4103: Richard Branson aponta início de 2021 para ser o primeiro turista no espaço

CIÊNCIA/TURISMO ESPACIAL

A Virgin Galactic anunciou que o dono da empresa irá ser o primeiro passageiro de viagens no espaço, abrindo caminho para voos comerciais.

Richard Branson é o dono da Virgin Galactic

Richard Branson pode ir para o espaço na aeronave Virgin Galactic como o primeiro passageiro no início do próximo ano, anunciou a empresa. Será um passo para potencialmente abrir caminho para voos comerciais.

A empresa tem adiado repetidamente a data em que levará os primeiros turistas para fora da atmosfera terrestre e disse que 600 pessoas desembolsaram 250.000 dólares (212 mil euros) para reservar um assento.

A Virgin Galactic disse na segunda-feira que “espera avançar para a próxima fase do programa de testes” no outono com dois voos tripulados.

“Supondo que os dois voos demonstrem os resultados esperados, a Virgin Galactic antecipa que o voo de Sir Richard Branson ocorra no primeiro trimestre de 2021”, disse a empresa em comunicado.

O voo inovador de Branson – fundador da Virgin Galactic – abriria o caminho para o início das viagens comerciais.

O programa foi atingido por obstáculos sérios, no entanto, com um acidente devastador em 2014 causado por erro do piloto que atrasou o desenvolvimento de aeronaves de passageiros SpaceShipTwo.

Colocar turistas no espaço não é um exercício simples.

A sonda será levada por um avião especial e lançada em alta altitude. Segundos depois, a nave espacial – parte plano, parte foguete – liga o motor e explodirá com uma aceleração de 3,5 g, o que significa três vezes e meia a força gravitacional da Terra.

Em seguida, desligará o motor, o que criará uma sensação de leveza por alguns minutos quando a nave atingir o ponto mais alto, a cerca de 80 quilómetros acima do planeta, e depois iniciar a sua descida.

Deverá pousar no Spaceport America, construído no deserto do Novo México.

Branson estabeleceu uma série de recordes de aviação e aventura náutica, embora tenha falhado, apesar de inúmeras tentativas, em se tornar a primeira pessoa a circum-navegar o globo sem parar em balão.

As façanhas aproximaram-se da tragédia em 1998, quando Branson e o seu co-piloto tiveram que abandonar seu balão no Oceano Pacífico depois de a baixa pressão forçar a nave a cair.

Diário de Notícias

DN/AFP

 

spacenews

 

4100: Janelas com vista para o Espaço. Virgin Galactic revela interior de nave espacial para turistas

CIÊNCIA/ESPAÇO

A Virgin Galactic acaba de revelar o luxuoso design do interior da cabine do primeiro veículo SpaceshipTwo – o VSS Unity – que permitirá a astronautas e entusiastas explorar o Espaço com conforto.

A Virgin Galactic, de Richard Branson, revelou recentemente de que forma os passageiros vão viajar na sua SpaceShipTwo em baixa órbita, levantando o véu do interior do VSS Unity, focando-se na cabine dos passageiros.

Segundo o New Atlas, o elegante interior é equipado com 12 janelas de cabine posicionadas na parte superior e nas secções do telhado da nave espacial, através das quais os clientes poderão observar a superfície da Terra enquanto ela desliza por baixo.

No lançamento e durante o pouso, os passageiros serão afivelados em assentos especialmente projectados e adaptados individualmente ao cliente. Todos estes “tronos espaciais” foram construídos com alumínio de alta qualidade e fibra de carbono.

A Virgin Galactic informou que, durante as secções de alta força G do voo, as posições das cadeiras serão controladas, em parte, pelo piloto para aliviar o stress físico dos passageiros. Na ausência de peso, o assento vazio reclina para dar à tripulação o máximo de espaço possível.

Cada fase do voo disponibiliza uma iluminação ambiental automática, e cada passageiro terá acesso a ecrãs com dados ao vivo sobre o voo. Há ainda 16 câmaras para gravar vídeo e capturar fotografias em alta definição, para que os passageiros possam partilhar a sua experiência nas redes sociais.

De acordo com o comunicado de imprensa, existe um espelho muito grande, numa cabine da nave, que reflete em tempo real a experiência dos astronautas.

O interior do SpaceshipTwo foi desenhado em colaboração com a agência londrina de design Seymourpowell, e contou com importantes contribuições de médicos, treinadores de astronautas, pilotos, engenheiros e futuros clientes.

Este modelo de cabine será usado para uma viagem virtual com a equipa de design, mas o seu interior foi desenhado com o objectivo principal de oferecer aos passageiros uma visão perfeita da Terra a partir do Espaço.

“Foi desenhado especificamente para concretizar o sonho de milhares de pessoas em viajar pelo Espaço de forma segura”, disse Richard Branson. Qualquer pessoa pode explorar o design da cabine recém-inaugurada em casa, com a ajuda de uma app de realidade aumentada.

A empresa viu recentemente a sua SpaceShipTwo a planar com sucesso em mais um voo de teste. Agora, prepara-se para fazer testes com a nave espacial com o motor ligado. Enquanto trabalha para concluir o processo de testes, põe a nu detalhes do seu interior.

Apesar de ainda não haver previsão de quando serão realizados os primeiros voos, a empresa avança que 600 pessoas já reservaram bilhetes, com um custo de cerca 213 mil euros.

ZAP //

Por ZAP
3 Agosto, 2020

 

spacenews

 

2466: Virgin Galactic abre as portas do primeiro aeroporto espacial do mundo

A empresa norte-americana Virgin Galactic, do bilionário Richard Branson, está a preparar o primeiro aeroporto espacial comercial do mundo, tendo revelado esta semana algumas das imagens daquelas que vão ser as instalações.

O aeroporto, localizado no estado do Novo México, nos Estados Unidos, permitirá a realização de voos destinados ao turismo espacial comercial.

O terminal Gateway to Space (Porta para o Espaço), de design futurista, será composto por dois andares, que incluem o centro de controlo, uma área de preparação para o piloto e um espaço exclusivo para os passageiros e os seus acompanhantes.

No seu site oficial, a Virgin Galactic adianta ainda que terá um hangar que irá abrigar todas as naves da propriedade da empresa norte-americana.

“A instalação Foster + Partners Gateway to Space é uma homenagem ao passado, num respeito pela antiga paisagem circundante, enquanto abraça o futuro com eficiência e sustentabilidade energética”, pode ler-se na publicação da empresa.

Com a apresentação das suas novas instalações, a Virgin Galactic indica que o aeroporto “está agora funcionalmente operacional” e mais perto de iniciar o seu serviço comercial.

A empresa do britânico Richard Branson oferece-se para levar civis para o Espaço, cobrando para isso cerca de 250.000 dólares. No momento, a Virgin Galactic tem 600 clientes à espera que o serviço comece a ser operacionalizado.

Na corrida ao turismo espacial estão também a agência espacial norte-americana (NASA), a Blue Origin, de Jeff Bezos, e a Space X, de Elon Musk.

ZAP //

Por ZAP
18 Agosto, 2019

 

1377: Virgin Galactic vai levar passageiros ao espaço antes do Natal, diz Branson

TECNOLOGIA

@virgingalactic / Twitter
Richard Branson, o fundador da Virgin (direita)

O empresário britânico Richard Branson disse na sexta-feira passada que a sua empresa de voos espaciais – Virgin Galactic – vai levar passageiros para o espaço antes do Natal.

O bilionário disse que estava “razoavelmente confiante” de que a Virgin Galactic poderá atingir a sua meta, com viagens tripuladas até ao espaço antes do Natal.

Os pilotos de teste farão as primeiras viagens ao espaço sem ninguém a bordo, numa nave espacial sub-orbital SpaceShipTwo. Branson afirmou ainda que será o primeiro a viajar para o espaço como passageiro.

Depois, a Virgin Galactic dará a mesma oportunidade aos turistas que puderem pagar por isso. O preço para voar e passar um dia no espaço está estimado em 250 mil dólares (cerca de 220 mil euros) e centenas de pessoas já estão em fila para adquirir bilhetes.

“O espaço é difícil. A ciência de foguetes é complexa. Isto levou 14 longos anos, e Jeff Bezos levou 14 longos anos”, disse Branson, referindo-se à empresa de voos espaciais privada do CEO da Amazon, a Blue Origin, que planeia começar a vender passagens para voos sub-orbitais no ano que vem.

Se conseguir lançar a sua primeira viagem ao espaço antes do final deste ano, a Virgin Galactic superará os seus concorrentes, como Blue Origin, de Jeff Bezos, e SpaceX, de Elon Musk. No entanto, o empresário disse que “a segurança é a única coisa que importa” quando se trata de viagens espaciais.

A Virgin Galactic tem um histórico de promessas de que a empresa estaria próxima de transportar pessoas para o espaço, mas sempre ficou aquém do esperado. Isto foi antes de os planos ambiciosos da empresa serem prejudicados pelo acidente de teste de voo do VSS Enterprise em 2014, que matou um piloto e feriu um copiloto.

A empresa só retomou os voos de teste tripulados com a sua nova aeronave SpaceShipTwo este ano.

ZAP // RT

Por ZAP
5 Dezembro, 2018

[vasaioqrcode]