334: Rede móvel 4G chega à Lua já no próximo ano

Mission to the Moon / Audi
O rover Audi Lunar Quattro

Em 2019, a Lua irá receber a sua primeira rede de telefone móvel que irá permitir a transmissão em alta definição da paisagem lunar para a Terra.

As comunicações móveis vão chegar à Lua já a partir do próximo ano. A promessa é da Vodafone, Audi e Nokia, as três empresas que integram uma parceria para levar as comunicações móveis à Lua. O anúncio foi feito no Mobile World Congress, em Barcelona.

O objectivo do projecto – coordenado pelo Part-Time Scientists, um grupo de cientistas voluntários, com base na Alemanha – é ajudar os Audi Lunar Quattro a comunicar entre si e a transmitir vídeos de alta definição da superfície da Lua, avança o Público.

Os Audi Lunar Quattro são veículos de exploração, pequenos robôs terrestres sobre rodas que, inclusivamente, já aparecerem em filmes de ficção científica.

Robert Böhme, presidente executivo dos PTScientists disse, em comunicado, que “a coisa boa desta solução é que salva imensa energia, e quanto menos energia gastarmos a enviar dados, mais energia temos para dedicar à ciência”.

O lançamento está previsto para 2019, a partir de Cape Canaveral, a bordo do Falcon 9, da SpaceX. O lançamento será no ano em que se comemora 50 anos desde que os primeiros astronautas da NASA pisaram o satélite natural da Terra, em 1969. A Apollo 11 foi a quinta missão espacial tripulada do Programa Apollo e a primeira a realizar uma alunagem.

Mas, até lá, “esperamos que mais parceiros se juntem nos próximos meses”, apela Marcus Weldon, presidente executivo dos laboratórios Bell, da Nokia.

A Nokia herdou os famosos laboratórios de investigação Bell, em New Jersey, quando comprou a empresa de telecomunicações francesa, Alcatel-Lucent, em 2015. Estes laboratórios são considerados como o local de nascimento de aparelhos tecnológicos que mudaram o mundo: desde protótipos de telemóveis ao laser.

A escolha de redes 4G deve-se ao facto da nova geração de redes móveis – 5G – ainda estar em fase de testes. A rede é encarada como uma mais valia, e vista como o próximo passo para futuras missões do Homem na Lua.

ZAP //

Por ZAP
2 Março, 2018

[N.W.]- Na minha modesta opinião, penso que estes parceiros tecnológicos, deveriam melhorar não só as condições de transmissão em Portugal, levando-as a TODO o território nacional e a reduzirem custos de exploração que são pagos pelos utentes, neste caso, da Vodafone, em vez de andarem com a cabeça na Lua…

[SlideDeck2 id=42]

[powr-hit-counter id=69e64cbd_1519988101964]