4885: Cinzas de Scotty de Star Trek foram “contrabandeadas” para a EEI. Durante 12 anos, quase ninguém soube

Como fan da série Star Trek, não podia deixar escapar esta notícia.

(cv) YouTube

Parte das cinzas do falecido James Doohan, o actor canadiano que interpretou o engenheiro-chefe Montgomery Scott na série Star Trek, foram colocadas a bordo da Estação Internacional Espacial (EEI) de forma ilegal há mais de uma década.

Durante doze anos, apenas a família do actor e Richard Garriott, o empresário que levou as cinzas de Doohan até à estação orbital, souberam desta “missão clandestina”.

Depois de Doohan falecer aos 85 anos, em Julho de 2005, a sua família tentou cumprir o seu desejo de entrar na EEI, mas os pedidos oficiais foram sempre rejeitados, tal como escreve esta semana o jornal britânico The Times.

A sua vontade acabaria por ser cumprida através do britânico Richard Garriott, empresário que actua no ramo dos videojogos e sexto turista espacial que, em 2008, durante a sua viajem particular à EEI, colocou algumas das cinzas de Doohan no módulo Columbus.

Foi completamente clandestino“, disse o empresário ao mesmo diário, confessando que, até agora, só o próprio e a família de Doohan sabiam do sucedido.

“A família de [Doohan] ficou muito satisfeita com a colocação das cinzas [na EEI], mas todos nós ficamos muito desapontados por não termos falado sobre isto publicamente durante tanto tempo. Agora, já passou tempo suficiente para que o possamos fazer”.

Ao mesmo jornal, o filho do actor, Chris Doohan agradeceu a Garriott por “contrabandear” as cinzas do seu pai até à EEI: “O que fez foi comovente… significou muito para mim, para a minha família e teria significado muito para o meu pai”.

O The Times escreve ainda que esta não foi a primeira vez que as cinzas de Doohan chegaram – ou pelo menos tentaram – alcançar o Espaço: em 2008, parte das suas cinzas seguia a bordo do foguete Falcon 1 da Space X, mas a missão acabou por fracassar minutos depois do lançamento; poucos anos depois, em 2012, uma urna com algumas das suas cinzas voou até ao Espaço a bordo do SpaceX Falcon 9.

As cinzas de “Scotty” viajaram cerca de 2,7 mil milhões de quilómetros através do Espaço e orbitaram a Terra mais de 70 mil vezes.

Por Sara Silva Alves
29 Dezembro, 2020