3568: NASA fotografou um “dragão chinês” em Marte

CIÊNCIA/ASTRONOMIA

HiRISE / NASA

A HiRISE fotografou um dragão chinês na superfície marciana. A fotografia é de Julho de 2007, mas a NASA notou as semelhanças com 13 anos de atraso.

Depois da aparição do logótipo de Star Trek numa cratera gigante, a câmara de alta resolução Imagine Science Experiment (HiRISE) a bordo do Mars Reconnaissance Orbiter (MRO) da NASA fotografou um dragão chinês, escondido no Grand Canyon de Marte, que se estende ao longo do equador do planeta.

Segundo o IFL Science, a HiRISE é a câmara mais poderosa alguma vez enviada para outro planeta: com uma capacidade de alta resolução de até 30 centímetros por pixel, a câmara envia dados para a Terra desde 2006 e já cobriu cerca de 2,4% da superfície do Planeta Vermelho.

A fotografia em causa foi tirada a 4 de Julho de 2017 e regista o sudoeste de Melas Chasma, o segmento mais amplo do sistema Canyon Valles Marineris. Vista a 158 quilómetros acima do planeta, uma parte da rocha marciana e do desfiladeiro parece ter formado um “dragão chinês“.

HiRISE: Beautiful Mars (NASA) @HiRISE

HiPOD 11 Apr 2020: Year of the Dragon
We rotated this image of light-toned blocky material in southwestern Melas Chasma because from this perspective, it resembles a fabled Chinese dragon.

NASA/JPL/UArizonahttps://www.uahirise.org/hipod/PSP_004384_1705  #Mars #science

Na imagem, o solo castanho claro do Canyon está repleto de depósitos irregulares, que variam em tamanho, entre 100 e 500 metros de diâmetro. O solo mais claro contrasta com os depósitos mais escuros.

Mas esta não é a única fotografia bizarra que a NASA já registou. A lista contabiliza ainda uma cratera que lembra o Pacman e até uma formação incomum de dunas que parecem recriar o clássico logótipo da Frota Estelar de Star Trek.

ZAP //

Por ZAP
19 Abril, 2020

 

spacenews