2316: Quase um milhão de pessoas quer invadir a Área 51 à procura de extraterrestres

Storm Area 51, They Can’t Stop All of Us / Facebook

Quase um milhão de pessoas quer invadir a misteriosa Área 51, uma zona militar em que as forças armadas dos Estados Unidos alegadamente guardam provas de vida extraterrestre, como apontam várias teorias desde há décadas.

Assaltemos a Área 51. Não nos podem parar a todos” é o lema desta iniciativa que, depois de ser publicada no Facebook, já recebeu o apoio de quase um milhão de pessoas, que confirmaram a sua presença nesta acção marcada para 20 de Setembro.

“Vamos encontrar-nos no Centro Turístico Alienígena e coordenar a nossa entrada. Se entrarmos à bruta, podemos mover-nos mais rapidamente do que as balas”, segundo a convocatória, que conclui de forma concludente: “Vamos ver os alienígenas”.

A iniciativa suscitou, além de uma surpreendente adesão, uma série de ‘memes’ com imagens de homenzinhos verdes e diversos símbolos da cultura ‘freak’, como o personagem Sheldon Cooper, da série Big Bang Theory.

A designada Área 51 é um terreno militar situado em pleno deserto do Nevada, que está envolvida desde há anos, devido ao secretismo que a rodeia, num halo de mistério que tem motivado numerosas teorias extravagantes. Uma das mais generalizadas é a de que o Governo norte-americano usa este terreno para esconder provas de vida extraterrestre.

De facto, o Governo norte-americano nunca reconheceu a existência desta instalação militar até Agosto de 2013, quando a CIA desclassificou uma série de documentos que confirmavam a existência desta base militar.

Aquela teoria sustenta, entre outros pontos, que foi para ali que se transferiram os restos de uma alegada nave extraterrestre, que se tinha despenhado em Roswell, no Estado do Novo México, em Julho de 1947.

Em declarações ao Washington Post, a porta-voz da Força Aérea dos EUA, Laura McAndrews, afirmou que as autoridades estão a par desta iniciativa, mas não especificou como vão reagir caso as pessoas apareçam no local em Setembro.

A representante destacou que a Área 51 é um campo de treino da Força Aérea e, por isso, “desaconselha” todos aqueles que queiram tentar lá entrar. “A Força Aérea está sempre pronta para proteger os EUA e as suas estruturas”, afirmou.

ZAP // Lusa

Por ZAP
15 Julho, 2019

[vasaioqrcode]