2897: Asteróide enorme vai passar perto da Terra esta sexta-feira

CIÊNCIA

(CC0/PD) Bibbi228 / pixabay

Um asteróide gigante vai passar muito perto do planeta Terra esta sexta-feira. O corpo celeste vai passar a uma distância de 6,2 milhões de quilómetros.

De acordo com observações do The Virtual Telescope Project, gerido pelo astrónomo italiano Gianluca Masi, um asteróide gigante fará a sua aproximação máxima com a Terra na próxima sexta-feira. O objecto intitulado 1998 HL1 tem quase um quilómetro de diâmetro.

No entanto, não há motivo para pânico: ainda que o asteróide esteja nas listas de objectos potencialmente perigosos, não está em rota de colisão, não havendo risco de qualquer impacto com o nosso planeta.

Masi registou a passagem mais recente do objecto nos nossos arredores no dia 19 de Outubro, quando o corpo celeste passou a cerca de 8,5 milhões de quilómetros de distância.

Já quando o asteróide estiver na sua aproximação máxima no dia 25, o asteróide passará a 6,2 milhões de quilómetros — algo como 16 vezes a distância entre a Terra e a Lua. Sendo assim, astrónomos podem preparar-se para rastrear o asteróide e acompanhar a sua passagem.

O 1998 HL1 foi descoberto, precisamente, em 1998 e tem sido observado com afinco desde então. Portanto, a sua trajectória é muito conhecida por cientistas em todo o mundo, razão pela qual podemos ficar tranquilos quanto à sua passagem pelo planeta azul.

ZAP // Canaltech

Por ZAP
24 Outubro, 2019

Artigos relacionados: NASA – Asteróide perigoso passará perto da Terra a uma velocidade de 40 mil km/h

 

2870: NASA – Asteróide perigoso passará perto da Terra a uma velocidade de 40 mil km/h

CIÊNCIA

No próximo dia 25, sexta-feira, passará “perto” da Terra um asteróide à velocidade de 40 mil km/h. De acordo com o Centro de Estudo de Objectos Próximos à Terra da NASA, o objecto 162082 (1998 HL1) tem um tamanho de cerca de 700 metros de diâmetro e é da categoria Apollo.

A rocha espacial foi descoberta em 1998 e é vigiada desde então. Segundo os especialistas, se algum dia este asteróide colidir com o nosso planeta, as consequências serão desastrosas.

Asteróide perigoso debaixo de olho da NASA

Conforme está catalogado pela NASA, este é um asteróide do tamanho de um arranha-céus. Descoberto em 1998, foi já visto pela nossa vizinhança pelo menos 408 vezes. A sua classificação refere que é um Asteróide Potencialmente Perigoso (PHA).

No século passado, quando foi descoberto por astrónomos no projecto Lincoln Near-Earth Asteroid Research (LINEAR) em Socorro, Novo México, deram-lhe o nome de 1998 HL1.

1998 HL1 vai passar perto, mas o que é esse “perto”?

De facto vai passar perto. A passagem mais próxima do asteróide Apollo este ano será de 241.401.600 km de distância, ou 16 vezes a distância da Lua. Claro, comparando com a nossa noção de proximidade terrestre, esta rocha vai passar muito longe. Mas na unidade astronómica, ele vai passar aqui mesmo pertinho!

Apesar de ter já passado várias vezes no quintal da Terra ainda irá passar mais algumas vezes “sem entrar”. Segundo os cálculos da NASA, este não tem uma rota de colisão com o planeta nos próximo 120 anos.

A próxima vez que passar perto da Terra, como agora, será somente no dia 26 de Outubro de 2140. Nessa altura, esta rocha passará a uma distância de 6,18 milhões de quilómetros. Mas antes disso, a gigantesca rocha Apollo continuará a girar o Sol uma vez a cada 508 dias enquanto ele se move numa órbita elíptica.

NASA afirma que nenhum asteróide registado vai colidir com a Terra nos próximos 100 anos

Há hoje uma preocupação maior relacionada com os asteróides. Ameaças do asteróide do Apocalipse ou do Deus do Caos estão a ser vigiadas pela NASA que desdramatiza os possíveis casos de colisão com a … Continue a ler NASA afirma que nenhum asteróide registado vai colidir com a Terra nos próximos 100 anos

Pplware
Imagem: NASA
20/10/2019