4797: Incidente de Roswell. Diário secreto fornece novas pistas sobre queda de OVNI em 1947

CIÊNCIA/ROSWELL/OVNIS

Neil Howard / Flickr

Um diário há muito escondido, pertencente a um oficial de inteligência dos Estados Unidos, reacendeu o debate sobre o Caso Roswell, o infame acidente de um OVNI em Roswell, no Novo México, que ocorreu há mais de 70 anos.

Quando um objecto misterioso chocou contra o deserto perto do Roswell Army Air Field (RAAF) em julho de 1947, o major Jesse Marcel, oficial da inteligência da RAAF, foi enviado para supervisionar a recolha dos destroços.

Um assessor de imprensa da RAAF emitiu uma declaração em 8 de Julho a descrever “a queda e a recuperação de ‘um disco voador’”, que muitos interpretaram como evidência de contacto com extraterrestres.

No entanto, no dia seguinte, outro oficial do exército disse aos jornalistas que os oficiais da RAAF tinham recuperado um balão meteorológico – não um disco voador.

Fotografias de jornal mostraram Marcel com pedaços do que parecia ser um balão meteorológico de alta altitude rasgado com um reflector de radar. Mas, nas décadas seguintes, muitos especularam sobre o relatório inicial dos militares sobre o “disco voador”, perguntando-se se os destroços seriam mais incomuns do que as fotografias sugeriam.

Recentemente, a família de Marcel revelou que o oficial tinha um diário naquele período que pode conter pistas sobre o acidente, dando início a uma nova investigação do History Channel “Roswell: The First Witness”, parte da série “History’s Greatest Mysteries”.

O Governo alegou ter recuperado um OVNI – tinham um comunicado à imprensa sobre isso”, disse Ben Smith, ex-agente da CIA e investigador principal do programa, em declarações ao LiveScience. “Nenhum outro Governo no mundo disse ‘Temos uma espaço-nave’ e, no dia seguinte, há outro comunicado de imprensa que diz: ‘Não se preocupem, foi só um balão meteorológico’”.

O programa revisita o local do acidente em Roswell, incorporando investigações aéreas e mapeamento, e usando imagens multi-espectrais para detectar micro-depressões no solo que podem indicar onde os destroços caíram.

Porém, o componente central da nova investigação é o diário que Marcel terá mantido durante a época do acidente de Roswell e que agora está na posse de seus netos.

Décadas após o evento, Marcel disse a um entrevistador que acreditava que o objecto que caiu no deserto do Novo México tinha origens extraterrestres, segundo relatou a revista Time em 1997.

A análise do diário – e a tradução da sua linguagem enigmática – poderia revelar mensagens codificadas com as quais Marcel descreveu o acidente no momento em que aconteceu.

FBI evacuou misteriosamente Observatório perto de Roswell (e não explica porquê)

O encerramento súbito e sem explicações do Observatório Solar Nacional, em Sunspot, no Novo México, EUA, por parte do FBI…

Ler mais

O interesse por OVNIs não diminuiu desde o Incidente de Roswell. Em 2017 e 2018, os pilotos da Marinha dos Estados Unidos registaram três encontros com OVNIs em movimento rápido e a Marinha desclassificou oficialmente os vídeos em Abril deste ano.

Por que os eventos de Roswell ainda intrigam as pessoas?

“É a história de origem do OVNI, a perspectiva de um encobrimento do Governo sobre o contacto alienígena”, disse Smith. “A ficção científica já existia, mas as coisas que passaram para nós através da cultura pop encontraram as suas origens no sigilo do Governo em torno dessa estranha sequência de eventos em 1947″, disse Smith. “Tudo começa em Roswell.”

ZAP //

Por ZAP
11 Dezembro, 2020


1020: Documentário revela que Marilyn Monroe foi morta por saber demais sobre extraterrestres

– Uma notícia de Maio de 2017 mas que se relaciona com o artigo abaixo publicado. É positivo ler os comentários a esta notícia.

Dell Publications, Inc. / wikimedia
Marilyn Monroe em 1954.

Um novo documentário apresenta alegados documentos confidenciais que provam que Marilyn Monroe pode ter sido assassinada porque estaria prestes a revelar informações secretas sobre extraterrestres.

Intitulado “Unacknowledged”, o documentário realizado por Michael Mazzola avança com a teoria de que Marilyn Monroe terá sido morta por saber demasiado sobre o fenómeno extraterrestre e, particularmente, sobre o misterioso episódio de Roswell, no Novo México, ocorrido em 1947.

A versão oficial indica que um rancho da cidade de Roswell foi palco da queda de um balão de vigilância da Força Aérea dos EUA, mas as teorias da conspiração apontam que terá sido um ovni que aterrou na área.

O documentário aborda este episódio misterioso, baseando-se na investigação do controverso especialista de ovnis Steven Greer.

A tese de Greer quanto a Marilyn Monroe centra-se num documento que é descrito como uma “sentença de morte” e que terá sido firmado depois de a actriz ter falado ao telefone com a jornalista Dorothy Kilgallen que estava a investigar o caso de Roswell.

“”Unacknowledged” foca-se nos ficheiros históricos do Projecto Disclosure e de como o sigilo ufológico foi impiedosamente reforçado – e porquê”, revela-se na descrição do documentário no site Vimeo, onde se pode descarregar o vídeo por 18,41 euros.

“A melhor prova para contacto extraterrestre, datada de há décadas, é apresentada com depoimentos directos ultra-secretos de testemunhas, documentos e filmagens de ovnis, 80 por cento dos quais nunca foram revelados em mais lado nenhum”, refere ainda o texto de divulgação do documentário no Vimeo.

“A pesquisa atrás dos bastidores e os encontros de alto nível reunidos pelo Dr.º Steven Greer vão expor o grau de operações ilegais encobertas no centro do secretismo ovni”, avança-se também.

“Desde briefings com o Director da CIA e Generais e Almirantes de topo do Pentágono a um briefing do presidente Obama, através do conselheiro sénior John Podesta, director de campanha de Hillary Clinton, – levamos o espectador para trás do véu de sigilo e para dentro dos corredores do poder real onde residem os segredos de ovnis“, sublinham os responsáveis do filme.

“Unacknowledged” também fala de como “ocorreu um golpe de estado silencioso” em 1950 e de como “o Congresso, o Presidente e outros líder mundiais foram postos de lado por elementos criminosos de dentro do complexo Militar-Industrial-Financeiro”.

SV, ZAP //

Por SV
27 Maio, 2017

[vasaioqrcode]

See also Blogs Eclypse and Lab Fotográfico

1019: FBI evacuou misteriosamente Observatório perto de Roswell (e não explica porquê)

uıɐɾ ʞ ʇɐɯɐs / wikimedia
Observatório Solar Nacional em Sunspot, no Novo México, EUA.

O encerramento súbito e sem explicações do Observatório Solar Nacional, em Sunspot, no Novo México, EUA, por parte do FBI gerou uma onda de teorias da conspiração. Uma semana depois do estranho fecho do local, ainda não se sabe o que aconteceu.

Na passada quinta-feira, 6 de Setembro, o FBI encerrou misteriosamente o Observatório Solar em Sunspot, e uma Agência de Correios que está localizada nas suas imediações, não apresentando justificações oficiais para o sucedido.

Essa ausência de explicações originou uma série de teorias da conspiração. E uma semana depois do encerramento, ainda não foram revelados os motivos da evacuação do local.

Numa publicação no Facebook, o Observatório fala de um “problema de segurança”, notando que o encerramento foi uma “medida de precaução”, mas sem explicar mais nada.

A associação das Universidades para a Pesquisa em Astronomia (AURA), que gere o Observatório, anunciou que foi sua a decisão de “desocupar a instituição” como “uma medida preventiva“, conforme declarações da porta-voz Shari Lifson, que recusou ser mais concreta sobre o tal “problema de segurança”.

Shari Lifson acrescentou que o Observatório ficará fechado “até notificações posteriores”.

O xerife do condado, Benny House, fala de uma situação bizarra, lamentando que “o FBI recusa-se a dizer o que está a acontecer”. “Queriam que ajudássemos na evacuação sem nos dizer nada”, refere, destacando que tudo parecia tranquilo e sem sinal de ameaça.

“Não sei porque é que o FBI se envolveria tão rapidamente e não nos disse nada”, queixa-se Benny House, revelando que “havia helicópteros Blackhawk, um bando de pessoas ao redor de antenas e equipas de trabalho em torres”.

Nem a AURA, nem o Observatório comentaram, até agora, o envolvimento do FBI e o serviço de Inteligência dos EUA não apresenta quaisquer explicações.

Não muito longe de Roswell…

Tanto mistério alimenta as teorias de conspiração que lembram o facto de o Observatório estar localizado a cerca de 200 quilómetros de Roswell, a cidade do Novo México onde alguns defendem ter caído um OVNI em 1947.

Agora, há também quem argumente que o FBI pode ter encontrado no  Observatório de Sunspot alguma prova de vida extraterrestre.

Por outro lado, há quem refira que a evacuação foi motivada pelo facto de o local estar alinhado com a tempestade solar que está prevista para esta sexta-feira. Mas à parte perturbações nos GPS e nos satélites, este fenómeno não parece justificar o encerramento.

Outros teóricos da conspiração reparam que a evacuação levada a cabo coincidiu com uma tempestade geomagnética que assolou a Terra no início da semana.

O Observatório de Sunspot existe desde 1958, acolhendo vários telescópios para estudar o Sol. O espaço tem uma zona aberta a visitantes, onde se podem conhecer algumas das instalações, bem como usar telescópios. Mas após a estranha evacuação, nem sequer os funcionários lá podem entrar.

Por ZAP
14 Setembro, 2018

[vasaioqrcode]

See also Blogs Eclypse and Lab Fotográfico