3243: Cientistas podem ter descoberto um “rio escuro” sob a Gronelândia

CIÊNCIA

maggiedavid / Flickr

O manto de gelo da Gronelândia pode esconder um rio com cerca de 1600 quilómetros de comprimento, sugeriram os cientistas.

De acordo com o Independent, cientistas da Universidade de Hokkaido, no Japão, e da Universidade de Oslo, na Noruega, podem ter encontrado um rio sob o gelo da Gronelândia, que transporta água desde o coração desta ilha e para o Oceano Atlântico através do Petermann Fjord.

Os investigadores analisaram a altura das superfícies rochosas debaixo do gelo para criar uma simulação de como será a superfície da terra. E tudo leva a crer que existe um rio de 1600 quilómetros no subsolo.

Uma vez que a maioria do percurso será desprovida de luz, os cientistas baptizaram-no de “rio escuro”. Porém, durante a sua apresentação no encontro da American Geophysical Union (AGU), não esconderam que vão ser necessárias mais pesquisas para confirmar a sua existência.

“Embora ainda haja alguma incerteza”, a equipa disse que “os resultados são consistentes com o actual sistema sub-glacial de rios que, se confirmado com outras observações, pode ter mais de 1600 quilómetros de comprimento“.

“Os resultados levantam questões sobre a necessidade de melhor observar, entender e simular a hidrologia basal complicada das camadas de gelo da Terra”.

Em declarações ao Live Science, Christopher Chambers, um dos autores do estudo, explicou que o rio deverá estar a cerca de 300 a 500 metros abaixo da superfície, uma profundidade que diz ser bastante incomum para algo tão longo “e que poderá ser uma prova de que isso poderia ser” um local com erosão ativa ou deposição de sedimentos, possivelmente por causa do fluxo de um rio.

ZAP //

Por ZAP
21 Dezembro, 2019

 

spacenews