para a próxima viagem com novas cargas e novas missões.

Na prática, a Space Rider combina reutilização, operações em órbita e transporte, e a capacidade de reentrada na atmosfera para pousar com segurança perto de áreas habitadas. Quanto à sua capacidade, a nave poderá carregar até 800 quilos de carga útil ou um volume máximo de até 1200 litros.

ESA
A nave poderá carregar até 800 quilos de carga útil ou um volume máximo de 1200 litros.

A nave poderá ainda girar, apontado a carga para uma determinada direcção de acordo com as necessidades científicas da missão. Por exemplo, o aparelho pode voar de “cabeça para baixo” se a missão for destinada a estudar a Terra, ou então lateralmente se o alvo em estudo for o Espaço.

“Ao oferecer uma variedade de altitudes e inclinações em órbita, a Space Rider permitirá uma variedade de experiências de micro-gravidade, oportunidades abertas para missões educacionais e ajudará a testar tecnologias para observação da Terra, da Ciência, das telecomunicações e da exploração robótica”, adianta ainda a ESA em comunicado.

ZAP //

Por ZAP
11 Junho, 2019

[vasaioqrcode]