646: Índia descobriu um incrível planeta onde um ano dura apenas 19,5 dias

 

Numa descoberta fantástica, cientistas indianos descobriram um exoplaneta sub-Saturno orbitando uma estrela parecida com o Sol a cerca de 600 anos-luz de distância.

O planeta foi nomeado EPIC 211945201b ou K2-236b e é grande – cerca de 27 vezes mais maciço que a Terra. A descoberta permite juntar a Índia a um pequeno grupo de países que descobriram um planeta fora do nosso Sistema Solar.

Os exoplanetas em si não são tão raros nos dias de hoje – já foram conhecidos e confirmada a existência de 3786 destes exoplanetas. Mas a grande maioria (~ 2600) foi localizada e depois confirmada como planetas pelo telescópio espacial Kepler da NASA.

Este último planeta também foi visto pela primeira vez e listado como um planeta candidato pelo Kepler, mas foi uma equipa de cientistas indianos que confirmou que era um planeta, em vez de um simples cometa ou outro objecto astronómico – que é a parte complicada.

Esta descoberta está ao cargo da equipa liderada por Abhijit Chakraborty, do Laboratório de Pesquisa Física (PRL), Ahmedabad. Estes astrónomos passaram um ano e meio no Observatório Gurushikhar da PRL em Mount Abu, Índia, a estudar as alterações na luz vindas da estrela hospedeira do planeta, EPIC 211945201 ou K2-236, e a realizar uma confirmação independente da sua massa.

Relatamos aqui fortes evidências de um sub-Saturno em torno do EPIC 211945201 e confirmamos a sua natureza planetária.

Relatou a equipa no Astronomical Journal da American Astronomical Society.

Enquanto o planeta orbita uma estrela parecida com o Sol, ela está aproximadamente sete vezes mais próxima da sua estrela do que a da Terra, o que significa que a temperatura pode estar em torno de 600 graus Celsius e provavelmente muito quente e seca para suportar vida.

Aqui está o que sabemos até agora:

  • A massa do EPIC 211945201b é cerca de 27 vezes a massa da Terra e estima-se que seja cerca de seis vezes maior em raio.
  • O planeta orbita uma estrela parecida com o Sol a 600 anos-luz de distância.
  • Estima-se que esteja mais de sete vezes mais próxima da sua estrela do que nós, o que significa que um ano dura apenas cerca de 19,5 dias.
  • Isso também significa que a temperatura da superfície do planeta é de aproximadamente 600 graus Celsius.

É importante ressaltar que essa descoberta poderia ajudar os cientistas a entender como esses tipos de planetas se formam tão próximos da sua estrela hospedeira.

Além disso, isto mostra que a Índia tem agora a tecnologia e o conhecimento para confirmar os exoplanetas por conta própria.

A Organização de Investigação Espacial Indiana (ISRO) deu grandes passos nos últimos anos, estabelecendo novos recordes para lançamentos de satélites e colocando uma sonda em órbita ao redor de Marte – tudo por preços incrivelmente eficientes.

Obviamente, quando se trata do espaço, não importa quem está a fazer a investigação. Mas ter mais mentes e telescópios a procurar por sinais da vida extraterrestre ou mesmo futuros lares para a humanidade nunca é uma coisa negativa.

A confirmação do planeta foi publicada no The Astronomical Journal e poderá ser lida integralmente no arXiv.org.

pplware
Vítor Martins
em 11 de Junho de 2018

[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1476]

[powr-hit-counter id=1dd6a28a_1528846713271]