4932: Uma misteriosa oscilação está a fazer com que Marte gire como um “pião”

CIÊNCIA/ASTRONOMIA/geofísica/marte

toptechwriter / Flickr

Pela primeira vez, os cientistas detectaram a oscilação de Chandler num corpo do Sistema Solar diferente da Terra. Marte experimenta um movimento repetido dos pólos na superfície do planeta para longe do seu eixo médio de rotação.

De acordo com a American Geophysical Union’s (AGU), a oscilação de Chandler surge quando um corpo giratório não é uma esfera perfeita. Esse desequilíbrio afecta a sua rotação. O resultado é um movimento semelhante ao de um pião a balançar ao perder velocidade em vez de uma rotação suave de um globo perfeitamente equilibrado.

A oscilação de Chandler é um dos vários movimentos fora do centro exibidos pela Terra conforme gira no seu eixo. Este movimento na Terra varia de três a seis metros nos pólos e tem um padrão que se repete aproximadamente a cada 433 dias. Embora esse movimento deva diminuir naturalmente com o tempo, na Terra, persiste devido ao fundo do oceano e às flutuações da pressão atmosférica.

“[A oscilação do Chandler] é um sinal muito pequeno normalmente”, disse Alex Konopliv, engenheiro aeroespacial do Laboratório de Propulsão a Jacto da NASA. “São precisos muitos anos e dados de alta qualidade para detectá-lo”.

No novo estudo, os investigadores conseguiram confirmar o movimento em Marte, calculando os efeitos gravitacionais nas órbitas de duas espaço-naves da NASA a orbitar no Planeta Vermelho: Mars Odyssey e Mars Reconnaissance Orbiter.

Medições ao longo de quase duas décadas descobriram que, na superfície, os pólos do planeta desviam-se até 10 centímetros do eixo médio de rotação, com um ciclo repetido de cerca de 207 dias.

A grande quantidade de dados, colhidos durante 18 anos, garantiu que a oscilação identificada fosse intrínseca à forma e ao interior do planeta em vez de factores externos como o derretimento sazonal das calotas polares.

A quantidade de tempo que demora para o pólo completar um ciclo de oscilação reflete o quanto o manto de Marte pode deformar, fornecendo dicas sobre as suas propriedades materiais e estado térmico.

Tal como na Terra, o movimento em Marte deve diminuir naturalmente.

Os cientistas ainda não sabem o que está a manter a oscilação, mas estudos anteriores indicam que será provavelmente devido às mudanças na pressão atmosférica.

O conhecimento sobre a oscilação de Chandler fornece uma visão do interior de Marte: o movimento é impulsionado por propriedades do manto, a camada abaixo da crosta do planeta.

Os novos resultados fornecem informações sobre as propriedades do manto, particularmente sobre como se deforma em períodos mais longos. Essas informações podem ajudar a guiar estudos futuros do interior de Marte, fornecendo novos conhecimentos sobre a sua temperatura e composição.

Este estudo foi publicado em Outubro na revista científica Geophysical Research Letters.

ZAP //

Por Maria Campos
11 Janeiro, 2021