2065: Dinossauro com mais de 20 toneladas andava em “bicos de pés”

CIÊNCIA

Konstantinov, Atuchin & Hocknull.

Uma nova investigação da Universidade de Queensland, na Austrália, descobriu que um dinossauro massivo do Jurássico (com cerca de 24 tonelada) andava em “bicos de pés”, como se estivesse a usar “saltos altos”. 

O estudante de doutoramento Andréas Jannel e os seus colegas analisaram fósseis do saurópode Rhoetosaurus brownei, que datam de 160 a 170 milhões de anos e foram encontrados no sudoeste de Queensland. A investigação visava melhor compreender como é que uma criatura tão grande poderia suportar o seu próprio peso corporal.

Ao analisar os ossos das extremidades do dinossauro, “ficou claro que o Rhoetossauro andava com o calcanhar elevado, o que levanta a questão: como é que as suas pernas poderiam suportar a imensa massa corporal deste animal, que poderia pesar até 40 toneladas?”, questiona Jannel em comunicado.

Embora o Rhoetossauro tenha andado em “bicos de pés”, o seu calcanhar foi “amortecido por uma almofada carnuda”, semelhante às patas dos elefantes, aponta o novo estudo, cujos resultados foram esta semana publicados no Journal of Morphology.

Contudo, há uma pequena grande diferença entre estes animais: os dinossauros eram, pelo menos, cinco vezes mais pesados do que um elefante.

Para chegar a esta conclusão, os cientistas criaram uma réplica do fóssil e manipularam-no fisicamente de forma a tentar perceber o movimento dos seus ossos. Os cientistas recorreram também a técnicas de modelagem 3-D.

Segundo Jannel, a novidade da “almofada de amortecimento” parece ser “uma inovação-chave durante a evolução dos saurópodes”, cujas vantagens podem ter facilitado a tendência dos enormes corpos destes animais.

ZAP //

Por ZAP
28 Maio, 2019


[vasaioqrcode]