2095: Há um novo vírus a infectar pessoas na China (e pode espalhar-se pelo mundo)

CIÊNCIA

John Tann / Wikimedia

Um novo vírus foi descoberto a infectar pessoas na China e pode estar a ser transmitido por carrapatos. Para já, ainda só foi encontrada em região chinesa mas pode espalhar-se pelo resto do mundo.

Investigadores apelidaram o vírus de “vírus Alongshan”, em honra da cidade no nordeste da China onde foi descoberto pela primeira vez, de acordo com o relatório, publicado no New England Journal of Medicine. Nos seres humanos, o vírus está ligado a uma série de sintomas, incluindo febre, dor de cabeça e fadiga e, em alguns casos, náuseas, erupções cutâneas e até mesmo coma.

O vírus foi identificado, pela primeira vez, num agricultor de 42 anos que ficou misteriosamente doente com febre, dor de cabeça e náusea. Visitou um hospital na região da Mongólia Interior em Abril de 2017. O agricultor também relatou uma história de picadas de carrapatos.

No início, os médicos pensaram que o paciente estava infectado com o vírus da encefalite transmitida por carrapatos (TBEV), outro vírus que é transmitido por carrapatos e é endémico para a região. Mas o resultado do teste foi negativo, levando os investigadores a procurar outras causas.

Outras investigações revelaram que o paciente estava infectado com um vírus que é geneticamente distinto de outros vírus conhecidos, segundo o relatório. Depois de identificar o vírus, os cientistas começaram a examinar amostras de sangue de outros pacientes que visitaram o hospital com sintomas semelhantes e relataram uma história de picadas de carrapatos.

Os investigadores descobriram que, dos 374 pacientes que visitaram o hospital nos cinco meses seguintes e preencheram este critério, 86 pacientes estavam infectados com o vírus Alongshan. Quase todos os pacientes eram agricultores ou trabalhadores florestais, segundo o relatório.

Quando os investigadores testaram carrapatos e mosquitos na região, descobriram que o vírus estava presente em ambos os insectos, de acordo com o Live Science.

Os investigadores suspeitam que o vírus é transmitido pelo carrapato taiga (Ixodes persulcatus), encontrado em partes da Europa Oriental e da Ásia, incluindo China, Coreia, Japão, Mongólia e Rússia. Ainda assim, o estudo não consegue provar que o carrapato transmite a doença e não pode descartar a possibilidade de mosquitos estarem a transmitir a doença.

Laura Goodman, professora da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de Cornell, considerou o novo trabalho um “excelente estudo”, mas disse que deixa algumas perguntas sem resposta. “Até que possamos realmente saber a resposta para essas pergunta, não podemos confirmar totalmente o potencial alcance geográfico” do vírus, disse Goodman à Live Science.

Ainda assim, os cientistas caracterizaram todo o genoma do vírus Alongshan e essa informação ajudará na vigilância mais ampla do vírus. O vírus Alongshan pertence a uma família de vírus chamada Flaviviridae, a mesma família que inclui o TBEV, assim como vírus transmitidos por mosquitos, como dengue, vírus do Nilo Ocidental e vírus Zika. O vírus Alongshan é intimamente relacionado a outro vírus transmitido por carrapatos, chamado vírus do carrapato Jingmen, descoberto em 2014.

No novo estudo, todos os 86 pacientes foram tratados com base nos seus sintomas com uma combinação de um medicamento antiviral e antibiótico. Os sintomas desapareceram em 6 a 8 dias de tratamento. Os pacientes passaram uma média de 10 a 14 dias no hospital e todos os pacientes acabaram por recuperar sem complicações.

ZAP //

Por ZAP
2 Junho, 2019



[vasaioqrcode]