3569: Cientistas descobriram exoplaneta em forma de bola de rugby

CIÊNCIA/ASTRONOMIA

NASA / ESA / J. Olmsted (STScI)
Representação artística de um exoplaneta distorcido

A órbita está tão próxima da sua estrela que este exoplaneta, em forma de bola de futebol americano, completa uma volta em pouco mais de quatro horas.

Um recém-descoberto exoplaneta assume uma inusitada forma de bola de futebol americano, uma configuração explicada pelas poderosas forças gravitacionais que incidem sobre este corpo celeste.

O KOI 1843.03 orbita uma anã vermelha com pouco menos da metade da massa do Sol. Investigações anteriores descobriram que este exoplaneta, localizado a 395 anos-luz da Terra, possui cerca de 44% da massa e 60% do diâmetro do nosso planeta, detalha o Space.

Depois de terem realizado várias simulações em três dimensões, os cientistas descobriram que o KOI 1843.03 é “significativamente alongado” na ponta que está direccionada para a estrela que orbita. O “efeito de maré”, causado pela gravidade estelar, pode dar ao planeta esta forma bizarra.

Leslie Rogers, astrofísica da Universidade de Chicago, disse que o exoplaneta deve ser composto maioritariamente por ferro, o que o impede de ser completamente despedaçado pelas forças gravitacionais que sofre constantemente. O artigo científico está disponível no arXiv, mas ainda carece de revisão por pares.

“O KOI 1834.03 é um dos exoplanetas com mais ferro descoberto até hoje.” As estimativas dos investigadores indicam que 66% do planeta é de ferro – muito semelhante a Mercúrio, que possui uma concentração deste elemento de 70%.

No futuro, os cientistas pretendem observar com mais detalhe de que forma os exoplanetas com alta composição de ferro se comportam em momentos de alta incidência de forças gravitacionais oriundas das estrelas que orbitam.

ZAP //

Por ZAP
20 Abril, 2020

 

spacenews