3743: Startup japonesa quer substituir astronautas por robôs

CIÊNCIA/ESPAÇO/ROBÓTICA

Dado que a origem não disponibilizou o endereço URL deste vídeo, tive de efectuar uma captura de écran para poder reproduzi-lo.

Enviar uma pessoa para o Espaço é extremamente arriscado. Consciente disso, uma startup japonesa quer enviar robôs humanoides em vez de astronautas.

E se robôs humanoides fossem enviados para o Espaço no lugar dos astronautas? Segundo o Futurity, esta é a proposta da startup japonesa Gitai, que quer testar a sua ideia e fazer esta troca numa futura viagem deste género.

Para a Gitai, os riscos e os custos de enviar pessoas para o Espaço não compensam o desafio. O uso de equipamentos semi-autónomos, controlados a partir do solo, poderia ajudar a superar este desafio, permitindo economizar até 90% neste tipo de projectos.

Para já, a única questão que impede a implementação imediata deste conceito é a funcionalidade das máquinas.

No ano passado, a empresa fez uma demonstração do uso de um robô humanoide que, apesar de ter conseguido realizar algumas tarefas, acabou por tropeçar várias vezes. Ainda assim, a Gitai não diminuiu o entusiasmo em relação ao futuro tecnológico astronómico.

Anousheh Ansari, a primeira mulher muçulmana a viajar até ao Espaço, não teme que os profissionais desta área percam os seus empregos. “Podemos ter o melhor dos dois mundos.”

Manter um astronauta em órbita não é para qualquer bolso: são precisos cerca de 430 milhões de dólares por ano para garantir a estadia e segurança destes aventureiros espaciais.

Um robô humanoide rondaria os 300 a 500 mil dólares, uma redução de valores que é ainda impulsionada pelo facto de os robôs não necessitarem de se parecerem com seres humanos. Isto significa que, em gravidade zero, as pernas seriam totalmente desnecessárias.

O maior desafio continua a ser desenvolver robôs que possam substituir os cientistas humanos. Mas a meta é ambiciosa: “queremos que os nossos robôs criem bases para a Blue Origin e a SpaceX”, rematou Sho Nakanose, CEO da Gitai.

ZAP //

Por ZAP
24 Maio, 2020

 

spacenews

 

2527: Sonda com primeiro robô humanoide russo a bordo chegou à Estação Espacial Internacional

NASA

A sonda Soyuz, com o primeiro robô humanoide russo Fedor a bordo, atracou esta terça-feira na Estação Espacial Internacional (ISS), depois de uma tentativa falhada no sábado, informou o Centro de Controlo de Voos Espaciais da Rússia (CCVE).

“Vamos! Vamos!”, afirmou o robô em russo no momento da descolagem, recordando a famosa expressão de Yuri Gagarin durante a primeira viagem espacial do homem em 1961.

“Contacto confirmado, acoplagem confirmada”, anunciou um comentador da rede de televisão NASA TV, da Agência Espacial Americana, citado por agências internacionais. No sábado, a operação falhou devido a problemas relacionados com o sistema automático de acoplagem.

Fedor é o primeiro robô humanoide a ser enviado para o espaço pela Rússia e deverá ficar na ISS até 7 de Setembro, para aprender a ajudar os astronautas na estação espacial. Com um corpo antropomórfico prateado, Fedor mede 1,80 metros de altura e pesa 160 quilos. O nome corresponde ao acrónimo Final Experimental Demonstration Object Research e refere-se à designação russa Fyodor.

Fedor, que tem o número de identificação Skybot F850, descolou às 6h38 de Moscovo, a bordo de um foguete Soyuz, lançado da base russas de Baikonur, no Cazaquistão. Num vídeo divulgado pela agência espacial Roscosmos, o robô aparece a bordo da nave espacial com uma pequena bandeira russa na mão.

Também está a ser testado, nomeadamente como futuro “piloto” da nova nave espacial russa Federatsia, que teve o seu lançamento adiado para 2022, podendo transformar-se no primeiro andróide a viajar até à Lua. É precisamente esse o nosso objectivo. Experimentar a nova tecnologia. Afastar o homem da zona de risco”, explicou Alexei Bogdanov, que desenvolveu o robô, citado pela imprensa internacional.

O robô tem contas nas redes sociais Instagram e Twitter, que detalham o seu quotidiano, com situações como quando aprende a abrir uma garrafa de água.

Хорошо наблюдаю станцию. 153 метра до цели

A bordo da ISS, o robô vai participar em diferentes atividades, sob a supervisão do cosmonauta russo Alexander Skvortsov, que chegou à Estação Espacial Internacional no mês passado.

Em 2011, a NASA enviou para o espaço o robô humanoide Robonaut 2 para trabalhar em ambientes de risco.

ZAP // Lusa

Por ZAP
27 Agosto, 2019

 

EXTRA NOTÍCIA