1797: Astrónomos preparam-se para fazer um anúncio bombástico

M. Weiss / CXC / NASA

O European Southern Observatory revelou que, na próxima semana, vai fazer um grande anúncio em relação aos “primeiros resultados do Event Horizon Telescope. Especula-se que a rede de telescópios possa ter captado a primeira fotografia de sempre do Horizonte de Eventos de um buraco negro.

Durante anos, o Event Horizon Telescope (EHT) tem varrido a Via Láctea, tentando obter uma fotografia da localização de Sagitário A*, o monstruoso buraco negro da nossa galáxia.

A tarefa não é fácil, uma vez que os buracos negros são literalmente invisíveis. Estas formações cósmicas absorvem toda a radiação electromagnética, o que significa que nenhum dos nossos telescópios os conseguem detectar – razão pela qual não os conseguimos observar ou fotografar.

Mas há uma região muito especial de um buraco negro: o event horizon, ou horizonte de eventos. Este é o limiar a partir do qual a força da gravidade se torna suficientemente grande para  impedir que a radiação escape ao buraco negro.

Neste limiar, o espaço e o tempo comportam-se de forma peculiar, fugindo às leis da física, e é nisso que os cientistas estão a apostar para conseguir captar uma imagem da luminosidade residual emitida pelo buraco negro.

É possível, mas não é propriamente fácil, explica o Science Alert.  Para dificultar a tarefa, Sagitário A* está envolto numa espessa nuvem de poeira e gás.

Nos últimos anos, a equipa do Event Horizon Telescope tem estado a recolher e analisar dados de telescópios de todo o mundo. A informação obtida por esta rede de instrumentos é tão grande, que tem que ser transportada de avião em discos rígidos, para que os astrónomos fizessem uma análise detalhada dessa informação.

A ideia do EHT é simples: os telescópios de todo o mundo estão sincronizados com um relógio incrivelmente preciso, pelo que os seus dados podem ser correlacionados e, eventualmente, produzir uma imagem do event horizon de um buraco negro.

Nos últimos 13 anos, o Event Horizon Telescope tem tentado captar imagens de dois buracos negros: o Sagitário A *, no centro da Via Láctea, e o buraco negro no centro de Messier 87, uma galáxia elíptica próxima de nós. Segundo o CNET, a última recolha de dados tinha sido feita há dois anos, em Abril de 2017.

O trabalho do EHT parece agora ter produzido frutos. A revelação dos “primeiros resultados do Event Horizon Telescope”, que os cientistas consideram “inovadores”, será feita no próximo dia 10 de Abril, às 14h, pela Comissão Europeia, pelo Conselho Europeu de Investigação e pelos responsáveis do telescópio.

A Comissão Europeia fará uma transmissão em directo no YouTube da revelação.

ZAP // ScienceAlert

Por ZAP
2 Abril, 2019

[vasaioqrcode]

 

1057: O IA no Festival da Luz

Entre 21 e 23 de Setembro a vila de Cascais ilumina-se com mais uma edição do Lumina – Festival da Luz. Criações artísticas explorando a luz e a cor poderão ser apreciadas ou experimentadas ao longo de um percurso pelas ruas da vila, aberto a todos.

O Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço associou-se ao festival Lumina 2018 para organizar uma oficina sobre as estrelas e as constelações no âmbito do programa do Cascais Capital Europeia da Juventude. Utilizando materiais fluorescentes e luz “negra” (a luz junto à extremidade violeta do espectro da luz visível), alunos do 5º ano da Escola Básica e Secundária de Carcavelos são convidados a reconstituir uma parte do céu nocturno que se verá por cima de Cascais durante o festival.

Esta é uma proposta para descobrir a diversidade de estrelas e as suas cores, viajando por uma paisagem de luz. Os participantes aprendem também a utilizar as constelações como instrumentos de “navegação” e assim podem começar a partilhar o céu com familiares e amigos.

No final, este mapa do céu que as crianças construírem em equipa, poderá ser visto durante o festival Lumina.

ia-Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço
14 Setembro, 2018

[vasaioqrcode]

See also Blogs Eclypse and Lab Fotográfico