1441: Detectada fonte desconhecida de alta energia perto de super-nova

NASA

Uma equipa internacional de astrónomos detectou uma nova fonte de radiação gama de alta energia localizada perto dos restos da super-nova G24.7+0.6.

A fonte, denominada MAGIC J1835-069, localiza-se à distância de 16,3 mil anos-luz da Terra. Os destroços de super-nova são os restos de estrelas massivas que, no fim da sua vida, morrem em explosões gigantes. A super-nova ligada à fonte explodiu há 9,5 mil anos.

Os seus destroços são do tipo misto e têm o revestimento externo a ampliar-se rapidamente, bem como um pulsar no centro que cria um vento estelar fortíssimo. Os objectos aceleram as partículas até energias muito altas na ordem de várias centenas de teraelétrão-volts, como é detalhado no artigo publicado a 12 de Dezembro no arVix.

Os investigadores examinaram a G24.7+0.6 com ajuda do sistema MAGIC, que tem dois telescópios no observatório na ilha La Palma, bem como do telescópio espacial de raios gama Fermi.

Os cientistas conseguiram identificar a fonte de radiação de alta energia (de 150 a 5 teraelétrão-volts) que está a uma distância angular de 0,34 graus do centro da nebulosidade e atinge as dimensões de cerca de 98 anos-luz.

A fonte recém descoberta encontra-se entre duas fontes conhecidas: FGES J1836.5-0652 e o FGES J1834.1-0706.

Embora a natureza da fonte ainda não tenha sido esclarecida devido à complexidade da região vizinha da super-nova G24.7+0.6. Contudo, os astrónomos supõem que o fenómeno possa ser explicado pela aceleração dos raios cósmicos dentro dos destroços através da colisão de protões no meio interestelar, rico em monóxido de carbono.

ZAP // Phys

Por ZAP
2 Janeiro, 2019

[vasaioqrcode]