4750: Registada a maior explosão solar dos últimos 3 anos

CIÊNCIA/ASTRONOMIA

(dr) Envato Elements

No domingo, dia 29 de Novembro, o Sol desencadeou a erupção solar mais potente dos últimos três anos. A explosão foi medida como um M4.4 na escala que os astrónomos usam para tempestades solares.

No dia 29 de Novembro foi registada a erupção mais potente na superfície solar dos últimos três anos, segundo um comunicado do Laboratório de Astronomia Radiológica Solar do Instituto Físico da Academia de Ciências Russa.

A erupção alcançou uma potência de M4.4 segundo os detentores orbitais de raios-X, o que torna esta erupção uma das mais fortes na escala de cinco níveis, sendo que M é a segunda classe mais potente atrás de X. Segundo o Space, é provável que esta erupção solar tenha sido ainda maior, dado que o epicentro estava na parte oculta do astro.

“É óbvio que perante esta configuração, a potência real do evento continua desconhecida, já que vimos apenas uma parte. Consequentemente, não excluímos que a erupção efectivamente pertencesse à classe superior, X“, comunicou o laboratório.

Ainda assim, a localização da zona de actividade exclui a possibilidade de o evento ter afectado o nosso planeta, uma vez que as partículas carregadas e as nuvens de plasma formadas passaram a centenas de milhares de quilómetros da Terra.

Estas explosões libertam uma grande quantidade de ondas electromagnéticas em diversas frequências. Os raios-X e a radiação ultravioleta ionizam o topo da atmosfera da Terra e causam algumas interferências nas ondas de rádio, interrompendo momentaneamente a comunicação de navios, aviões e radio-amadores nas frequências abaixo de 20 MHz.

Em Dezembro do ano passado iniciou-se um novo ciclo solar (ciclo solar 25) e o mínimo solar ocorre – ou ocorreu – este ano. Apesar de esta nova fase de actividade solar ter começado com esta poderosa explosão, os cientistas estimam que o ciclo será bastante calmo, muito parecido com o ciclo solar 24.

ZAP //

Por ZAP
3 Dezembro, 2020