2375: O primeiro vídeo de um eclipse solar voltou à vida

A primeira gravação de um eclipse solar, que remonta a 28 de maio de 1900, foi ressuscitada. O fenómeno foi gravado pelo mágico britânico Nevil Maskelyne, na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, durante uma expedição da Associação Britânica de Astronomia.

O British Film Institute (BFI) e a Royal Astronomical Society (RAS) apresentaram a primeira imagem em movimento de um eclipse solar, captada em 1900. O fragmento do filme original, guardado no arquivo da RAS, foi digitalizado e restaurado em 4K por especialistas do BFI National Archive.

O vídeo encontra-se agora disponível online gratuitamente e tem a duração de um minuto e oito segundos. No registo é possível ver quase o eclipse completo: começa um pouco antes de a Lua cobrir o Sol e dura até esta se começar a afastar.

Esta foi a segunda tentativa de Nevil Maskelyne de capturar um eclipse solar, explica a nota da RAS. Em 1898, o mágico britânico tinha já viajado para a Índia para fotografar um eclipse, mas no regresso o vídeo foi roubado.

O evento não foi fácil de capturar, e o britânico teve que construir um adaptador telescópico especial para a sua câmara. O filme faz agora parte da colecção de astro-fotografia da RAS.

Sobre esta recente redescoberta, Bryony Dixon, curador de cinema mudo do BFI, diz que os primeiros historiadores do cinema procuraram este filme durante muitos anos. “É emocionante pensar que este filme, único sobrevivente conhecido de Maskelyne, tenha reaparecido agora”, explica Dixon.

Também Joshua Nall, membro do Comité do Património Astronómico do RAS, teve algo a dizer sobre o reaparecimento destas imagens: “Esta é uma maravilhosa descoberta de arquivo. Talvez o mais antigo filme astronómico sobrevivente. É um registo realmente impressionante.”

Entusiasta por cinema, Nevil Maskelyne queria mostrar como o desenvolvimento do cinema poderia ser usado para o avanço da ciência. O mágico britânico, que era fascinado por astronomia e se tornou membro da RAS, apresentava-se como um investigador científico de ilusões.

O RAS é uma instituição de caridade fundada a 1820, com sede no Reino Unido, que trabalha para promover as ciências da astronomia e da geofísica. O BFI é uma instituição de caridade cultural fundada em 1933 e é uma das principais organizações do Reino Unido para cinema, televisão e imagem em movimento.

DR, ZAP //

Por DR
27 Julho, 2019

[vasaioqrcode]

1174: Cientistas criam a câmara mais rápida do mundo para captar lasers

CIÊNCIA

INRS

Três cientistas criaram uma tecnologia chamada “Fotografia ultra-rápida compactada de 10 biliões de frames por segundo” (T-CUP). Cem vezes mais rápida que o método de gravação mais rápido anteriormente usado.

Investigadores a trabalhar com lasers avançados realizavam experiências que se desenvolviam demasiado rapidamente para as câmaras actuais conseguirem acompanhar.

Como a necessidade aguça o engenho, os investigadores desenvolveram uma câmara especial 100 vezes mais rápida que o método de gravação mais rápido anterior, combinando dados de filmes com dados de imagens estáticas.

O T-CUP capta a imagem do laser em dois dispositivos: um gravador de movimento e uma câmara que faz uma única exposição da cena. A câmara de filme captura a cena no limite do que lhe é possível detectar e a câmara fotográfica faz uma única foto do movimento inteiro do laser.

Após recolhidos os dados, um computador combina as informações das duas câmaras, usando a imagem estática para preencher as lacunas do filme.

A investigação foi publicada na revista Nature em Agosto e, como resultado, os investigadores conseguiram um vídeo de 450 por 150 pixeis que dura 350 frames.

Jinyang Liang, Liren Zhu, Lihong V. Wang /
Uma imagem do T-CUP revela um pulso de laser de femtossegundo

Anteriormente, os investigadores eram obrigados a repetir a experiência com o laser vezes sem conta à frente da mesma câmara, até esta recolher os diferentes dados necessários para formar um único filme completo.

Essa técnica, agora obsoleta, para além de despender demasiado tempo, não chegava a funcionar para lasers demasiados compridos.

Por ZAP
21 Outubro, 2018

[vasaioqrcode]