3888: Uma pequena empresa está a planear silenciosamente uma missão lunar no próximo ano

CIÊNCIA/ESPAÇO/LUA

Scientific Visualization Studio/ NASA

A startup aeroespacial Rocket Lab está a planear uma missão lunar privada para o próximo ano. O objectivo é enviar a sonda CAPSTONE para a órbita da Lua e testar os sistemas de navegação, preparando as bases para futuras visitas.

A Rocket Lab, uma empresa aeroespacial norte-americana, está a planear uma ambiciosa missão para o início de 2021: enviar uma sonda para a órbita da Lua, em conjunto com a NASA. A empresa não está a começar do zero, uma vez que já lançou o foguete Electron 12 vezes. O Electron inclui propulsores impressos em 3D e já enviou ao Espaço 53 veículos, entre satélites e cubesats.

A missão, planeada para o início do próximo ano terá como propósito o lançamento do satélite lunar CAPSTONE. Para isso, a empresa irá usar uma versão modificada do Photon, o terceiro estágio do foguete Electron: o propulsor, chamado Curie, foi ajustado rebaptizado como HyperCurie.

Segundo o The Verge, o veículo terá ainda painéis solares para que possa produzir energia eléctrica e funcionar durante mais tempo no Espaço.

Depois do lançamento a partir do complexo espacial na Ilha Wallops, no estado norte-americano da Virgínia, o Photon será colocado numa órbita circular baixa ao redor da Terra. Ao longo de várias órbitas, a altitude da nave será aumentada gradualmente, até ao ponto em que o propulsor HyperCurie será accionado para levar o Photon à Lua.

A jornada de 8 a 9 dias será uma abordagem mais “demorada”, com o objectivo de economizar energia. Assim que chegar ao destino, o CAPSTONE será colocado em órbita lunar, e vai testar os seus sistemas de navegação e de controlo.

A órbita seleccionada é a mesma na qual a NASA pretende colocar a estação espacial Gateway, que servirá como ponto de partida para exploração contínua da Lua.

Amanda Stiles, responsável pelo programa Lunar da Rocket Lab, assume que as ambições da startup vão mais além. “Estamos de olho não só na Lua, mas também em Vénus e Marte.”

ZAP //

Por ZAP
20 Junho, 2020

 

spacenews