1789: Monte Sodoma esconde a maior caverna de sal da Terra

(dr) Anton Chikishev / Hebrew University

Uma equipa de investigadores de Israel acredita que a Caverna Malham no Deserto do Negev é a maior caverna de sal do mundo, medindo mais de 10 quilómetros em comprimento.

“Caverna de sal” é um termo literal. Malham fica sob o Monte Sodoma, a sudoeste do Mar Morto e as suas paredes são feitas do mesmo tipo de sal na mesa da sua cozinha. A datação por radio-carbono sugere que as suas muitas passagens esculpidas pelas ocasionais tempestades de chuva que passam pela região têm cerca de sete mil anos. Mesmo agora, Malham continua a crescer quando a água entra e dissolve mais do sal.

Uma equipa de 80 exploradores de nove países explorou as muitas fissuras da caverna usando ferramentas de medição a laser. O mapa completo e os resultados das suas explorações ainda não foram publicados. Mas, no comunicado, a equipa comparou o comprimento total com o antigo recorde.

“Em comparação, a caverna de sal Qeshm Island, do Irão, agora a segunda maior caverna de sal do mundo, pois mede apenas 6.580 metros“, disseram.

Alcançar esta medida foi um trabalho árduo. “Nós trabalhámos 10 horas por dia debaixo da terra, rastejando por canais de sal gelados, evitando estreitamente estalactites de sal e cristais de sal”, disse Efraim Cohen, do Centro de Pesquisa de cavernas da Universidade Hebraica, em comunicado.

Os especialistas ainda estão a explorar alguns dos lugares mais difíceis de alcançar do sistema de cavernas, disse Cohen, sugerindo que ainda pode ser adicionado um pouco mais de distância ao comprimento total.

O Monte Sodoma fica perto do Mar Morto, um lago salgado que está a diminuir muito. É também o ponto mais baixo da Terra que se estende até a Jordânia, Israel e a Cisjordânia. A montanha fica do lado de fora da Cisjordânia e, segundo a declaração, foi descoberta na década de 1980.

ZAP // Live Science

Por ZAP
1 Abril, 2019