3224: As aves estão a alterar a altura em que migram (e já se sabe porquê)

CIÊNCIA

J. Kelly / Wikimedia

As espécies de aves migratórias cuja rota passa sobre os Estados Unidos continentais estão a mudar o tempo dos seus movimentos em resposta às mudanças climáticas.

Uma equipa colaborativa de cientistas que observaram o comportamento migratório nocturno de centenas de espécies de aves “de importância crítica” descobriu que o tempo e a temperatura da migração estão alinhados com as maiores mudanças nos hábitos migratórios que ocorrem nas regiões que aquecem mais rapidamente.

As aves que migram na primavera têm maior probabilidade de passar por certas áreas no final do ano do que há duas décadas.

Para determinar se as aves estão a alterar os seus hábitos de migração, os cientistas da Cornell, Universidade Estadual do Colorado (CSU) e da Universidade de Massachusetts (UMass) de Amherst utilizaram 24 anos de dados de radar meteorológico da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) e Serviço Nacional de Meteorologia.

Uma ferramenta de inteligência artificial especialmente projectada, conhecida como “MistNet”, que diferencia pássaros da chuva nas imagens, conseguiu processar os dados em apenas 48 horas.

As mudanças de tempo foram menos aparentes no outono. Isto pode ocorrer, de acordo com o comunicado divulgado pelo EurekAlert, porque “as rajadas de migrantes” na primavera são pressionadas para alcançar os seus criadouros – uma pressão que cessa no outono, quando os pássaros se movem num “ritmo mais lento e pontuado” para chegar aos seus locais de inverno.

As aves migratórias desempenham um papel crucial nos ecossistemas, mas como as mudanças climáticas afectam as flores da vegetação e a criação de insectos, as mudanças podem afectar as aves que viajam pelo território familiar em circunstâncias desconhecidas.

“A migração de aves evoluiu amplamente como resposta à mudança climática”, disse Andrew Farnsworth, do Cornell Lab of Ornithology. “É um fenómeno global que envolve milhares de milhões de pássaros anualmente. E não é surpresa que os movimentos dos pássaros acompanhem o clima em mudança”.

De acordo com o artigo publicado na revista científica Nature Climate Change, os autores acreditam que o seu trabalho está entre os primeiros estudos a examinar como as mudanças climáticas afectam o tempo da migração de aves em escala continental.

ZAP //

Por ZAP
19 Dezembro, 2019

 

spacenews