215: NASA desvenda o mistério do “anjo” que apareceu no céu da Suécia

O fenómeno óptico atmosférico foi observado por vários praticantes de esqui em Vemdalen, na Suécia: um halo de gelo nos céus suecos.

Recentemente, os esquiadores que se encontravam na estância de Vemdalen, na Suécia, foram brindados com um inesperado fenómeno atmosférico, que fez aparecer no céu um majestoso “anjo luminoso”.

Esta segunda-feira, a NASA escolheu uma foto do fenómeno meteorológico como “foto do dia” e explicou o que é na realidade o anjo luminoso que inundou as redes sociais no passado mês de Dezembro.

Segundo os cientistas da agência espacial norte-americana, as imagens, que foram gravadas por um esquiador, mostram um halo solar.

Os halos solares são anéis de luz que se produzem quando se formam cristais de gelo suspensos na troposfera, que fazem com que a luz solar mude de localização e se crie um efeito óptico em forma de círculo em torno do Sol. Este círculo possui um anel iridescente, de cor vermelha no lado interior e verde e azul no lado exterior.

O fenómeno causou um grande alvoroço nas redes sociais. De acordo com a RT, há quem compare o fenómeno com a imagem de um anjo: “parece a imagem que imaginas que verias quando os anjos começaram a formar a primeira luz no céu da Jordânia, no Natal”, escreveu um utilizador.

Certo é que esta comparação não é totalmente descabida. Parece haver uma semelhança entre o fenómeno meteorológico e o halo de um anjo – um círculo luminoso que se representa em cima das cabeças, como o símbolo de um aura na iconografia religiosa.

Neste caso, este halo de gelo foi particular por ter combinado vários tipos de halo: um halo circular de 22º, pilares de luz, um círculo parélico, parélios, um arco tangente superior, e o mais raro, um halo de 46º.

Embora se tenha avistado o fenómeno no dia 1 de Dezembro, até agora não havia explicação para o “anjo singular” que surgiu nos céus da Suécia.

ZAP //

[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=42]

[powr-hit-counter id=873f4a46_1514979357846]