4247: Redescoberta “criatura fantasma” antárctica que sobreviveu a 30 idades do gelo

CIÊNCIA/BIOLOGIA


vídeo editado através de captura de écran por indisponibilização do URL original

Depois de décadas de procura, uma equipa de cientistas da Universidade Brigham Young (BYU), nos Estados Unidos, redescobriu na Antárctida uma “criatura fantasma”, semelhante a insecto primitivo, que sobreviveu a 30 idades do gelo.

“Isto é aquilo a que chamamos carinhosamente de um colêmbolo fantasma”, disse Byron Adams, professor de Biologia da BYU, que realiza investigações frequentes na Antárctica, citado pela agência noticiosa espanhola Europa Press.

Os colêmbolos são pequenos animais, artrópodes próximos dos insectos. Segundo a Lusa, são dos animais mais antigos e numerosos da Terra e contribuem para o ciclo de vida, ajudando a decompor o material orgânico que serve como nutriente para as plantas.

“Chamamos-lhe colêmbolos fantasma porque é branco, tal como um fantasma, mas não o tínhamos encontrado depois de anos e anos de investigações (…) Questionamos se era real, se realmente existia”, continuou o especialista, citado em comunicado.

Na nova investigação, cujos resultados foram publicados na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, a equipa parte da redescoberta deste animal microscópico para melhor compreender a dinâmica da capa de gelo aos longos dos anos, bem como para perceber como é que estes organismos afectaram ecossistemas históricos.

“A história evolutiva dos organismos biológicos pode corroborar o que inferimos da glaciologia e geologia sobre as mudanças climáticas no passado (…) Fazendo esta verificação, podemos prever melhor como é que a vida na Terra pode responder a esse tipo de mudanças na actualidade”, explicou ainda Byron Adams.

Para chegar a esta redescoberta, os cientistas passaram os últimos vinte anos a recolher amostras de seis espécies diferentes de micro-artrópodes de 91 locais da Antárctida.

ZAP //

Por ZAP
29 Agosto, 2020