2858: Fez-se História no Espaço com o primeiro passeio espacial feminino

CIÊNCIA

As astronautas Jessica Meir e Christina Koch saíram esta sexta-feira da Estação Espacial Internacional (EEI) no primeiro passeio orbital sem a participação de homens, durante o qual repararão um controlo das baterias da estação.

A saída para o espaço aconteceu às 12h39 em Lisboa e durante cerca de cinco horas e meia, Koch e Meyer trabalharão no exterior da EEI, que orbita a Terra a uma distância de 485 quilómetros e a uma velocidade de mais de 27 mil quilómetros por hora.

Em seis décadas e meia de exploração espacial com tripulantes, 15 mulheres participaram em 221 destes passeios orbitais, mas desde que, em 1984, a soviética Svetlana Savistskaya foi a primeira mulher a sair de uma nave – acompanhada pelo cosmonauta Vladimir Dzhanibekov – todas as tarefas femininas no exterior contaram com participação masculina.

Christina Koch, engenheira de 40 anos, chegou à EEI a 14 de Março e está em vias de se tornar a mulher com a mais longa estada no espaço, já que a missão está programada para durar 328 dias.

A primeira saída para o espaço de duas mulheres estava programada para Março e nela deveria participar a astronauta Anne McClain, mas a agência espacial norte-americana NASA alegou então que não tinha fatos espaciais adequados para duas mulheres.

O fato espacial que será usado durante a caminhada espacial é a Unidade de Mobilidade Extra-veicular (UEM), uma “nave espacial pessoal” especialmente projectada por um traje que mantém os astronautas seguros no vácuo do espaço. O fato espacial contém controles de respiração e temperatura, sistemas de comunicação, energia da bateria e oferece protecção contra radiação e detritos espaciais.

Uma parte do fato, o tronco superior duro (HUT), foi o que causou o problema na última tentativa de caminhada espacial feminina. Ambas as mulheres encaixavam-se melhor num HUT de tamanho médio, mas a ISS só tinha um disponível.

McClain regressou à Terra durante o verão. A sua suplente, Jessica Meir, de 42 anos, é uma professora da Escola de Medicina de Harvard e o regresso à Terra está programado para a primavera (hemisfério norte).

A missão de Koch e Meir é a reparação de um dos controlos de carga e descarga das baterias que recolhem a energia dos painéis solares na estação internacional.

A caminhada espacial é uma das tarefas mais perigosas das quais um astronauta participará durante o seu tempo a bordo da ISS. Cada um deles dura cerca de 6,5 horas, enquanto o astronauta permanece preso à nave espacial para não flutuar. Os astronautas usam pequenas unidades do tamanho de mochilas completas com propulsores a jacto operados por um joystick para ajudá-los a movimentar-se com segurança.

Das cerca de 500 pessoas que já estiveram no espaço, menos de 11% eram mulheres. Todas as caminhadas espaciais até o momento envolveram equipas consistindo exclusivamente de homens ou equipas envolvendo homens e mulheres.

ZAP // Lusa

Por ZAP
18 Outubro, 2019