4029: Vídeos da chegada à Lua melhorados por inteligência artificial. Veja o resultado

Um especialista em restauro de filmes e fotografias antigas recorreu a novas tecnologias e conseguiu montar vídeos de momentos históricos na lua com uma nitidez incrível.

Um especialista em restauração de fotografias e filmes, que se auto-intitula DutchSteamMachine, resolveu dar uma ajuda à NASA e colocou mãos à obra no sentido de melhorar a qualidade dos filmes que assinalam as primeiras viagens do homem à Lua. O resultado são vídeos com muito melhor imagem do que os anteriores originais, que estavam cheios de grão e de cortes.

O trabalho de DutchSteamMachine, feito com recurso a novas tecnologias, permite agora ver de forma muito mais nítida, por exemplo, o primeiro passo dado pelo astronauta Neil Armstrong na Lua (em Julho de 1969) ou a aterragem da Apolo 15 (1971).

DutchSteamMachine, especialista em restauro de filmes e fotografias, trabalhou com um sistema de inteligência artificial para melhorar a qualidade dos vídeos. “Tinha muita vontade em conseguir melhorar este velho material”, disse citado pelo site Universe Today.

O sistema de inteligência artificial usado para melhorar estes documentos históricos chama-se Profund-Aware video frame INterpolation (DAIN). E através dele foi possível através de quadros de animação tornar os vídeos mais nítidos.

No caso do registo em vídeo da missão Apolo 16, por exemplo, as imagens tinham inicialmente 12 fotogramas por segundo. E com esta nova tecnologia passaram para 60.

“Utilizámos os mesmos programas de inteligência artificial que se usavam para recuperar filmes da década de 1900, em alta definição e a cores. Esta técnica revelou-se uma grande oportunidade neste vídeos da Lua”, disse DutchSteamMachine.

Para chegar a este resultado não basta ter acesso ao programa. É também preciso um computador potente que não está ao alcance de todos. E também muita paciência. Por exemplo, para conseguir montar um vídeo de cinco minutos são precisas cerca de 20 horas. Mas os resultados estão à vista.

Veja aqui os vídeos em versão melhorada.

Diário de Notícias
DN
21 Julho 2020 — 14:10

 

spacenews