3928: Northolt Branch Observatories

Kuiper belt object (307261) 2002 MS4

Today we had the opportunity to use the 2-metre Liverpool Telescope on La Palma to image 2002 MS4, a possible dwarf planet in the Kuiper belt.

2002 MS4 was discovered on 18 June 2002 at Palomar Observatory, but precovery images of it date back as far as 1954. It orbits the Sun at an average distance of 42 AU (6.3 billion km) once every 273 years.

Estimates of its diameter range from 600 to 1000 km, found by thermal imaging and stellar occultations. 2002 MS4 is among the largest unnamed objects in the Solar System.

Almost nothing is known about its physical properties. 2002 MS4 has a dark surface, reflecting just 5% of the light that hits it. It has no known moons that would allow to determine its mass, and its rotation period remains elusive. Its exact size and shape are not known either.

As seen from Earth, 2002 MS4 is visible at 21st magnitude, requiring a large telescope to be seen. It is currently moving through some of the densest star fields of the galactic plane. This makes observations challenging, as they have to be timed just right to avoid interference from background stars.

On the other hand, the dense star field increases the chance of stellar occultations. Indeed, a stellar occultation that is observable from the United Kingdom will take place on 12 August (https://lesia.obspm.fr/lucky-star/occ.php?p=39080)!

We plan to observe 2002 MS4 again in early July.

The Liverpool Telescope is operated on the island of La Palma by Liverpool John Moores University in the Spanish Observatorio del Roque de los Muchachos of the Instituto de Astrofisica de Canarias with financial support from the UK Science and Technology Facilities Council.

See also:
https://en.wikipedia.org/wiki/(307261)_2002_MS4
https://telescope.livjm.ac.uk/

Northolt Branch Observatories
Asteroid Day

Objecto do cinturão Kuiper (307261) 2002 MS4

Hoje tivemos a oportunidade de usar o 2 metros Liverpool Telescope em La Palma para a imagem 2002 MS4, um possível planeta anão no cinturão Kuiper.

2002 MS4 foi descoberto em 18 de Junho de 2002 no Observatório Palomar, mas as imagens de precovery datam até 1954. Ele orbita o Sol a uma distância média de 42 UA (6.3 bilhões de km) Uma vez a cada 273 anos.

Estimativas do seu diâmetro variam de 600 a 1000 km, encontradas por imagens térmicas e ocultações estelares. 2002 MS4 está entre os maiores objectos desconhecidos do Sistema Solar.

Quase nada se sabe sobre suas propriedades físicas. 2002 MS4 tem uma superfície escura, reflectindo apenas 5 % da luz que a atinge. Não tem luas conhecidas que permitam determinar sua massa, e seu período de rotação permanece esquivo. O seu tamanho e forma exactos também não são conhecidos.

Como visto da Terra, 2002 MS4 é visível à 21 a magnitude, exigindo que um telescópio grande seja visto. Actualmente, está se movendo através de alguns dos campos estrelas mais densos do plano galáctico. Isto torna as observações desafiadoras, pois têm de ser cronometradas apenas para evitar interferências de estrelas de fundo.

Por outro lado, o campo de estrelas denso aumenta a chance de ocultações estelares. De facto, uma ocultação estelar que é observável do Reino Unido terá lugar no dia 12 de Agosto (https://lesia.obspm.fr/lucky-star/occ.php?p=39080)!

Planeamos observar 2002 MS4 novamente no início de Julho.

O Telescópio Liverpool é operado na ilha de La Palma pelo Liverpool John Moores University no Observatório Espanhol do Roque de los Muchachos do Instituto de Astrofísica de Canarias com apoio financeiro do Conselho de Instalações de Ciência e Tecnologia do Reino Unido.

Veja também:
https://en.wikipedia.org/wiki/(307261)_2002_MS4
https://telescope.livjm.ac.uk/

Northolt Branch Observatories
Asteroid Day

 

spacenews