1726: Teoria da Conspiração?

Há quem lhes chame “teoria da conspiração”, mas o facto é que “contrail” é o rasto deixado por aviões a alta altitude devido à condensação da água, desaparecendo logo de seguida, e “chemtrail” é o rasto deixado por aviões a grande altitude, proveniente de descargas de químicos para fins inconfessáveis e que nenhum responsável admite e que perduram por bastante tempo no espaço. Ainda hoje estou à espera, há mais de um ano, que os partidos PS, PCP, BE e Os Verdes respondam à minha pergunta de quem é que autoriza estas descargas! Ah! São fake news… não têm resposta.

Uma imagens tiradas esta semana sobre esta “teoria da conspiração”.

Nesta imagem, surgem dois aviões em direcções opostas

Aqui, dois aviões vão a fazer uma “corrida” a ver quem chega primeiro…

Rasto de condensação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rastos de condensação formados por aeronaves de grande porte

Rasto de condensação, esteira de condensação[1] ou trilha de condensação (em inglês: Contrail) são nuvens lineares formadas pela condensação dos gases de exaustão dos motores das aeronaves a elevadas altitudes.

Gotículas de água resfriadas (-35°C) estão em suspensão no nível de voo do avião.[2][3] O calor de exaustão das turbinas pode alcançar mais de 300 °C e ao chocar-se com as gotículas resfriadas na atmosfera, condensam-nas formando vapor de água, formando nuvens chamadas stratus quando mais baixa, ou cirrus quando em altitude elevada. Podem gerar-se também nos vértices das asas. Acontece com qualquer avião a jacto, de passageiros ou de guerra.

Teoria da conspiração dos chemtrails

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A teoria da conspiração sobre a chemtrail (do inglês, chemical trail: ‘trilha química’) sustenta que os rastros deixados por alguns aviões são na verdade agentes químicos ou biológicos, deliberadamente pulverizados a grandes altitudes, com propósitos desconhecidos do público, causando danos à saúde da população.[1] Versões da teoria da conspiração da trilha química circulam na Internet, e programas de rádio dizem que a actividade é dirigida por funcionários dos governos citando o documento Weather as a Force Multiplier: Owning the Weather in 2025, que sugere que a Força Aérea dos Estados Unidos está conduzindo experiências de mudança do tempo. De fato, esse documento fazia parte de um trabalho académico que consistia em delinear uma estratégia de uso de um futuro sistema de mudança do tempo, com objectivos militares.

A existência de trilhas químicas tem sido repetidamente negada pelas agências governamentais e por cientistas de todo o mundo.

A Força Aérea dos Estados Unidos afirma que a teoria é um embuste “que tem sido investigado e refutado por muitas universidades credenciadas, organizações científicas e principais publicações da média”. [8]

O Departamento Britânico para o Meio Ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais afirmou que trilhas químicas “não são fenómenos reconhecidos cientificamente”.[6] O Líder do governo da Câmara dos Comuns do Canadá declarou que “o termo trilha química é uma expressão popular, e não há provas científicas para apoiar a sua existência.

O termo trilha química não se refere a formas comuns de pulverização aérea, tais como a de uso agrícola, a semeadura de nuvens ou o combate aéreo de incêndios. O termo refere-se especificamente a trilhas aéreas decorrentes do lançamento sistemático, em grande altitude, de substâncias químicas não encontradas nos rastos de condensação (em inglês, contrails), resultando no aparecimento de faixas não usuais no céu. Os adeptos dessa teoria especulam que as finalidades da libertação de produtos químicos poderiam ser: escurecimento global, controle populacional, controle do tempo ou guerra biológica, e essas trilhas estariam causando doenças respiratórias e outros problemas de saúde.

Em seis minutos, o Parlamento falou de ‘chemtrails’

http://portugalmundial.com/chemtrails-sao-uma-realidade-que-optamos-ignorar/#

Todos têm direito às suas opiniões, mesmo que aparvalhadas. Continuo a pensar que chemtrails são descargas químicas sobre as nossas cabeças e nada têm a ver com contrails. Para que servem então estes tanques montados em aviões de grande porte?

968: Chemtrail: a teoria sobre os rastos deixados por aviões

– Por ser um tema que me preocupa bastante desde há alguns anos, vou inserir este artigo com as minhas anotações pessoais. E não sou “conspirador” como chamam no artigo aos que são contra os chemtrails, mas um observador que tira as suas conclusões face a provas visuais de imagens publicadas ao longo dos anos na Internet. Este texto por se encontrar sem possibilidade de efectuar copy/paste, teve de ser feito via cópia de écran.

– Se a realidade da carga destes aviões, nomeadamente grandes tanques ligados entre si por tubagens, apenas servem para simular o peso de um avião lotado, então porque são necessárias as tubagens entre cada um destes depósitos? E porque em vez destes depósitos, não são aplicados outros tipos de pesos? E os tubos de escape existentes no exterior desses aviões, ligados directamente a esses depósitos, são também para “ajudar” no peso?

In msn lifestyle

– Este artigo é uma autêntica lavagem cerebral. Começam por afirmar que “… Conheça as histórias e tire as suas próprias conclusões…” e acabam com o chamamento de conspiradores a quem observa estes factos para relatarem estes “supostos químicos” (supostos químicos?) a serem expelidos para o ar. Mas que merda de lavagem cerebral vem a ser esta? Segue uma das centenas, senão milhares de imagens desses Boeing’s “inocentes” que andam carregados de tanques com químicos e que “apenas servem para verificar o peso num avião lotado… Daaaasssss…!!!!!!!”

– Os bastidores com material electrónico também são para servirem de “peso”? E os tubos de escape exteriores são buzinas para apitarem no trânsito aéreo? E que tal acrescentarem uns semáforos?

Vão contar estórias do Capuchinho Vermelho a crianças pequeninas…

E sim, existe uma diferença enorme entre rastos provocados pela condensação do ar em aviões a grandes altitudes e estes chemtrails de descarga de químicos em plena atmosfera! No Youtube existem muitos vídeos de aviões que filmaram, em pleno voo e atrás destes Boeing’s, a descarga programada que eles efectuam!

See also Blogs Eclypse and Lab Fotográfico