4842: Encontradas provas da existência dos únicos dinossauros da Irlanda do Norte

CIÊNCIA/ARQUEOLOGIA

National Museums Northern Ireland

Os únicos ossos de dinossauros já encontrados na ilha da Irlanda foram formalmente confirmados pela primeira vez por uma equipa de especialistas da Universidade de Portsmouth e da Queen’s University of Belfast.

Os restos mortais foram encontrados em Islandmagee, uma península na costa leste do condado de Antrim, na Irlanda do Norte.

“Esta é uma descoberta extremamente significativa. A grande raridade de tais fósseis aqui é porque a maioria das rochas da Irlanda do Norte são da idade errada para os dinossauros, ou muito velhas ou muito jovens, tornando quase impossível confirmar que existiram dinossauros nessas costas”, explica o autor principal do estudo, Michael Simms.

Os arqueólogos pensaram que os ossos pertenciam a um único dinossauro, mas ficaram surpreendidos ao perceber que pertenciam a dois dinossauros completamente diferentes.

De acordo com o Tech Explorist, um dos ossos é parte de um fémur de um Scelidossauro, enquanto o outro é parte da tíbia de um Sarcossauro. Os resultados do estudo foram publicados, em Novembro, na revista científica Proceedings of the Geologists’ Association.

Apesar de fragmentários, estes osso oferecem uma nova visão “sobre um período crucial na evolução dos dinossauros, há cerca de 200 milhões de anos“, esclarece o co-autor Robert Smyth. “É nessa época que os dinossauros realmente começam a dominar os ecossistemas terrestres do mundo”, acrescenta.

Por Daniel Costa
20 Dezembro, 2020


4193: Arqueólogos encontram vasto complexo de templos na Irlanda do Norte

CIÊNCIA/ARQUEOLOGIA

Giuseppe Milo / Wikimedia
Forte Navan, na Irlanda do Norte

Arqueólogos descobriram indícios de um complexo de templos monumentais no Forte Navan, na Irlanda do Norte, que remonta ao início da Idade do Ferro.

De acordo com o site IFLScience, à primeira vista, o Forte Navan, na Irlanda do Norte, parece pouco mais do que um recinto redondo no topo de uma colina, dentro de outro grande monte circular ladeado por árvores.

As lendas contam que este foi um local criado por Macha, a antiga deusa da guerra e da fertilidade da mitologia irlandesa. Localizado no condado de Armagh, o forte era visto como a antiga capital de Ulster e um dos lugares reais da Irlanda.

Agora, parece que o Forte Navan pode ter sido ainda maior e mais significativo do que se pensava, depois de arqueólogos da Queen’s University Belfast e da Universidade de Aberdeen terem examinado este forte através de uma variedade de técnicas de pesquisa arqueológica não invasivas.

Segundo o mesmo site, supunha-se que este local tinha sido abandonado por volta de 95 A.C., mas as novas descobertas sugerem que continuou a haver actividade nesta zona durante a Idade Média, no primeiro milénio D.C. e depois disso.

“A escavação na década de 60 revelou uma das séries de edifícios mais espectaculares de qualquer região da Europa pré-histórica, incluindo edifícios em forma de oito do início da Idade do Ferro e uma estrutura de 40 metros com anéis de madeira construída em 95 A.C. Após a construção deste último, foi imediatamente preenchido com pedras e totalmente queimado para criar o monte maciço que agora domina o local”, afirma, em comunicado, Patrick Gleeson, professor sénior de Arqueologia na Queen’s University Belfast.

“As nossas descobertas acrescentam dados significativos, sugerindo que os edifícios descobertos nos anos 60 não eram estruturas domésticas habitadas por reis, mas uma série de templos enormes, alguns dos maiores e mais complexos de qualquer região do período pré-histórico e pré-Romano da Europa do Norte”, acrescentou o investigador, um dos autores do estudo publicado, em Julho, na revista científica Oxford Journal of Archaeology.

ZAP //

Por ZAP
19 Agosto, 2020