4599: ADN dos misteriosos denisovanos encontrado em caverna tibetana

CIÊNCIA/PALEONTOLOGIA/DENISOVANOS

Dongju Zhang / Lanzhou University

Uma equipa de paleontólogos encontrou ADN denisovano em sedimentos da caverna Baishiya Karst, no planalto tibetano, onde a mandíbula de Xihae, o primeiro fóssil denisovano fora da caverna denisova, foi encontrada.

Os resultados da análise genética mostram que este grupo denisovano está intimamente relacionado com os denisovanos tardios da caverna denisova, indicando que estes hominídeos ocuparam o planalto tibetano por um longo período de tempo e provavelmente adaptaram-se ao ambiente de grande altitude.

Como o primeiro fóssil denisovano encontrado fora da caverna denisova, a mandíbula de Xiahe confirmou que os denisovanos ocuparam o tecto do mundo no final do Pleistoceno Médio e eram comuns. No entanto, sem o ADN, os cientistas ficaram a conhecer pouco sobre eles.

As datas precisas mostram que os denisovanos abrigaram-se na caverna entre 100.000 e 60.000 anos atrás, e possivelmente até 45.000 anos atrás, quando os humanos modernos estavam a fluir para o leste da Ásia, escreve a revista Science.

Para determinar quando é que as pessoas ocuparam a caverna, os investigadores usaram a datação por radio-carbono de fragmentos ósseos recuperados das camadas superiores e a datação óptica de sedimentos recolhidos de todas as camadas dos sedimentos escavados.

E para descobrir quem ocupou a caverna, os cientistas analisaram 35 amostras dos sedimentos, recolhendo 242 amostras de ADN mitocondrial (mtADN) de mamíferos e humanos. Curiosamente, os investigadores detectaram fragmentos humanos que correspondiam ao mtADN associado a denisovanos em quatro camadas diferentes de sedimentos.

Usando ADN sedimentar da caverna, os investigadores encontraram a primeira evidência genética de que os denisovanos viviam fora da caverna denisova.

ZAP //

Por ZAP
4 Novembro, 2020

– Para quem se interessar por esta área, um endereço onde poderá encontrar algumas respostas: https://pt.wikipedia.org/wiki/Homin%C3%ADdeo_de_Denisova