1248: Uma das mais antigas estrelas do Universo foi descoberta na Via Láctea

ESO/Beletsky/DSS1 + DSS2 + 2MASS

Astrónomos encontraram uma estrela que, com cerca de 13,5 mil milhões de anos, é uma das mais antigas de todo o Universo.

Chama-se 2MASS J18082002–5104378 B e terá nascido logo após o Bing Bang. Possui a menor metalicidade de qualquer estrela já descoberta – apenas cerca de 10% da metalicidade da Terra.

No Universo primitivo não havia metais e, depois do Big Bang, o conteúdo de metal era pouco. As primeiras estrelas a ter metal lançaram-no para o universo ao morrerem. Com estes materiais, novas estrelas foram criadas com maior conteúdo de metal. Quanto mais jovem é uma estrela, mais conteúdo de metal tem.

Isto significa que há a possibilidade de as estrelas da Via Láctea serem mais velhas do que se pensa. Calcula-se que tenham entre oito a dez mil milhões de anos, mas esta estrela é muito mais antiga – tem cerca de 13,5 mil milhões de anos.

Outra ideia que é refutada com esta descoberta é de que as estrelas antigas eram enormes e morriam rápido, uma vez que esta tem apenas 10% do tamanho do Sol. Na verdade, de acordo com os cálculos, uma estrela pequena pode viver durante milhares de milhões de anos.

De acordo com este estudo, publicado na revista Astrophysical Journal a 1 de Novembro, a estrela descoberta pertence à segunda geração do universo. O Sol, que pertence a 100 mil gerações à frente, é mais jovem que a 2MASS J18082002–5104378 B.

“Nunca descobrimos uma estrela com uma massa tão baixa e feita com tão poucos gramas de metais”, disse o astrofísico Andrew Casey, da Universidade Monash, na Austrália.

Por outro lado, isto implica que algumas estrelas mais antigas ainda não tenham morrido, ainda que, inicialmente, eram consideradas extintas.

“Estas estrelas são extremamente raras. É como encontrar uma agulha num palheiro, mas com as enormes quantidades de dados de telescópios terrestres e espaciais, o futuro parece ser bom: estamos cada vez mais perto de entender como é que as estrelas se formaram no início do Universo”, referiu Casey.

Existem outras estrelas antigas a vaguear pela Via Láctea, como a rede HE 1523-0901 e a misteriosa Methuselah Star, cuja idade foi estimada em 14,5 mil milhões de anos.

ZAP // Science Alert

Por ZAP
6 Novembro, 2018

[vasaioqrcode]