1036: Milionário japonês vai ser o primeiro turista a viajar até à Lua

Yusaku Maezawa, um empresário milionário japonês, vai ser o primeiro turista espacial da SpaceX, do magnata Elon Musk, anunciou na segunda-feira a empresa.

O empresário e coleccionador de arte nipónico, de 42 anos, recebeu a notícia com entusiasmo, num evento realizado na noite de esta segunda-feira na sede da empresa espacial, perto de Los Angeles, nos Estados Unidos.

“Sempre adorei a Lua, desde criança. Está sempre lá e continua a inspirar a humanidade”, disse Maezawa, o 14.º empresário mais rico do Japão, fundador das lojas online Start Today e Zozotown.

Para o acompanhar e “inspirar nesta viagem de sonho”, o empresário japonês anunciou que vai convidar entre seis a oito artistas, arquitectos e outros criativos.

De acordo com o fundador da SpaceX, Elon Musk, a viagem irá realizar-se em 2023, a bordo de um novo foguete – o BFR – que ainda está em fase de desenvolvimento.

Da terra à Lua é preciso percorrer cerca de 383.500 quilómetros. A sexta e última missão tripulada à Lua, Apollo 17, realizou-se há quase meio século, em 1942.

Dear Moon Project

MZ, como o milionário pediu para ser chamado durante o evento, anunciou ainda que criou uma iniciativa com a SpaceX para divulgar mais informações e em tempo real sobre a história viagem, apelidada de Dear Moon. Já há um site oficial com informações prévias, que incluem o cronograma do projecto.

Além disso, foi ainda lançada a hashtag #dearmoon para reunir todas as informações de MZ e da SpaceX sobre a viagem. Foram ainda criados perfis no Twitter e no Instagram bem como um canal no YouTube.

(dr) Dear Moon Project
Cronograma do projecto

Elon Musk disse que “a razão pela qual a SpaceX foi criada foi para acelerar o advento da humanidade se tornar uma civilização verdadeiramente espacial“. Na visão do CEO da SpaceX, a humanidade precisa de se tornar uma “civilização multi planetária”, uma vez que a “Terra tal como a conhecemos pode vir a ser destruída”.

Para Musk, a viagem espacial é algo que “nos deixa orgulhosos enquanto seres humanos”, acrescentando ainda que as livros Foundation (1951), de Isaac Asimov, forma uma peça-chave para o criação da SpaceX. O CEO reforçou ainda a a máxima defendida pelo autor: “a ficção científica de hoje é o fato científico de amanhã”.

Quanto ao custo associado ao desenvolvimento do BFR, Musk não adiantou um valor exacto, mas revelou que é de “aproximadamente de 5 mil milhões de euros”. O valor, explicou, não irá ultrapassará os 10 mil milhões, mas não será inferior a 2 mil milhões.

Apesar dos valores astronómicos, Musk considerou ser pouco para “um projecto desta magnitude”.

ZAP // Lusa / CanalTech

Por ZAP
18 Setembro, 2018

See also Blogs Eclypse and Lab Fotográfico

1026: SpaceX irá levar passageiro privado numa viagem à volta da Lua

A SpaceX quer tornar o sonho de viajar pelo Espaço numa realidade e não para de trabalhar para alcançar esse objectivo. Aos poucos a empresa de Elon Musk vai fazendo progressos que inspiram o mundo.

A SpaceX anunciou via Twitter que um passageiro privado se registou para uma viagem à volta da Lua no foguetão BFR da empresa. Na próxima segunda-feira, Elon Musk irá desvendar mais detalhes num evento da SpaceX, ao qual pode assistir através da Internet.

O papel do BFR da SpaceX…

O foguetão BFR da SpaceX ainda se encontra em fase de desenvolvimento. Será o foguetão mais poderoso alguma vez construído e será capaz de transportar cem passageiros de cada vez nas viagens a Marte que se espera que realize daqui a alguns anos.

A principal missão deste novo foguetão da SpaceX será ajudar os primeiros astronautas em Marte durante a fase de colonização. Espera-se também que sirva de apoio em missões no planeta vermelho e que tenha outras funções que ainda iremos descobrir mais à frente.

A empresa do ramo Espacial de Elon Musk vê o BFR como o foguetão do futuro e o objectivo passa por, eventualmente, parar a produção de outros foguetões mais antigos e deixar que o Big Falcon Rocket assuma a liderança.

No futuro, o BFR deverá ser capaz de colocar satélites em órbita, ajudar na limpeza de lixo Espacial e até servir como meio de transporte no nosso planeta. O objectivo é estabelecer ligação entre qualquer cidade em menos de uma hora.

Actualmente, ainda estamos um pouco longe disso mas sabemos que alguém, em breve, irá numa viagem à volta da Lua no BFR e queremos saber que é…

O misterioso passageiro do BFR…

Para já, mesmo sem saber quem é este passageiro, podemos dizer que esta será uma viagem épica e que nunca ninguém esquece. Ainda assim a curiosidade existe e aumenta.

Elon Musk, através do Twitter deu-nos a primeira pista. Um utilizador da rede social, perguntou-lhe se seria ele o primeiro passageiro e o multi-milionário respondeu apenas com um emoji da bandeira do Japão.

Até à data de hoje, apenas 24 seres humanos foram até à Lua e ninguém visita este nosso satélite natural desde a missão Apollo 17 em Dezembro de 1972.

Para já a identidade do passageiro, tal como o objectivo da missão ainda são um mistério. Vamos aguardar pela próxima segunda-feira, dia 17 de Setembro, para ficarmos a conhecer mais pormenores.

pplware
14 Set 2018
Tomás Santiago

See also Blogs Eclypse and Lab Fotográfico

474: SpaceX vai construir super-foguetão para Marte em Los Angeles

Empresa lançou na quarta-feira o satélite TESS, “caçador de planetas” | REUTERS/Joe Skipper

O BFR criado por Elon Musk deverá iniciar missões ao planeta vermelho em 2022

A cidade dos anjos foi o local escolhido pela SpaceX para construir o seu projecto mais ambicioso de sempre, um foguetão gigante capaz de levar mercadoria e humanos para Marte. Com nome de código BFR, que começou por significar Big Fucking Rocket e agora é referido como Big Falcon Rocket, o foguetão será construído em instalações que vão ser construídas de raiz no Porto de Los Angeles.

O Conselho de Comissários de Portos de LA aprovou ontem a licença n.º 937 que autoriza a SpaceX a construir a sua fábrica de naves espaciais numa área de quase oito hectares arrendada à cidade. O contrato inicial é de dez anos, com uma renda anual de 1,38 milhões de dólares, e mais duas opções de extensão de dez anos cada. Ou seja, a SpaceX poderá contar com este terreno durante os próximos trinta anos.

“Não sabemos exactamente o que vamos construir, mas sabemos que é grande. E que não pode ser transportado por camião”, disse Bruce McHugh, director de construção e imobiliário da SpaceX, aos comissários do Porto de LA que aprovaram o projecto. Foi por isso que a empresa procurou um terreno junto ao porto, porque o BFR só poderá ser transportado por navio. A primeira fase vai durar um ano e compreende a construção de um hangar gigantesco, onde estarão 20 engenheiros e 20 técnicos a tentar perceber como desenvolver o BFR. “Estamos a construir uma nave que nunca foi construída antes”, explicou McHugh.

A empresa já usa o Porto de Los Angeles desde 2012 para operações de recuperação de boosters do Falcon 9 e das cápsulas que caem no oceano de para-quedas após participarem em missões à estação espacial internacional. “O porto vai ter um papel importante na nossa missão de ajudar a tornar a humanidade multi-planetária, à medida que a SpaceX começa o desenvolvimento da produção do BFR – o nosso foguetão e nave espacial de próxima geração capaz de levar tripulação e carga para a Lua, Marte e mais além”, sublinhou a directora de operações da SpaceX, Gwynne Shotwell.

O projecto inclui instalações de pesquisa, design e produção de foguetões e naves e tem o potencial de criar 700 empregos especializados. Vai ocupar um terreno que não tem inquilinos desde 2005, porque o anterior deixou o solo contaminado. A recuperação da área valerá à SpaceX alguns milhões em créditos para abater à renda anual.

Esta aprovação conclui as negociações que começaram em 2015, antes mesmo de o CEO Elon Musk fazer a apresentação pública do que chamou então “sistema interplanetário de transporte” e a ambição de colonizar Marte. A primeira missão, não tripulada, está marcada para 2022. “Este é um veículo que promete levar a humanidade para as profundezas do espaço mais do que nunca”, disse o mayor de LA, Eric Garcetti, sobre o investimento.

DN
20 DE ABRIL DE 2018 00:19
Ana Rita Guerra, Los Angeles

[SlideDeck2 id=1476]

[powr-hit-counter id=9cf700db_1524214601898]