3846: Uma das placas tectónicas africanas está a girar em sentido contrário

CIÊNCIA/GEOLOGIA

United States Geological Survey / Wikimedia

Uma pequena placa tectónica em formação sob África está a girar em sentido contrário ao de todas as outras porções de litosfera do continente, revelou uma investigação recentemente publicada.

Em causa está a micro-placa Victoria, uma das várias secções do Sistema de Fendas de África Oriental (Rift Valey), um limite tectónico recém-desenvolvido onde a placa africana está no processo de divisão em duas partes, explica a revista Newsweek.

A placa Victoria está a mover-se no sentido contrário aos ponteiros do relógio, ao contrários das outras micro-placas – Rovuma e Lwandle – localizadas mais a sul.

“O rifte africano oriental é conhecido há muito tempo como um lugar de ruptura continental”, explicou Anne Glerum, especialista em modelação geodinâmica do Centro Alemão de Pesquisa em Geociências (GFZ). “A paisagem em si é uma boa evidência deste processo, com os seus profundos vales e fendas facilmente visíveis do espaço”.

Rifte é a designação dada a determinadas zonas do globo onde a crosta terrestre e a litosfera estão a sofrer fractura ou falhas – é uma espécie de “fossa” nas placas.

Os sistemas de posicionamento por satélites demonstraram que Victoria está a mover-se na direcção oposta das outras placas já há dois anos, escrevam os cientistas no novo estudo, cujos resultados foram publicados na revista Nature Communications.

Glerum e a sua equipa estudaram um rifte africano oriental por este ser um bom exemplo de fractura continental. “Ao observar os mapas geológicos do sistema, notamos a peculiar geometria das fendas curvas a sobreporem-se”, explicou.

Os cientistas acreditam que o movimento peculiar da placa Victoria está relacionado com a litosfera (a camada sólida exterior da Terra) e não com o manto.

Há certas regiões da litosfera que são mais frágeis ou mais fortes e estas diferenças serão a força central por detrás da rotação de Victoria. As variações na força da litosfera provocam falhas curvas, que giram devido ao movimento de placas tectónicas maiores.

As placas tectónicas são bem mais antigas do que pensávamos

As placas tectónicas são bem mais antigas do que pensávamos, sugere uma nova investigação levada a cabo por cientistas norte-americanos….

ZAP //

Por ZAP
15 Junho, 2020

 

spacenews