2466: Virgin Galactic abre as portas do primeiro aeroporto espacial do mundo

A empresa norte-americana Virgin Galactic, do bilionário Richard Branson, está a preparar o primeiro aeroporto espacial comercial do mundo, tendo revelado esta semana algumas das imagens daquelas que vão ser as instalações.

O aeroporto, localizado no estado do Novo México, nos Estados Unidos, permitirá a realização de voos destinados ao turismo espacial comercial.

O terminal Gateway to Space (Porta para o Espaço), de design futurista, será composto por dois andares, que incluem o centro de controlo, uma área de preparação para o piloto e um espaço exclusivo para os passageiros e os seus acompanhantes.

No seu site oficial, a Virgin Galactic adianta ainda que terá um hangar que irá abrigar todas as naves da propriedade da empresa norte-americana.

“A instalação Foster + Partners Gateway to Space é uma homenagem ao passado, num respeito pela antiga paisagem circundante, enquanto abraça o futuro com eficiência e sustentabilidade energética”, pode ler-se na publicação da empresa.

Com a apresentação das suas novas instalações, a Virgin Galactic indica que o aeroporto “está agora funcionalmente operacional” e mais perto de iniciar o seu serviço comercial.

A empresa do britânico Richard Branson oferece-se para levar civis para o Espaço, cobrando para isso cerca de 250.000 dólares. No momento, a Virgin Galactic tem 600 clientes à espera que o serviço comece a ser operacionalizado.

Na corrida ao turismo espacial estão também a agência espacial norte-americana (NASA), a Blue Origin, de Jeff Bezos, e a Space X, de Elon Musk.

ZAP //

Por ZAP
18 Agosto, 2019

 

1377: Virgin Galactic vai levar passageiros ao espaço antes do Natal, diz Branson

TECNOLOGIA

@virgingalactic / Twitter
Richard Branson, o fundador da Virgin (direita)

O empresário britânico Richard Branson disse na sexta-feira passada que a sua empresa de voos espaciais – Virgin Galactic – vai levar passageiros para o espaço antes do Natal.

O bilionário disse que estava “razoavelmente confiante” de que a Virgin Galactic poderá atingir a sua meta, com viagens tripuladas até ao espaço antes do Natal.

Os pilotos de teste farão as primeiras viagens ao espaço sem ninguém a bordo, numa nave espacial sub-orbital SpaceShipTwo. Branson afirmou ainda que será o primeiro a viajar para o espaço como passageiro.

Depois, a Virgin Galactic dará a mesma oportunidade aos turistas que puderem pagar por isso. O preço para voar e passar um dia no espaço está estimado em 250 mil dólares (cerca de 220 mil euros) e centenas de pessoas já estão em fila para adquirir bilhetes.

“O espaço é difícil. A ciência de foguetes é complexa. Isto levou 14 longos anos, e Jeff Bezos levou 14 longos anos”, disse Branson, referindo-se à empresa de voos espaciais privada do CEO da Amazon, a Blue Origin, que planeia começar a vender passagens para voos sub-orbitais no ano que vem.

Se conseguir lançar a sua primeira viagem ao espaço antes do final deste ano, a Virgin Galactic superará os seus concorrentes, como Blue Origin, de Jeff Bezos, e SpaceX, de Elon Musk. No entanto, o empresário disse que “a segurança é a única coisa que importa” quando se trata de viagens espaciais.

A Virgin Galactic tem um histórico de promessas de que a empresa estaria próxima de transportar pessoas para o espaço, mas sempre ficou aquém do esperado. Isto foi antes de os planos ambiciosos da empresa serem prejudicados pelo acidente de teste de voo do VSS Enterprise em 2014, que matou um piloto e feriu um copiloto.

A empresa só retomou os voos de teste tripulados com a sua nova aeronave SpaceShipTwo este ano.

ZAP // RT

Por ZAP
5 Dezembro, 2018

[vasaioqrcode]