469: Gigantes da aviação preparam avião hipersónico

A procura por formas mais rápidas de voo e o desejo de construir aeronaves que possam circular nas capacidades superiores da atmosfera tem levado os principais construtores aeronáuticos a investir em novas tecnologias para tentar atingir velocidades hipersónicas de uma forma que seja financeiramente viável. E o segredo poderá estar no Sabre, um motor desenvolvido pela Reaction Engines.

O Sabre é um reactor que combina as melhores características de um motor a jacto com um foguetão. Do primeiro, consegue duplicar o baixo consumo, enquanto do segundo é capaz de atingir as velocidades. Assim, a Reaction Engines tem como objectivo atingir velocidades de Mach 5,4 (cerca de 6700 km/h) em atmosfera normal, o dobro de um motor a jacto militar, enquanto aviões sub-orbitais deverão atingir Mach 25 (mais de 30.000 km/h).

A Reaction Engines já atraiu a atenção de investidores interessados no Sabre, incluindo algumas das empresas gigantes no sector da aviação. A BAE Systems, especializada em equipamento militar, já tinha feito um investimento de 20,6 milhões de libras (23,4 milhões de euros) em 2015, e agora foi a vez da Boeing e da Rolls-Royce comprometerem-se a ajudar no desenvolvimento da tecnologia, como parte de um investimento de 26,5 milhões de libras (30,6 milhões de euros).

DN
16 DE ABRIL DE 2018 22:03
Motor 24

[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1476]

[powr-hit-counter id=c639117f_1523963683256]