4092: Afinal, fóssil de dinossauro descoberto em Myanmar pode ser de um lagarto

CIÊNCIA/PALEONTOLOGIA

(dr) Lida Xing
Fóssil do Oculudentavis khaungraae

Novas descobertas mostram que um fóssil que se pensava ser de um pequeno dinossauro com penas pode, afinal, ser de um lagarto.

De acordo com o site Live Science, as novas descobertas fizeram com que o estudo original, publicado em Março na revista científica Nature, apresente agora uma nota de retratação, incluída na passada quarta-feira, dia 22 de Julho.

“Nós, autores, estamos a retratar este artigo para prevenir que informações imprecisas permaneçam na literatura. Embora a descrição do Oculudentavis khaungraae permaneça precisa, um novo espécime não publicado lança dúvidas sobre a nossa hipótese em relação à posição filo-genética do HPG-15-3″, pode ler-se.

O crânio envolto em âmbar, com 99 milhões de anos, foi descoberto numa mina em Myanmar e os cientistas concluíram que se tratava de um dinossauro parecido com um pássaro (e que provavelmente era o menor já encontrado).

No novo estudo, que para já só está no repositório aberto de pré-publicação bioRxiv, os cientistas examinaram novamente as tomografias computorizadas do animal, tendo descoberto que certas características se alinhavam muito melhor às de um lagarto (como é o caso dos dentes e da fenestra).

Embora tenham quase a certeza que se trata de um lagarto, os cientistas referem que, neste momento, ainda não têm “evidências conclusivas para a re-identificação” desta criatura.

Apesar desta reviravolta, os cientistas consideram que isto não nega a importância da sua descoberta. “É apenas um animal realmente estranho e uma descoberta importante, independentemente de ser um pássaro estranho ou um lagarto estranho com cabeça de pássaro”, disse ao mesmo site Jingmai O’Connor, uma das autoras do estudo e professora sénior de Paleontologia de Vertebrados da Academia Chinesa de Ciências.

ZAP //

Por ZAP
1 Agosto, 2020

 

spacenews