4011: Captadas enormes explosões em anã vermelha (20 vezes mais poderosas do que as do Sol)

CIÊNCIA/ASTRONOMIA

(dr) Observatório Astronómico do Japão
Ilustração da estrela anã vermelha AD Leonis

Uma equipa de astrónomos captou enormes explosões numa anã vermelha chamada AD Leonis. As explosões são 20 vezes mais poderosas do que as do nosso Sol.

A AD Leonis, uma estrela anã vermelha do tipo M, localiza-se a apenas 16 anos-luz da Terra, mas os cientistas suspeitam de que a super-erupção registada pode ser o resultado de grandes tempestades magnéticas.

A equipa da Faculdade de Ciências da Universidade de Quioto, no Japão, utilizou um telescópio de 3,8 metros para captar a AD Leonis que, apesar de ter mais erupções, é muito mais fria do que o Sol.

“A nossa pesquisa revelou dados muito intrigantes”, disse Kosuke Namekata, um dos autores do estudo, publicado na Publications of the Astronomical Society of Japan.

O fenómeno observado na anã vermelha tem maior intensidade do que as erupções comuns. Segundo o Science Alert, a equipa acredita que estas grandes explosões são emitidas em áreas onde a luz dos átomos excitados de hidrogénio aumentou, havendo aproximadamente dez vezes mais electrões de alta energia do que nas típicas explosões do nosso Sol.

O líder da investigação, Kazunari Shibata, destacou que as informações registadas a partir dos fenómenos estelares podem ajudar a prever as super-erupções que poderiam impactar a Terra. “Podemos até compreender de que forma essas emissões podem afectar a existência ou o surgimento de vida noutros planetas.”

As explosões na AD Leonis são 20 vezes mais poderosas do que as do Sol. Os cientistas sublinharam que, se a nossa estrela sofresse um evento desta magnitude, toda a infra-estrutura tecnológica do nosso planeta seria fortemente afectada.

ZAP //

Por ZAP
18 Julho, 2020

 

spacenews