4569: Arqueólogos encontraram lamas enterrados vivos pelos Incas no Peru

CIÊNCIA/ARQUEOLOGIA/INCAS

(dr) L.M. Valdez

Arqueólogos encontraram, no Peru, restos mortais mumificados de cinco lamas que foram enterrados vivos pelos deuses Incas há cerca de 500 anos.

De acordo com o site Live Science, os lamas mumificadas ainda estão adornadas com os cordões coloridos, a tinta vermelha e as penas com que os Inca as decoraram, tendo sido provavelmente enterradas vivas.

A equipa de arqueólogos encontrou os animais em Tambo Viejo, um sítio arqueológico no Peru, em 2018. A datação por radio-carbono indicou que foram sacrificados por volta do ano 1500, ou perto do fim da ocupação Inca neste local.

“Os lamas foram enterradas voltadas para leste”, provavelmente porque o Sol, que nasce desse lado, era uma divindade Inca importante, observou Lidio Valdez, o investigador responsável pela pesquisa e professor assistente adjunto do Departamento de Antropologia e Arqueologia da Universidade de Calgary, no Canadá.

Segundo o mesmo site, estes sacrifícios não só homenageavam os deuses, que os Incas associavam a colheitas bem-sucedidas, rebanhos saudáveis e vitórias na guerra, mas também podem ter tornado o seu Império popular entre a cultura local, porque os sacrifícios eram acompanhados de uma grande festa.

“Os sacrifícios faziam parte de celebrações muito maiores que incluíam a partilha de comida e bebida, tudo patrocinado pelo Estado”, acrescenta Valdez, explicando que esta era uma boa estratégia que permitia aos Incas cimentar alianças políticas duradouras e relações recíprocas com os povos recém-conquistados”.

Arqueólogos já tinham encontrado outros locais Incas com sacrifícios animais e humanos, mas esta descoberta é uma das mais bem preservadas, declarou Susan deFrance, professora de Antropologia da Universidade da Florida, que não esteve envolvida no novo estudo publicado, a 22 de Outubro, na revista científica Antiquity.

Outras descobertas não são tão “completas, nem tão bonitas como esta, na qual é possível dizer a cor da pelagem e todo o material que contém. Isso é bastante raro”, diz.

ZAP //

Por ZAP
30 Outubro, 2020