3360: Erupção de vulcão no arquipélago das Galápagos ameaça espécies únicas

CIÊNCIA/VULCANISMO

No domingo, o vulcão La Cumbre entrou em erupção na ilha Fernandina, que, embora não seja habitada, tem um elevado “valor ecológico” devido à sua fauna e flora únicos no mundo.

Iguanas terrestres e marinhas, corvos-marinhos não voadores, pinguins, cobras e ratos endémicos estão entre as muitas espécies que podem estar ameaçadas com a erupção do vulcão La Cumbre, na ilha Fernandina, a oeste do arquipélago das Galápagos (Equador), património mundial pela UNESCO pela sua flora e fauna únicas. A actividade vulcânica começou na noite de domingo com lava e gases a serem expelidos, anunciou o Parque Nacional das Galápagos (PNG). ​​​​​

A ilha Fernandina não é habitada, mas o “seu valor ecológico” é muito rico, uma vez que “os seus ecossistemas abrigam espécies únicas”, salienta, em comunicado, o PNG, responsável pela reserva natural que fica situada a 1000 quilómetros da costa do Equador.

O PNG acrescentou que as primeiras imagens registam uma fissura ao longo da encosta sudeste da cratera de 1476 metros de altitude e mostram “fluxos de lava a descer para a costa” de uma das ilhas mais jovens das Galápagos.

O arquipélago serviu de laboratório para o naturalista inglês Charles Darwin desenvolver a Teoria da Evolução das Espécies.

Parque Galápagos @parquegalapagos

[BOLETÍN] Nueva erupción de volcán La Cumbre en Galápagos, lee más en https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2507224772721889&id=336795426431512 

O Instituto Geofísico da Escola Politécnica Nacional explicou que o vulcão apresentou “uma nova agitação sísmica e consequente erupção”.

“Depois do evento sísmico de magnitude 4,7 ocorrido às 16h42, foram registados 29 eventos, cuja magnitude permaneceu abaixo de 3,1”, especificou o organismo.

A última actividade eruptiva do vulcão La Cumbre ocorreu há 19 meses (16 a 18 de Junho de 2018), precedida por outra a 4 de Setembro de 2017, de acordo com o Instituto Geofísico.

Parque Galápagos @parquegalapagos

[BOLETÍN] Nueva erupción de volcán La Cumbre en Galápagos
Leer más  https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2507224772721889&id=336795426431512 

.

O Parque Nacional das Galápagos anunciou que vai continuar monitorizar a actividade vulcânica de modo a registar as mudanças que possam ocorrer no ecossistema das Ilhas Galápagos, Património Mundial pela sua flora e fauna únicas no mundo.

O arquipélago recebeu o nome das tartarugas gigantes que chegaram há três a quatro milhões de anos ao arquipélago vulcânico do Pacífico.

O Equador é uma dos países que fica situado no chamado “anel de fogo”, área de grande actividade sísmica e vulcânica.

Diário de Notícias

DN/AFP

spacenews